Início / Notícias / Brasil /

Último dia para tirar o título de eleitor: etapa pode ser feita pela internet

Prazo para tirar, transferir e regularizar o título de eleitor acaba nesta quarta-feira (4); processos podem ser feitos pela internet

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Você ainda não regularizou o seu título de eleitor? Então é melhor correr: os brasileiros têm até esta quarta-feira (4) para emitir, transferir e fazer outras alterações no seu cadastro eleitoral, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Felizmente, essas solicitações podem ser feitas diretamente pela internet.

Título de Eleitor
Prazo para emitir, transferir e regularizar o título de eleitor finaliza nesta quarta-feira (4) (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Prazo será encerrado nesta quarta-feira (4)

O prazo para tirar, alterar ou regularizar o título de eleitor será encerrado às 23h59. O tribunal explica que todos os eleitores que solicitarem a emissão ou alterações até 4 de maio de 2022 terão os pedidos analisados e decididos em tempo hábil para as eleições. “O prazo de resposta é de até um mês“, afirmaram.

Os serviços para solicitar ou regularizar o cadastro podem ser feitos sem nem precisar sair de casa. Se você ainda não tem o documento, por exemplo, é possível tirar a primeira via do título de eleitor pela internet. E o Tecnoblog te ajuda a garantir a sua presença na festa da democracia!

Como tirar o título de eleitor pela internet

Se tem mais de 16 anos e ainda não tem o documento, saiba que pode tirar o título de eleitor pela internet, sem precisar sair de casa. O processo é feito pelo sistema Título Net do Tribunal Superior Eleitoral. Depois de tudo feito, o registro pode ser conferido no aplicativo e-Título.

Vale lembrar que o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para maiores de 18 anos. Se você tem 16 ou 17 anos, tanto o voto quanto o documento são facultativos. O título e o pleito também são opcionais para idosos acima de 70 anos e analfabetos.

Como transferir o título de eleitor pela internet

A transferência do título também pode ser feita de casa. Através do Título Net do TSE, o eleitor pode levar o seu cadastro para outra cidade, desde que resida há pelo menos três meses no novo município. Também é preciso que já tenha se passado um ano da data do seu alistamento eleitoral ou da última transferência de título.

Outro requisito é em relação às pendências com a justiça. Para transferir o título de eleitor pela internet, é preciso estar em dia com situações, como uma condenação criminal que ainda não foi inteiramente paga ou uma improbidade administrativa. Caso contrário, não será possível fazer a solicitação.

Como regularizar um título cancelado

O documento pode ser suspenso por diversos motivos. Ainda assim, é possível abrir uma solicitação para regularizar um título de eleitor cancelado através da plataforma on-line do TSE. Mas, para isso, é preciso estar em dia com a Justiça Eleitoral, caso tenha alguma multa por não justificar o voto em atraso, entre outras situações.

Vale lembrar que um título pode ser cancelado por razões diferentes, como óbito, duplicidade de documentos, perda de direitos políticos, ausência às urnas por três eleições consecutivas e o não comparecimento do eleitor quando houver revisão de eleitorado no município onde vota.

Como alterar o nome no documento

O Tribunal Superior Eleitoral oferece outros serviços à distância. É o caso da opção para alterar o nome no título de eleitor pela internet, desde que todas as pendências estejam em dia. O pedido também requer uma vasta lista de documentos, como o documento oficial de identidade, comprovante de residência e mais.

A Justiça Eleitoral também permite colocar o nome social no título pela internet.

Como acompanhar as solicitações

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que todos os eleitores e eleitoras que solicitarem a emissão, transferência ou regularização do título até as 23h59 de quarta-feira (4) serão analisados e decididos. Mas é preciso aguardar a análise dos dados. O prazo de resposta, vale reforçar, é de até um mês.

As solicitações podem ser acompanhadas pelo site do TSEtse.jus.br. Ao acessar a página, basta digitar o protocolo da solicitação ou os seus dados pessoais para conferir o andamento do processo.

Justiça Eleitoral registra mais de 7 milhões de pedidos atendidos nos últimos 30 dias (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)
Justiça Eleitoral registra mais de 7 milhões de pedidos atendidos nos últimos 30 dias (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Justiça Eleitoral bate recorde histórico de atendimentos

Faltam alguns meses para as Eleições 2022. Enquanto isso, muitos brasileiros estão correndo atrás para tirar, transferir e regular o seu título eleitoral: segundo o TSE nesta quarta-feira (4), a Justiça Eleitoral bateu o recorde histórico ao atender mais de 7 milhões de pedidos nos últimos 30 dias. De todo esse montante, 3,1 milhões de solicitações de alistamento eleitorais foram feitos de forma virtual.

No comunicado à imprensa, o TSE também ressaltou as funções da Título Net. A plataforma possibilita tanto a emissão do documento quanto a mudança de domicílio eleitoral (transferência), alteração de dados pessoais e local de votação para eleitores com mobilidade reduzida. Os eleitores também podem usar o serviço para regularizar a inscrição cancelada.

“A partir desta quinta-feira (5), não serão mais permitidas solicitações de emissão, transferência e mudança no cadastro eleitoral, uma vez que o banco de dados da JE será fechado para as eleições de outubro”, afirmaram. “De acordo com o calendário eleitoral, o TSE divulgará no dia 11 de julho, na internet, o quantitativo final de eleitoras e eleitores aptos a votar, por município, em 2022.”