GVT

Sobre

GVT (sigla para Global Village Telecom) é uma empresa de telecomunicações de origem holandesa. Opera desde 2000 no Brasil e possui sede na cidade de Curitiba, empregando mais de 5 mil funcionários no país. Fornece serviços de telefonixa fixa, banda larga e TV por assinatura. Em 2010, o controle da empresa passou para a mão do grupo francês Vivendi. É famosa por prestar um serviço de conexão banda larga com qualidade acima da média brasileira, de acordo com os usuários.

Como mudar a senha do Wi-Fi da NET, GVT ou Vivo

30/06/2017 às 19h57 por

Se o modem que veio com a sua operadora de banda larga também é um roteador, saiba que também tem como mudar a senha do Wi-Fi, assim como em roteadores normais. Basta seguir os passos abaixo, que funcionam para a NET ou GVT/Vivo. NET Entre no site da NET e faça login clicando em Minha NET; No painel de configuração, en

Vivo disponibiliza (e depois remove) medidor de tráfego de dados para internet fixa

22/03/2017 às 16h24 por

Um grande medo paira sobre boa parte dos usuários de internet: as famigeradas franquias na banda larga fixa podem limitar e comprometer uma experiência de acesso que já não é tão boa. A Vivo desencadeou a polêmica no ano passado, e o assunto agora parece ficar ainda mais delicado: a operadora passou a disponibilizar um medidor de consumo para clientes de internet fixa. Atualizaç

As operadoras de banda larga mais rápidas do Brasil, segundo a Netflix

12/07/2016 às 15h00 por

A Netflix libera mensalmente um relatório das empresas de banda larga mais rápidas do mundo. As operadoras costumam manter suas posições na lista durante um bom tempo, mas às vezes ocorrem algumas mudanças. Esse foi o caso do último relatório: em junho, o Vírtua ultrapassou a banda larga da TIM, passando a ocupar o primeiro lugar entre as mais rápidas do Brasil. A Live TIM ocupava a liderança do ranking desde junho de 2015, quando bateu a GVT. A banda larga da NET, por outro lado, veio numa crescente nos últimos m

Tecnocast.zip 001– Do not, my friends, become addicted to the internet

21/04/2016 às 23h50 por

No episódio piloto do Tecnocast.zip, falamos sobre o limite da banda-larga fixa e as suas consequências. É fato que o consumo de dados está aumentando cada vez mais, graças aos serviços de streaming, games e a popularização dos dispositivos móveis.Nessa história, apenas uma coisa é certa: é um caminho sem volta. O modelo de negócio das operadoras está em risco, pois todos os seus serviços estão deixando de existir e migrando para dentro da internet. Isso aumenta os custos das empresas com infra e diminui radicalmente a arrecadação, pelo fim dos serviços de

Vivo também coloca limite de franquia na fibra ótica

11/04/2016 às 14h08 por

Antes mesmo de concluir a fusão com a GVT, a Vivo anunciou neste domingo (10) que também terá franquia de velocidade nos planos de fibra ótica. Em fevereiro, a operadora havia anunciado que apenas planos com tecnologia DSL teriam o limite de tráfego, mas não demorou muito e chegou a vez do Vivo Fibra. Veja as franquias: Vivo Fibra 15 Mb/s: 120 GB Vivo Fibra 25 Mb/

Exclusivo: o futuro da GVT nas mãos da Vivo

08/04/2016 às 15h58 por

É o fim da GVT. A partir de 15 de abril, a empresa passa definitivamente a se chamar Vivo, concluindo um processo de troca de marca que se intensificou nas últimas semanas. A GVT, construída do zero no Brasil por Amos Genish, era famosa por sua qualidade e ganhou sucessivos prêmios de melhor banda larga. A GVT é fundamental na estratégia de expansão da Vivo no Brasil, que passa a oferecer serviços de ba

MP investiga limite de consumo na banda larga fixa

03/03/2016 às 12h03 por

A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor (Prodecon), ligada ao Ministério Público do Distrito Federal, instaurou procedimento para investigar os limites de consumo de internet na banda larga fixa. Em fevereiro, os contratos da Vivo passaram a estabelecer franquias mensais de 10 GB a 130 GB para os novos assinantes do Vivo Internet Fixa, um modelo já adotado nos planos de internet móvel oferecidos no país. O documento do Ministério Público cita especificam

GVT deixa de existir a partir de 15 de abril

26/02/2016 às 11h35 por

É oficial: a partir de 15 de abril, a marca da GVT vai sumir do mercado. A notícia chega pouco mais de um ano após a Telefônica comprar a operadora brasileira por mais de 7 bilhões de euros, dando à Vivo a oportunidade de expandir sua atuação em telefonia fixa, banda larga e TV por assinatura para fora do estado de São Paulo.

As operadoras de banda larga mais rápidas do Brasil, segundo a Netflix

18/02/2016 às 15h19 por

A Netflix libera mensalmente um relatório das empresas de banda larga mais rápidas do mundo. As operadoras costumam manter suas posições na lista durante um bom tempo, mas às vezes ocorrem algumas mudanças. Esse foi o caso do último relatório: em janeiro, o Vírtua ultrapassou a banda larga da GVT, passando a ocupar o segundo lugar entre as mais rápidas do Brasil. A Live TIM ocupa a liderança do ranking desde junho de 2015, quando bateu a GVT. As marcas da Telefônica, por outro lado, estão caindo com o tempo: quando a

GVT lança novos planos de banda larga de até 300 Mb/s

22/07/2015 às 15h15 por

Depois de algum tempo sem novidades nas ofertas de banda larga, a GVT atualizou seu site durante o final de semana com novos planos de até 300 Mb/s. As velocidades mais altas, a partir de 100 Mb/s, serão entregues por fibra ótica e terão taxas de upload acima da média. Estes são os preços da banda larga quando assinada junto com uma linha telefônica:

As operadoras de banda larga mais rápidas do Brasil, segundo a Netflix

13/07/2015 às 15h30 por

A GVT voltou a ocupar a primeira posição no ranking das operadoras de banda larga mais rápidas do Brasil, de acordo com a Netflix. A empresa, agora controlada pela Telefônica, ultrapassou a Live TIM por pouco: em junho, os clientes da GVT assistiram aos filmes da Netflix a uma velocidade média de 3,32 Mb/s, contra 3,31 Mb/s da concorrente italian

Marca da GVT deixará de existir

12/06/2015 às 14h21 por

A marca da GVT, empresa brasileira de telecomunicações que foi comprada pela espanhola Telefónica por R$ 22 bilhões, deixará de existir para ceder lugar ao nome da Vivo. Quem afirma isso é o israelense Amos Genish, durante uma entrevista à Exame. Ele comandava a antiga GVT e assumiu a presidência da Telefônica Vivo em março. Havia planos para manter a marc

Carregar mais posts