Todo ano começamos falando da CES, a maior feira de tecnologia do mundo, mas 2021 não é um ano convencional. Não fomos apostar a sorte em Las Vegas e nem entramos em um monte de filas no centro de convenções para trazer as primeiras novidades do ano. Mas as empresas capricharam mesmo assim em um evento digital, com novas tecnologias de TVs, chips mais poderosos e até gadgets para enfrentar o coronavírus.

Tecnocast 176 – CES e as tendências para 2021 (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Tecnocast 176 – CES e as tendências para 2021 (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

No segundo bloco, falamos da nova geração de celulares premium da Samsung, que chegou mais cedo que de costume. O Galaxy S21, S21+ e o S21 Ultra acabaram chamando mais atenção pelas polêmicas do que pelas novidades e foram anunciados nesse comecinho de 2021. Dá o play e vem com a gente!

Participantes

Assine o Tecnocast

Créditos

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Costa Porto dos Santos (@Leonardo_Porto)

52m:54s Eu confesso que não tenho recursos para comprar topo de linha, mas é uma meta. Não deixa de ser uma coisa que irei adquirir quando as coisas melhorarem. Mas eu desafio a provar, qualquer um que ache que traseira de vidro em topo de linha seja relevante. Prove que você não usa capinha de plástico o tempo inteiro.
Por que afinal de contas, as pessoas vão estar em contato com o plástico da capa em todo momento e o vidro vai se tornar uma coisa irrelevante.

Francisco Ferreira (@Francisco_Ferreira1)

A caixa da minha TV eu reaproveitei e fiz um pinball, reciclei também um notebook velho e um monitor. IMG_20190915_213518918|690x388

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

As caixas de qualquer coisa aqui sempre são reaproveitadas.

Principalmente pelos gatos espalhados pela casa.

Leandro (@lth_leandro)

To contigo nessa. Meus últimos celulares tiveram traseira de vidro, mas pra mim é irrelevante. Se o mesmo modelo oferece os mesmos recursos com opção em plástico, iria nessa opção.
Percebo que somente o que têm muuuita grana dispensam capinhas. Se quebrar compram um novo - independente do preço.

Leonardo Costa Porto dos Santos (@Leonardo_Porto)

Tem gente que diz que dá um ar de sofisticação. Mas na realidade, já não bastando o vidro da tela, vidro na traseira só aumenta 50% de chance de trincar todo o corpo do celular em caso de queda.

@FabForte

Sobre o S21: pelo que eles cobram, tinha que vir com todos os opcionais, incluindo até a entrada de fone de ouvido. Mais: armazenamento nunca é demais, especialmente com as câmeras gerando fotos cada vez maiores e os programas ficando cada vez maiores. Mais ainda: nunca se sabe quando a gente vai ficar sem conexão e o backup na nuvem vai falhar (oi, Brasil, tudo bem?).
Tudo isso para dizer que, mesmo que eu tivesse dinheiro para um S21, não o compraria porque não tem entrada para microSD. Poxa, um cartão de memória é o único upgrade que a gente consegue fazer no smartphone e, agora, nem isso?
O que me leva à suspeita-quase-certeza de que, na verdade, isso foi feito para incentivar pessoas que ficavam mais tempo com o celular apenas aumentando o armazenamento dele - meu caso - a trocar de celular antes.
E, só para pôr (muita) lenha na fogueira, se for para gastar uma bala num celular sem microSD, eu compro um iPhone, logo de uma vez!