Notícias Aplicativos e Software

Netflix lançará plano de assinatura mais barato em 2023, mas com anúncios

Relatório financeiro do segundo trimestre confirmou que o novo pacote com anúncios da plataforma chegará apenas no próximo ano

Wagner Pedro
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Assim como outras grandes empresas, a Netflix vem sofrendo o impacto da crise na economia global, que já resultou na perda de quase 1 milhão de assinantes. Para acelerar o crescimento da receita, a plataforma pretende lançar um novo pacote com anúncios, mas apenas “no início de 2023”, segundo o último relatório financeiro.

Netflix
Netflix (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Em junho, Ted Sarandos, co-CEO da Netflix, confirmou que a empresa estava planejando lançar um plano com anúncios, mas sem informar uma data específica. No entanto, um memorando interno vazado sugeria que a assinatura chegaria antes do final de 2022, mas isso não vai acontecer.

Segundo o último relatório financeiro da plataforma, referente ao segundo trimestre deste ano, o novo pacote, que contará com a Microsoft como a parceira de tecnologia e venda de anúncios, será liberado aos usuários apenas “no início de 2023”.

Por enquanto, não há informações a respeito do preço, mas espera-se um valor abaixo do plano mais barato que, no Brasil, custa R$ 25,90 por mês.

Melhorar a receita é prioridade

Em meio a um cenário global bastante negativo, a Netflix vem tentando acelerar o crescimento da receita. Além do pacote com anúncios, a empresa também começou a cobrar uma taxa extra de quem divide a senha da conta com pessoas de fora.

A iniciativa vem sendo testada em alguns países da América Latina, como Argentina, El Salvador, Guatemala, Honduras e República Dominicana. Os valores cobrados variam de R$ 9 a R$ 16.

Apesar da queda no número de assinantes, a gigante do streaming espera um crescimento expressivo de 1 milhão de novos usuários pagantes para os meses de julho, agosto e setembro. Esse valor fica abaixo da expectativa de especialistas da área, que era de 1,84 milhão.

De qualquer forma, a Netflix ainda mantém uma vantagem considerável de assinantes com relação a outras plataformas, somando 220,67 milhões de usuários. A Disney é a empresa que chega mais perto, com 205,6 milhões espalhados pelo Disney+, Hulu e ESPN+.

Com informações: IndieWire.

Wagner Pedro

Autor

Wagner Pedro é um paraibano “arretado” apaixonado por smartphones e cobre tecnologia desde 2017. Autodidata desde a época dos PCs de tubo, internet discada e Windows XP, buscou conhecimento em pequenos cursos de Informática e uniu essa paixão ao jornalismo. Ainda sente falta do extinto Windows Phone.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque