Claro, Oi, TIM e Vivo liberam roaming no Amapá durante apagão

Operadoras liberam sinal durante apagão no Amapá; antenas de telefonia precisam de energia elétrica para funcionar

Lucas Braga
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Torre de telefonia celular. Foto: Lucas Braga/Tecnoblog
Torre de telefonia celular (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

O apagão de energia elétrica no Amapá também prejudicou o funcionamento de serviços de telecomunicações, e as operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo se uniram para liberar o roaming gratuito na telefonia celular. A medida permite que usuários de celular se conectem nas torres de qualquer tele que esteja funcionando no local.

As torres de celular também precisam de energia pra funcionar. Muitas possuem geradores, mas o combustível acaba após um longo período de uso. O acordo permite, por exemplo, que usuários da Vivo utilizem uma torre da Oi que continua funcionando em uma determinada região.

De acordo com a Anatel, o estado do Amapá abriga cerca de 738 mil linhas móveis, sendo a maioria no serviço pré-pago (73,9%). Na capital Macapá, a Vivo é a empresa com maior número de torres 4G: são com 56 estações rádio-base, seguida por TIM (45), Oi (29) e Claro (27).

Amapá está sem energia desde 3 de novembro

Grande parte do estado do Amapá está sem energia elétrica desde 3 de novembro de 2020, devido a um incêndio na subestação de Macapá. Cerca de 65% do sistema elétrico foi reestabelecido até esta segunda-feira (9), e o governo tem feito rodízio de funcionamento por regiões enquanto a subestação não volta a funcionar por completo.

De acordo com o Conexis, sindicato que representa as operadoras, empresas de telefonia têm tido dificuldades no acesso à energia e combustíveis. O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, diz que o governo tem fornecido combustível para as teles manterem suas redes ativas.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lucas Braga

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Canal Exclusivo

Relacionados