PicPay: usuários agora podem usar Pix nas mensagens do aplicativo

Usuários do aplicativo de finanças podem agora fazer pagamentos usando Pix dentro de conversas

Pedro Knoth
Por
App do PicPay (Imagem: Lucas Lima / Tecnoblog)

Nesta segunda-feira (13), o PicPay integrou o Pix no chat de conversas da plataforma. A transferência chega na forma de uma mensagem, que pode ser respondida normalmente usando emojis, vídeos ou fotos. A popularidade da ferramenta do Banco Central (BC) cresceu nos últimos meses dentro do app de finanças, representando 67% de todas as operações. Outra mudança é que essas mensagens agora podem ser enviadas sem que uma pessoa pague a outra antes.

A transferência de dinheiro via Pix já estava incorporada no PicPay. A diferença é que agora ela pode ser feita em conversas privadas com outros usuários. Quem recebe o valor em forma de mensagem pelo chat pode continuar a conversa sem fazer uma segunda operação.

Dentro do PicPay, o Pix cresce como uma forma de as pessoas manterem contato. Segundo dados do app de finanças, o uso da ferramenta do BC aumenta em média 15% ao mês. Utilizando o Pix, usuários economizaram em média R$ 130 em tarifas ao usar a opção de pagamento instantâneo e evitaram 12 horas e 30 minutos de filas em bancos.

Segundo o PicPay, cada vez mais usuários estão conversando após fazer uma transação: o número de conversas iniciadas após uma transação cresceu quase dez vezes entre junho e outubro. A cada 100 pagamentos, 15 se convertem em diálogos entre perfis.

PicPay atingiu recorde na carteira digital em outubro

No mês passado, o valor da carteira digital de todos os usuários do PicPay chegou a R$ 5 bilhões, atingindo um recorde para o aplicativo de finanças. A nova marca significou um aumento de 400% em relação ao valor registrado no início de 2020, o que indica que o app cresceu durante a pandemia, quando mais pessoas recorreram a soluções digitais de pagamento.

O aplicativo do PicPay junta alguns serviços além do pagamento entre usuários: por meio da plataforma, é possível pagar contas, fazer compras com QR Code — alguns estabelecimentos já aceitam a leitura de código usando o app — e transferências bancárias.

Conversas do PicPay funcionam como as do WhatsApp: o usuário pode mandar fotos, vídeos e emojis. A novidade chega depois de a Meta, que é dona do mensageiro, integrar o WhatsApp Pay dentro de conversas do app.

Na semana passada, a Meta também implementou a sua própria carteira digital, a Novi, dentro do WhatsApp. O projeto ainda está na fase piloto, mas abrange criptomoedas e deve ser expandido para além dos Estados Unidos, onde está disponível.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Pedro Knoth

Pedro Knoth

Ex-autor

Pedro Knoth é jornalista e cursa pós-graduação em jornalismo investigativo pelo IDP, de Brasília. Foi autor no Tecnoblog cobrindo assuntos relacionados à legislação, empresas de tecnologia, dados e finanças entre 2021 e 2022. É usuário ávido de iPhone e Mac, e também estuda Python.

Canal Exclusivo

Relacionados