Facebook, Messenger, WhatsApp e Telegram (Imagem: Microsiervos Geek Crew/Flickr)

O Facebook anunciou seus resultados financeiros para o quarto trimestre de 2017, e revelou que usuários passaram menos tempo na rede social após mudanças no feed. Mark Zuckerberg também teve novidades para compartilhar sobre seus outros produtos.

O WhatsApp agora conta com 1,5 bilhão de usuários ativos por mês. São enviadas 60 bilhões de mensagens a cada dia no aplicativo.

Em julho de 2017, o WhatsApp já tinha 1,3 bilhão de usuários mensais. Ele ultrapassou o marco de 1 bilhão em fevereiro de 2016. Quando o serviço foi adquirido pelo Facebook em 2014, ele tinha 450 milhões de usuários ativos por mês.

Zuckerberg também disse que o Instagram e o WhatsApp são os produtos mais populares para compartilhamento de histórias. O Instagram Stories e o WhatsApp Status têm, cada um, 300 milhões de usuários ativos diários, contra 178 milhões no Snapchat.

O CEO do Facebook prevê que a publicação total de stories vai ultrapassar, em breve, a publicação nos feeds. Isso significa mais imagens e vídeos efêmeros, em relação a posts que permanecem no seu perfil.

Agora, o WhatsApp está se preparando para conectar empresas a usuários. O WhatsApp Business foi lançado globalmente com respostas rápidas, mensagens automáticas e estatísticas básicas. O Facebook comprou o aplicativo por US$ 22 bilhões.

Enquanto isso, o Telegram tinha 170 milhões de usuários mensais em outubro de 2017, com 70 bilhões de mensagens enviadas por dia. O app deve atingir 200 milhões de usuários no primeiro trimestre de 2018; e planeja arrecadar US$ 1,2 bilhão com uma oferta de criptomoeda.

Com informações: TechCrunch.

Receba mais sobre WhatsApp na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados