Exclusivo: Novo Claro Flex decreta fim das redes sociais ilimitadas

Plano passa a ter franquia exclusiva para Instagram, TikTok, Facebook e outros apps; Claro já havia removido zero rating de redes sociais no pós e controle

Lucas Braga Everton Favretto
Por e
Celular com aplicativo do Claro Flex aberto
Claro Flex deixa de incluir redes sociais ilimitadas (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Resumo
  • O Claro Flex deixará de oferecer redes sociais ilimitadas a partir de terça-feira (12), conforme mudanças confirmadas pela Claro ao Tecnoblog.
  • As alterações fazem parte do ajuste anual do portfólio da operadora, visando alinhar-se a estudos de mercado e tendências de consumo.
  • Clientes que já possuem o Claro Flex não serão afetados pelas mudanças e manterão os benefícios atuais.
  • Os novos planos do Claro Flex variam de 8 GB a 30 GB de franquia principal, com franquia extra para redes sociais disponível a partir do plano de 15 GB.
  • O WhatsApp continua isento de descontos na franquia em todos os planos, que também incluem ligações ilimitadas, 500 SMSs para números Claro e assinatura do aplicativo Skeelo. Clientes com banda larga fixa ou TV da Claro no mesmo CPF terão bônus de até 5 GB.

O Claro Flex deixará de ter redes sociais ilimitadas. O plano, que tinha uma excelente relação custo-benefício, ficará pior a partir de terça-feira (12). As mudanças foram confirmadas pela Claro, e não há impactos para clientes com planos antigos.

Com a mudança no Flex, a Claro conclui a retirada da prática de zero rating em todos os seus planos. O mesmo movimento já ocorreu no pós-pago e controle.

O Tecnoblog teve acesso ao regulamento do novo Claro Flex. O sumário indica que as contratações estarão disponíveis a partir de 12 de março, e já não contam mais com o open bar de redes sociais.

A Claro confirmou ao Tecnoblog as novidades no Claro Flex, e disse que a mudança faz parte do ajuste anual do portfólio, “sempre baseado em estudos de mercado, tendências de consumo e na análise de necessidades e percepções aos clientes”.

A operadora também esclarece que nada muda para clientes que contrataram o Claro Flex anteriormente, que segue com as mesmas condições e benefícios. Ainda assim, o novo portfólio ficará disponível para quem quiser contratar.

Claro Flex abandona redes sociais ilimitadas
Claro Flex abandona redes sociais ilimitadas (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Até 5 GB para usar com aplicativos

O regulamento indica quatro diferentes planos do Claro Flex, com franquia principal que varia de 8 GB a 30 GB. Confira como eles ficaram:

Franquia principalFranquia extraPreço mensal
8 GB2 GB para YouTubeR$ 29,99
15 GB5 GB para YouTube e redes sociaisR$ 39,99
20 GB5 GB para YouTube e redes sociaisR$ 49,99
30 GB5 GB para YouTube, Free Fire e redes sociaisR$ 59,99
Compilação feita pelo Tecnoblog com dados da Claro

A franquia extra só é válida para redes sociais no pacote de 15 GB em diante. Os aplicativos em questão são Facebook, Facebook Messenger, Instagram, TikTok e X (antigo Twitter).

Em todos os planos o WhatsApp continua sem descontar da franquia, inclusive para chamadas de voz e vídeo.

O serviço também permite ligações ilimitadas para qualquer operadora, inclusive DDD. O regulamento informa um pacote de 500 SMSs exclusivos para números Claro. Os planos incluem assinatura do aplicativo de leitura Skeelo.

Clientes Claro TV+ e banda larga terão internet extra

Usuários do Claro Flex que também são assinantes de banda larga fixa ou TV da Claro terão até 5 GB bônus na franquia principal e/ou no pacote para apps. Para isso, é necessário que os contratos estejam no mesmo CPF. Confira como fica:

PlanoBônus internetBônus franquia para apps
8 GB(não possui)+2 GB
15 GB+5 GB+5 GB
20 GB+5 GB+5 GB
30 GB+5 GB+5 GB
Compilação feita pelo Tecnoblog com dados da Claro

Anteriormente, o bônus do Claro Flex para clientes de TV e banda larga da operadora era de 2 GB, independente do plano contratado.

Claro Flex ficou com mais internet?

Com exceção do plano de entrada, todos os pacotes ganharam mais internet na franquia principal. O plano de R$ 39,99, por exemplo, tinha 8 GB e passou para 15 GB no novo portfólio.

No entanto, ainda é cedo para saber se essa é uma boa novidade. No portfólio antigo, a Claro dava bônus significativos no Claro Flex. O mesmo plano de R$ 39,99, citado no parágrafo anterior, ficava com 20 GB considerando as promoções, mantendo as redes sociais ilimitadas.

Resta aguardar o lançamento para saber se a política de bônus do novo Claro Flex permanecerá igual ou similar ao que a operadora praticava no portfólio anterior.

Uma novidade mais ou menos positiva é que o pacote de apps também poderá ser utilizado com o YouTube. No portfólio anterior, quem acessa o serviço de vídeos consume dados do pacote principal.

Fim do zero rating é tendência entre operadoras

O fim das redes sociais ilimitadas nos planos de telefonia móvel parece ser um caminho sem volta.

A medida também deve ser seguida por outras operadoras. Em fevereiro, o presidente da TIM declarou que os novos planos não terão zero rating para as redes sociais.

Apesar de não ser exatamente um zero rating, a Vivo acabou com as diárias ilimitadas do plano digital Vivo Easy. A tele não comercializa planos com redes sociais ilimitadas, com exceção do WhatsApp.

A tendência acompanha a discussão sobre fair share. As operadoras querem que big techs como Meta, Google e Netflix ajudem a custear a manutenção e expansão das redes de telecomunicações.

A Anatel acompanha o assunto. Em entrevista exclusiva ao Tecnoblog, o presidente da agência, Carlos Baigorri, afirma que o órgão está realiza uma tomada de subsídios sobre direitos e deveres dos usuários de telecomunicações. Como usuário, leia-se pessoas comuns (como eu e você) e empresas que fornecem conteúdo (como as redes sociais e big techs).

Receba mais sobre Claro na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lucas Braga

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Everton Favretto

Everton Favretto

Assistente de Conteúdo

Everton Favretto é bacharel em Tecnologias Digitais pela UCS e caça homologações da Anatel para o Tecnoblog. Gosta de telefones (velhos e novos) e está sempre pronto para falar de aviões. Consegue identificar um modelo de 737 olhando para a fotografia dele e tem um Raspberry Pi Zero W na sacada só para rastrear as aeronaves por ADS-B.

Canal Exclusivo

Relacionados