iOS 18: Apple pode colocar IA para transcrição nos apps Gravador e Notas

Próxima atualização do sistema operacional do iPhone deve receber novidades envolvendo inteligência artificial generativa

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 1 semana
Ícone do iOS
iOS 18, nova versão do sistema operacional da Apple para o iPhone, será apresentado em junho (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Apple estaria preparando um recurso com inteligência artificial para transcrever áudio em tempo real no Gravador e no Notas. A novidade deve ser lançada no iOS 18, que deve vir com muita IA embarcada, pelo que os rumores apontam.

O site AppleInsider falou com pessoas familiarizadas com o assunto e obteve esta informação. O novo recurso pode transformar o Gravador em um lugar para anotações rápidas, já que não seria mais necessário ouvir os áudios para retomar o conteúdo.

iPhone 15 Dynamic Island
iOS 17, que estreou no iPhone 15, não trouxe muitas novidades envolvendo IA (Imagem: Thássius Veloso / Tecnoblog)

Já o app Notas, atualmente, não conta com recurso de gravação de áudio — esta seria mais uma nova ferramenta do iOS 18. Além de transcrições, ele também deve receber a opção de usar IA para gerar resumos do que foi dito.

IA estará em mais produtos da Apple ainda este ano

Enquanto OpenAI, Microsoft, Meta e Google apresentaram muitas ferramentas com inteligência artificial generativa ao longo dos últimos dois anos, a Apple adotou uma postura mais tímida no assunto. Isso, porém, está para mudar.

Tim Cook, CEO da empresa, falou sobre o assunto nas últimas duas conferências com investidores. Em fevereiro, ele disse que a Apple mostraria novidades “mais tarde, ainda este ano”, o que leva a crer que o iOS 18 (a ser apresentado em 10 de junho, na WWDC 2024) e o iPhone 16 (a ser lançado em setembro, sem data definida até o momento) devem trazer recursos do tipo.

Por enquanto, os rumores indicam algumas novas ferramentas que usariam inteligência artificial para resumir páginas no Safari e mensagens de texto com a ajuda da Siri, por exemplo. Além disso, a Apple estaria em negociações com diferentes empresas, como OpenAI e Google, para tarefas mais pesadas de processamento.

Na mais recente conferência, Cook disse acreditar no “poder transformador” da IA. Ele acrescentou que a integração entre produtos e o foco em privacidade serão os diferenciais da Apple. Isso pode indicar que a empresa vai tentar rodar nos próprios aparelhos o que for possível, sem depender da troca de informações com a nuvem.

Com informações: The Verge, AppleInsider

Receba mais sobre Apple na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados