Arquivo Internet

Irã desbloqueia acesso ao Gmail, mas promete serviços próprios

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

No final da segunda-feira (1º), o governo do Irã decidiu desativar o bloqueio instituído ao Gmail na última semana do mês passado. A mudança de atitude foi esclarecida: segundo um membro do ministério das telecomunicações iraniano, o bloqueio ao serviço de email do Google foi uma consequência “involuntária da tentativa de censura do YouTube”, que por sinal continua bloqueado.

O acesso ao Gmail foi liberado nas suas duas formas, pela conexão segura HTTPS e também por HTTP – a segunda opção foi, durante bastante tempo, a única acessível para os usuários de internet no país mas como ela não era segura, as chances de que elas eram monitoradas eram altas. E mesmo com o desbloqueio, o governo mantém sua posição de que vai criar uma internet própria para usuários do país, completamente desconectada do resto da internet.

Além disso, pouco antes de desbloquear o Gmail, o governo também anunciou que planeja criar alternativas locais aos serviços de busca e de email do Google. Eles serão chamados respectivamente de sistema de busca Fakhr (que significa orgulho) e serviço de email Fajr (que significa amanhecer). O lançamento desses serviços não tem data para acontecer, mas a internet própria do país deve entrar em operação até março do ano que vem.

O Gmail estava bloqueado desde o dia 24 de setembro, enquanto o YouTube sofre censura no país desde meados de 2009.

Com informações: ZDnet.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque