Início / Notícias / Telecomunicações /

Claro tem receita de R$ 39,4 bilhões e quer crescer na fibra óptica em 2022

Operadora perdeu clientes de TV por assinatura e banda larga, mas cresceu no móvel e teve bom desempenho no pós-pago; Claro quer dobrar rede de fibra em 2022

Lucas Braga

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Claro Participações divulgou os resultados financeiros do 4° trimestre de 2021. A operadora subsidiária da mexicana América Móvel encerrou o ano com receita líquida de R$ 39,71 bilhões, o que a coloca numa posição estável em comparação com o ano anterior. A tele cresceu no serviço móvel e perdeu clientes de TV e banda larga, mas projeta dobrar a cobertura de fibra óptica em 2022.

Sede da Claro em São Paulo (Foto: Paulo Higa/Tecnoblog)
Sede da Claro em São Paulo (Foto: Paulo Higa / Tecnoblog)

Claro — Resultados financeiros de 2021

Confira os principais indicadores da Claro para 2021 e o comparativo com o ano anterior:

Indicador20212020Diferença
Receita líquida totalR$ 39,71 bilhõesR$ 39,45 bilhões+ 0,7%
Receita de serviços móveisR$ 17,35 bilhõesR$ 16,03 bilhões+ 8,3%
Receita de serviços fixosR$ 20,61 bilhõesR$ 21,66 bilhões– 4,8%
EBITDA
(lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização)
R$ 16,53 bilhõesR$ 16,06 bilhões+ 2,9%

Por não ser uma companhia de capital aberto no Brasil, a Claro não divulga o lucro líquido e alguns indicadores que costumam ser publicados pelas concorrentes. No entanto, é possível perceber que a empresa teve aumento de 2,9% no EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização).

Isolando apenas o último trimestre de 2021, a Claro manteve a alta de 8,3% na receita de telefonia móvel e queda de 3,7% nos serviços fixos.

Claro cresceu no móvel, especialmente no pós-pago

A Claro encerrou 2021 com 70,5 milhões de linhas móveis, com crescimento de 5,8 milhões de chips em comparação com o ano anterior. A operadora comemora o crescimento 16,2% na base de clientes com plano pós-pago, que possuem maior custo mensal e assim geram mais receita para a operadora.

Loja da Claro em Brasília. (Imagem: Divulgação)

A operadora também revela o saldo positivo de 1,6 milhão de linhas na portabilidade numérica — ou seja, mais clientes migraram seus números para a Claro do que saíram da tele. O pré-pago representa 41,3% dos contratos da operadora, com 29,1 milhões de chips.

O ano de 2021 é importante para a Claro (e para todas as outras operadoras móveis) por conta do leilão do 5G. A tele arrematou capacidade nacional em 3,5 GHz e 26 GHz (mmWave), além de espectro em 2,3 GHz em alguns estados e regiões. Em dezembro, a tele lançou serviços de quinta geração em 2,3 GHz em localidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Vale lembrar que os números de acessos de celular da Claro devem subir significativamente em algum momento dos próximos 18 meses. A operadora comprou a Oi Móvel em conjunto com Claro, TIM e Vivo, e irá receber cerca de 11,7 milhões de linhas de 27 DDDs.

Claro perdeu clientes de TV e banda larga

O segmento de serviços fixos é o carro chefe no balanço da Claro, mas a operadora obteve uma queda de 4,8% na receita em comparação com o ano anterior. O número negativo provavelmente foi reflexo do serviço de TV por assinatura, visto que a Claro perdeu 940 mil clientes dessa modalidade.

Para tentar escapar da perda de receitas com TV paga, a Claro aposta muito no Claro Box TV. Lançado oficialmente em janeiro de 2021, o serviço encerrou o ano com 255,7 mil clientes. Não dá para saber ao certo o quão relevante o produto é para o balanço da empresa, visto que o pacote básico custa R$ 29,90 por mês (bem menos do que uma assinatura de TV a cabo) e não traz nenhum canal pago.

Claro Box TV (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog
Claro Box TV (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog

A Claro continua líder absoluta no mercado de banda larga, mas perdeu cerca de 112 mil acessos e terminou o ano de 2021 com 9,73 milhões de contratos. Os números são mais significativos na internet via cabo coaxial, que está presente na maioria das cidades grandes: foram 280 mil clientes que desistiram da tele.

Claro planeja crescimento em fibra óptica de verdade

A rede fixa da Claro atinge 35,7 milhões de domicílios em 372 cidades, mas a fibra óptica de verdade chega em apenas 3,2 milhões de casas de 168 municípios. A tele tem expandido os serviços na tecnologia óptica FTTH em municípios médios e pequenos, e adicionou 88 novas cidades no quarto trimestre de 2021.

A controladora da Claro planeja que a cobertura de fibra óptica de verdade atinja mais 3 milhões de domicílios em 2022, e isso significa que a rede FTTH deve praticamente dobrar de tamanho nesse ano.

A concorrência no setor é grande: além de provedores regionais, Vivo e Oi têm planos agressivos para expansão de fibra óptica através de redes neutras. A Claro aposta em combo com telefonia móvel e velocidades altas no serviço prestado por cabo coaxial para conquistar clientes.