Microsoft anuncia investimento em concorrente francesa da OpenAI

Mistral foi fundada há dez meses e está avaliada em US$ 2 bilhões. Startup diz que seu modelo Mistral Large só fica atrás do GPT-4, da OpenAI.

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 2 meses
Microsoft
Microsoft já investiu US$ 13 bilhões na OpenAI (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Microsoft anunciou uma parceria com a startup francesa de inteligência artificial Mistral. Como parte do acordo, a gigante de Redmond fará um investimento (cujo valor não foi revelado) e passará a oferecer os modelos da Mistral a clientes da plataforma de computação em nuvem Azure.

Além disso, as duas empresas vão colaborar para a pesquisa e o desenvolvimento de aplicações para governos europeus. Segundo a Microsoft, o investimento feito foi pequeno e não será revertido em nenhuma participação societária.

Brad Smith, presidente da Microsoft
Brad Smith disse que Microsoft vai investir em soluções “open source” para IA (Imagem: Reprodução / Twitter)

Brad Smith, presidente da Microsoft, disse que ao site Axios que a Microsoft não poderá “vencer” o mercado de IA sozinha e vai fazer uma “grande mudança”, passando a apoiar desenvolvedores de modelos de código aberto.

Antes disso, a empresa investiu US$ 13 bilhões na OpenAI, desenvolvedora do ChatGPT, que tem se dedicado a modelos fechados. A parceria entre as duas empresas está sendo investigada na União Europeia e no Reino Unido. Smith nega que a Microsoft controle a OpenAI.

Mistral tem menos de um ano e está avaliada em US$ 2 bi

A Mistral é uma startup de desenvolvimento de modelos de linguagem em larga escala (LLM, na sigla em inglês). Ela foi fundada em maio de 2023 por Timothée Lacroix (ex-Meta), Guillaume Lample (ex-Meta) e Arthur Mensch (ex-Google DeepMind).

Apesar de jovem, a companhia já recebeu mais de US$ 500 milhões em investimentos e está avaliada em mais de US$ 2 bilhões — a título de comparação, a OpenAI está avaliada em US$ 86 bilhões. Até o momento, seu principal produto é o modelo Mistral Large, disponível via API paga.

Gráfico de barra representando notas de raciocínio com as seguintes porcentagens:
GPT-4: 86,4%
Mistral Large: 81,2%
Claude 2: 78,5%
Gemini Pro: 71,8%
GPT-3.5: 70%
LLaMA 2 70B: 69,9%
Mistral diz que seu modelo Large só fica atrás do GPT-4 em testes de raciocínio (Imagem: Reprodução / Mistral)

A empresa alega que o Mistral Large está a frente de Claude 2 (da Anthropic), Gemini Pro 1.0 (do Google), Llama 2 (da Meta) e GPT-3.5 (da OpenAI). Nos testes da companhia, ele só fica atrás do GPT-4, também da OpenAI. Infelizmente, ainda não há resultados de testes independentes sobre o desempenho do modelo.

Além da parceria com a Microsoft, a Mistral lançou seu assistente, que tem um nome bem francês: Le Chat. O chatbot ainda está em fase beta e é gratuito, além de dar opção de três modelos: Mistral Large, Mistral Small (que equilibra custo e benefício) e Mistral Next (projetado para ser conciso). O Le Chat fala inglês, francês, italiano, alemão e espanhol, além de saber escrever código.

Com informações: TechCrunch, Financial Times, Reuters, Axios

Receba mais sobre Microsoft na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Relacionados