Twitter prepara mensagens com criptografia de ponta a ponta, assim como o WhatsApp

Quatro anos após primeiros testes, plataforma voltou a trabalhar no recurso que traz mais segurança às DMs da rede social

Paula Alves
Por

As conversas privadas do Twitter estão prestes a ficarem mais seguras. Ao menos, é isso o que sugerem as recentes descobertas sobre o serviço de criptografia de ponta a ponta que a rede social está implementando no Twitter para Android. Apesar de primeiros testes da ferramenta terem sido detectados há quatro anos, indícios dados pelo próprio Elon Musk sugerem que a rede voltou a trabalhar no recurso.

Logotipo do Twitter
Twitter (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Inicialmente, os novos testes foram detectados pela blogueira de tecnologia Jane Manchun Wong, que há quatro anos foi quem também descobriu que o Twitter já vinha trabalhando no serviço.

Na época, questionada pelo TechCrunch, a plataforma se recusou a comentar sobre o desenvolvimento da ferramenta, que acabou não sendo oficialmente lançada pela rede. Agora, no entanto, após Jane compartilhar imagens de novos testes, o próprio Elon Musk resolveu se pronunciar sobre o assunto, ainda que de maneira “discreta”

No tweet em que Jane mostrava indícios da implementação, Musk respondeu à mensagem com uma carinha piscando, sugerindo que de fato o Twitter tinha voltado a trabalhar no recurso.

Além disso, pouco após a “confirmação” dada pelo CEO da rede social, Jane ainda postou novos prints, mostrando imagens do protótipo da chave de criptografia das mensagens privadas aos quais ela teve acesso.

Vale lembrar que mensagens com criptografia de ponta a ponta já são uma realidade em outros aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. Graças ao recurso, as conversas do mensageiro ficam restritas apenas às pessoas envolvidas no bate-papo e não podem ser acessadas ou interceptadas por terceiros.

Verificação volta no final de novembro

Além do recurso de criptografia, os funcionários do Twitter parecem estar trabalhando incansavelmente em outras novidades da plataforma. Uma delas diz respeito às mudanças do Twitter Blue, serviço de assinatura que se tornou a prioridade de Musk desde que comprou a rede social por US$ 44 bilhões.

Após ter sido lançado há poucos dias pelo valor de US$ 7,99, o serviço causou confusão na rede ao ser usado por contas falsas que se faziam passar por grandes empresas ou personalidades. Dada a bagunça, ele foi tirado do ar, com a promessa de que o Twitter trabalharia melhor na ferramenta antes de relançá-la.

Esses “ajustes”, no entanto, devem ser implementados muito mais rápido do que o esperado.

Segundo o próprio Elon Musk, o serviço de verificação das contas, atrelado à assinatura do Twitter Blue, será relançado na plataforma ainda esse mês, no próximo dia 29 de novembro. E, nas palavras do próprio bilionário, com a garantia de que será “sólido como uma rocha”.

Com informações: MacRumors e Mashable

Relacionados

Relacionados