Arquivo Brasil

Anatel diz que quer apenas ajudar

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Hoje mais cedo nós publicamos sobre uma tentativa da Anatel de ter acesso facilitado aos dados dos clientes de telefonia. A proposta da agência, segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo publicada nessa quarta-feira, é permitir que seus funcionários acessem o registro de uma determinada linha com mais facilidade.

Agora há pouco a Anatel emitiu um comunicado comentando a reportagem.

Seguem abaixo as palavras da Anatel:

“Atualmente, a Anatel rotineiramente tem acesso a essas informações, enviadas pelas prestadoras mediante solicitação, sem o que não seria possível fiscalizar o atendimento das obrigações legais e regulamentares impostas às empresas concessionárias e autorizadas de serviços públicos de telecomunicações.

A recente aquisição das plataformas de mediação e análise de registros de chamadas permitirá a realização de fiscalizações sistêmicas sobre a correção dos valores cobrados, de forma agregada, em um grande número de chamadas telefônicas, sem observar o detalhe de cada chamada, isso é, sem invadir a privacidade dos usuários.”

O jornal já informava a posição da agência, porém reiterando que os advogados consultados pela reportagem dizem que somente um juiz ou uma CPI podem quebrar o sigilo telefônico de uma pessoa. O detalhe é que a Anatel já tem acesso a esses dados, que são repassados pelas telefônicas depois do primeiro contato com o setor de reclamações da agência.

Por fim, a agência disse que continua zelando pelo “sigilo protegido constitucionalmente das informações pessoais de usuários”.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque