Início » Gadgets » Kindle vendeu mais que Harry Potter na Amazon

Kindle vendeu mais que Harry Potter na Amazon

Por
9 anos atrás

Jeff Bezos quer que você leve um Kindle para a praia.

O modelo de terceira geração do Kindle, leitor de e-books da Amazon, tornou-se o produto mais vendido da história do site do mais famoso site de e-commerce do mundo. O título anteriormente pertencia ao último livro da saga Harry Potter, intitulado “Harry Potter and the Deathly Hallows” (traduzido como “Harry Potter e as Relíquias da Morte”).

Mais do que se gabar dos números do Kindle, o CEO da Amazon Jeff Bezos pareceu tentar minimizar a imagem de que o Kindle e os tablets (como o iPad, que foi atacado em uma propaganda recente da Amazon) seriam concorrentes.

Em vez disso, ele prefere os ver como dois produtos complementares:

“Nós vemos que muitas dessas pessoas que estão comprando Kindles também possuem um tablet de LCD. Os clientes relatam que usam seus tablets de LCD para jogos, filmes e navegação na web e seus Kindles para sessões de leitura.”

Segundo Bezos, os clientes dizem preferir o Kindle para ler por sua leveza, longa duração da bateria, tela de e-ink que não cansa os olhos e não apresenta problemas para leitura sob o sol.

“O preço de US$ 139 do Kindle é um fator-chave é suficientemente baixo para que as pessoas não precisem escolher [entre um Kindle e um tablet],” disse Bezos.