Microsoft contrata cofundador da DeepMind para chefiar IA do Bing e Windows

Microsoft cria divisão de IA e coloca Mustafa Suleyman, ex-DeepMind e Inflection, como chefe, mas promete continuar parceria com OpenAI

Giovanni Santa Rosa
Por
Tecla colorida com a marca do Copilot
Desenvolvimento do Copilot ficará a cargo de Mustafa Suleyman (Imagem: Reprodução / Microsoft)

A Microsoft anunciou a contratação de Mustafa Suleyman, um dos cofundadores da startup de inteligência artificial DeepMind, comprada pelo Google em 2014. Suleyman será vice-presidente executivo e CEO de uma nova divisão da empresa, chamada Microsoft AI, onde chefiará o desenvolvimento do Copilot, chatbot com IA presente em produtos como Bing e Windows.

Suleyman deixou a Alphabet, dona do Google, em 2022. Então, ele participou da fundação da startup Inflection AI, ocupando até agora o cargo de CEO. Além de Suleyman, outros nomes importantes da Inflection vão para a Microsoft, como o cientista-chefe Karén Simonyan.

Mustafa Suleyman
Suleyman trabalhou na Alphabet, dona do Google, até 2022 (Imagem: Reprodução / Business Wire)

A Inflection AI recebeu investimentos da Microsoft em 2023, mas o valor não foi revelado. Ela está avaliada em US$ 4 bilhões. A Microsoft também investiu cerca de US$ 13 bilhões na OpenAI ao longo dos anos e, em fevereiro, anunciou uma parceria com a startup francesa Mistral.

Segundo a Microsoft, a criação da nova divisão de IA não significa que essas parcerias vão acabar. A empresa diz que vai “continuar construindo infraestruturas de IA, incluindo sistemas customizados e hardware para dar suporte aos planos da OpenAI”, bem como “construir produtos sobre os modelos da OpenAI”.

Novo setor causa “dança das cadeiras” na Microsoft

A Microsoft AI levará a uma reorganização dos vários setores da Microsoft que estavam envolvidos com produtos de inteligência artificial.

Mikhail Parakhin, CEO de serviços web e anúncios, que comandava o desenvolvimento do Copilot, Bing e Edge, estará abaixo de Suleyman na nova organização. Outro nome que vai responder ao novo chefe é Misha Bilenko, vice-presidente corporativo de IA generativa.

Inflection vai vender software no Azure

Enquanto a Microsoft cria uma nova divisão, a Inflection vai seguir sua vida, sob nova direção: Sean White, ex-Mozilla e Nokia, assumiu o cargo de CEO.

O principal produto da Inflection até aqui é o chatbot Pi, mais um concorrente para o ChatGPT, da OpenAI. À Bloomberg, Suleyman admitiu que a Inflection teve dificuldades para achar um modelo de negócio sustentável. Agora, a empresa vai vender seu software para outros negócios, por meio da plataforma Azure, da Microsoft.

Segundo a CNBC, dados do LinkedIn apontam que a Inflection tem 76 funcionários. Para efeito de comparação, a OpenAI tem cerca de 770 funcionários.

Com informações: Microsoft, Axios, CNBC, The Verge, Inflection

Relacionados