Início / Especiais / Celular /

A tabela de IPv4 terminou de ser alocada hoje. E agora?

Por

Não corram, ainda não é o apocalipse. Apesar da tabela de IPv4 ter terminado de ser alocada hoje, a internet não parou, a Skynet ainda não despertou das trevas e a Matrix continua rodando como sempre. O que aconteceu hoje foi o fim de distribuição de IPs da tabela da IANA, ou Internet Assigned Numbers Authority, para as chamadas RIR’s, ou Regional Internet Registries.

Sopa de letrinhas? Não entendeu nada ainda? Você teme que seu computador exploda por algum motivo? Não se preocupe. Eu estou aqui para ajudar. Respire fundo, tome um copo d’água e leia a seguir uma explicação detalhada do que aconteceu hoje e o que está agendado para acontecer no futuro, se tudo der certo.

A IANA foi criada em 1988 para guiar a distribuição de endereços de IPs para as várias regiões do planeta. Ela é a responsável por determinar quais grupos de IPs vão para quais RIRs, que por sua vez repassam os endereços para provedores de internet de cada região que ela controla. São cinco RIRs no total: A AfriNIC, responsável pela África, a ARIN, responsável por parte da região do Caribe, os EUA e o Canada, a APNIC, responsável pela Austrália, Ásia, Nova Zelândia e países vizinhos, LACNIC, responsável pela América Latina e parte da região do Caribe, e a RIPE NCC, responsável pela Europa e todo o resto.

Por volta das 13h de hoje, (horário de Brasília) os últimos 5 grupos de IP da tabela IANA foram distribuídos, sendo que cada RIR ficou com um grupo da tabela. O grupo de IPs 102/8 foi para a AfriNIC, o grupo 103/8 foi para a APNIC, o grupo 104/8 foi para a ARIN, o grupo 179/8 foi para a LACNIC e o grupo 185/8 foi para a RIPE NCC. Quer ver como a tabela é? Ela está aqui e para mim realmente parece estar completamente esgotada.

Isso não quer dizer que os endereços IPv4 esgotaram. Apenas a distribuição deles acabou. As RIR‘s ainda tem alguns milhões de endereços IP para distribuir para os provedores de internet e eles para seus usuários. Quando uma RIR no mundo realmente não tiver mais IPv4 para distribuir entre as empresas, aí sim a porca torce o rabo. Esse momento deve acontecer antes do final desse ano, época em que espera-se que as entidades e organizações que estabelecem as regras para a internet já tenham transitado para o IPv6 e estejam então suportando ambos os protocolos.

Para tentar estimular a adoção do IPv6 por empresas, fabricantes de hardware e provedores do mundo todo, o Google, Facebook, Yahoo! e outros planejam o maior teste com o novo protocolo até agora, agendado para o dia 7 de julho. Com os resultados desse teste, saberemos se o mundo vai fazer uma transição tranquila para o IPv6 ou se as empresas responsáveis precisam se apressar para não causar um possível apocalipse.

Portanto, não temam. Ainda há bastante tempo para que as empresas se preparem para a transição de IPv4 para IPv6. Mas se elas não fizerem o máximo que puderem para a mudança, talvez tenha gente arrancando os cabelos antes do ano terminar.

Imagem sob licença CC da Wikipédia.