Início » Celular » Xiaomi Mi 9 e Mi 9 SE chegam a 1,5 milhão de unidades no mundo

Xiaomi Mi 9 e Mi 9 SE chegam a 1,5 milhão de unidades no mundo

Xiaomi Mi 9 teve mais de 1 milhão de unidades distribuídas em todo o mundo; linha Redmi Note 7 ultrapassou 4 milhões de unidades

Felipe Ventura Por

O Xiaomi Mi 9 teve mais de 1 milhão de unidades distribuídas em todo o mundo, enquanto o Mi 9 SE — sua versão mais acessível — atingiu 500 mil unidades. O flagship mais recente da empresa tem processador Snapdragon 855, até 8 GB de RAM, e câmera tripla com sensor de 48 megapixels. A linha Redmi Note 7, por sua vez, já ultrapassou 4 milhões de unidades.

Xiaomi Mi 9

Donovan Sung, diretor de produto da Xiaomi, divulgou no Twitter que a empresa distribuiu "mais de 1 milhão de unidades do #Mi9 no mundo inteiro" até 31 de março. E, somando o Mi 9 SE, esse número sobe para 1,5 milhão. Os dois aparelhos foram lançados no final de fevereiro e levaram cerca de um mês para atingir esse marco.

O Mi 9 é voltado para um segmento mais premium, por isso não oferece preços baixíssimos — mas o custo-benefício continua sendo um destaque. O modelo mais simples, com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, custa o equivalente a R$ 1.700.

A tela AMOLED de 6,39 polegadas possui leitor de digitais integrado. Ele tem processador Snapdragon 855 e bateria de 3.300 mAh com carregamento de até 27 W. Sua câmera traseira tripla está no top 5 do ranking do DxOMark.

Xiaomi Mi 9 SE

O Mi 9 SE, por sua vez, é mais modesto. A tela de 5,97 é ligeiramente menor, o processador é um Snapdragon 712, e a bateria tem 3.070 mAh. No entanto, a câmera tripla com sensor de 48 megapixels permanece.

A Xiaomi não menciona o volume de vendas para o Mi 9 Transparent Edition, com 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno. Ele tem uma traseira transparente feita de vidro, mas que não mostra os componentes internos do celular — e sim uma chapa de alumínio que simula os chips e a bobina de carregamento sem fio.

Linha Redmi Note 7 chega a 4 milhões de unidades

Xiaomi Redmi Note 7

E a linha Redmi Note 7, que inclui os modelos padrão e Pro, teve 4 milhões de unidades distribuídas no mundo. O marco foi atingido em 29 de março, e foi anunciado no Twitter pela conta oficial da Xiaomi.

O Redmi Note 7 tem câmera dupla com sensor principal de 48 megapixels feito pela Samsung. Seu processador Snapdragon 660 é acompanhado por uma bateria de 4.000 mAh. Ele foi lançado em janeiro na China pelo equivalente a R$ 600, e está passando por homologação da Anatel.

Enquanto isso, o Redmi Note 7 Pro traz processador Snapdragon 675 e sensor Sony de 48 megapixels. Ele chegou à Índia e China em março pelo equivalente a R$ 800.

Vale lembrar que o Redmi Note 7 atingiu 1 milhão em vendas após um mês de lançamento. Para a linha Mi 9, a Xiaomi menciona apenas unidades distribuídas para as lojas (shipments), que podem ser diferentes das vendas em si.

Com informações: GSMArena, Android Authority.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cristina Nascimento
O print na noticia é do Twitter. Pode ser bem isso mesmo tudo q vc falou..
Goytá F. Villela Jr.
A Xiaomi é o tremendo sucesso que é no mundo todo exatamente porque ela realmente consegue fazer celulares que são "tudo isso" custando "só isso". Não sou fanboi, mas acho que isso é um fato.
Goytá F. Villela Jr.
Pode ser que eles estejam na verdade falando do Weibo, o equivalente chinês do Twitter, mas de qualquer forma, a Xiaomi tem negócios e escritórios fora da China e de seu "Great Firewall" (trocadilho em inglês com a Grande Muralha), e também é possível acessar qualquer coisa de dentro da China usando uma VPN. Não olhei para ver se eles têm conta oficial no Twitter (eu não uso), mas é bem possível que sim (aliás, provavelmente mais de uma, com uma para cada idioma ou país importante).
phsodre
Eu tive um Redmi 4X, que está no mesmo patamar que o Galaxy J5 Pro que eu tenho hj. A única diferença real neles é que a câmera da frente do Redmi era de 5 mp e sem o flash frontal e o software de câmera da Samsung só evolui em toda linha, esse ainda não era um ponto forte da Xiaomi, que vem mudando nos aparelhos mais recentes. O restante eram exatamente as mesmas configurações, os sensores de câmera eram Sony IMX e até hj eu sinceramente sinto falta dele. Me custou 434,00 R$ pq eu tive a sorte de não ser taxado. Infelizmente não o tenho mais pois fui roubado, mas me atendia muito bem e só não comprei outro pq precisava de um celular e iria viajar. A única desvantagem da importação é realmente a espera.P.S.: O pocophone homologado pela DL realmente bateu na casa dos 3k, já saiu faz tempo os preços oficiais. Mas no mercado livre tem muita gente vendendo bem mais barato e valendo a pena!
Gabriel
Cara, é óbvio que o custo-benefício é bom. Os próprios youtubers gringos ficaram impressionados com o Pocophone pelo preço e qualidade. Com taxa ainda compensa mais que esses moto g da vida, que só tem preço e processador defasado!
Cristina Nascimento
Odeio qndo eles apagam a conversa, perdi o fio da meada. Alguém teria o print?
Cristina Nascimento
Peraí: A Xiaomi não é chinesa? Sua sede não é na China? O Twitter não está proibido na China? Alguém me explica, por favor, agora bugou meu cérebro..
Vegeta humilde
A cãmera do meu note 9 tava com problemaFui na assistência e em 1h20 estava com meu celular em mãos funcionando como novo
Capitão Caverna
Era tão verdade que ele apagou tudo
Drax
Todos os 3 xiaomi que comprei chegaram entre 30 e 40 dias. Não tem nada de 4 meses. E o meu está comigo há mais de 2 anos (faz três em dezembro). Foi um celular bem barato, chegou em tempo razoável e tem qualidade.
JeronimoPW
Enganação do quê exatamente? Já teve um só por curiosidade? O único aparelho da Samsung pra bater ele em performance atualmente é só o Galaxy S10 Plus. E não vou nem falar de bateria, vai que rola um choro kkkk
Capitão Caverna
Não falei que é inviável. Só falei que precisa ser corajoso.Tá bom de aprender a interpretar
Capitão Caverna
Não falou só por vc?A sua historinha do smart cair do bolso só diz que respeito a vc.
Animal
Não alimente troll....
Marcelo
Cuidado q o troll vai dizer q é fanfic.....kkkkkkkkkk
Andrei
Ai é que está, a Xiaomi faz produtos bons e baratos, ponto. Ela não é santa, ela simplesmente escutou seus consumidores e produziu produtos sem algumas coisas que encarecem e que as pessoas fazem questão de deixar de lado para deixar o produto mais barato. Isso que faz ela ser tão bem sucedida.Quanto ao custo benefício, existem discussões, nos topos de linhas. Agora nos intermediários meu amigo, ela é imbatível, vide a notícia a qual você veio comentar. Em dezembro de 2017 você tinha o mi a1 em seu auge custando R$900,00 no mercado livre. Snap 625 com 4 de RAM e 64gb de memoria por isso? em 2017? No Brasil? Entendeu?
Capitão Caverna
Am RAM.Fanfic tamanha quarta-feira?!
Marcelo
Ata... é só um troll...achei q era uma conversa de vdd...Mas só pra esclarecer.... o preço era quase o mesmo que comprando na intenet.. na época a Fastshop dava ótimos descontos no pgto à vista
Capitão Caverna
Olha. Que comentário edificante. O internauta acha que o uso que os outros fazem do smart é igual o dele.Vc vai se chamar Diogo Sol, afinal, o mundo gira ao seu redor.
Marcelo
Compra na Fastshop presencial...
Capitão Caverna
Se o chefe dele fez compra em loja física, é pq é rico.Se é rico, deveria ter comprado iPhone ou s10.Que ryco compra Motorola?
Animal
Enganação? poderia falar sobre?
Animal
Somente se a compra for online.
Capitão Caverna
Com uma semana de uso o seu chefe poderia ter trocado o aparelho
Diogo
Tô só esperando um cuponzinho pra trocar o Mi8
ωαท∂єrℓєy ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ
Uma empresa faz sucesso por ter produtos bons e não baratos... o Sucesso se da primeiramente por ter produtos bons(tome a apple como exemplo... tem produtos caros e faz sucesso) mais sucesso que a Xiaomi por exemplo."É bem simples de entender. Basta comparar com os modelos que existem no brasil, e seus preços."Vamos supor que mi 9 e s10 foram lançados hoje... se você comprar o Mi 9 terá de esperar 4 meses... se comprar o s10 nos mesmos 4 meses de espera o s10 também terá caído o preço "bastante"... e ainda terá assistência.Você pode pagar uns 250 mais barato por exemplo... mas estará sempre 4 meses "atrasado" em relação ao recebimento do produto.Isso falando de importação.É essa importação que eu questionei principalmente... até onde ela é assim "tão vantajosa" sendo que se você compra no mercado livre você paga uns 250 a mais e ao invés de "perder" 4 meses você tem o produto em 5 dias.Eu não me "doí"... Acho que a Xiaomi tem produtos excelentes sim. apenas fiz uma pergunta "até onde esse custo beneficio existe?"Ao meu ver esse custo benéfico que o pessoal "endeusa" são existe tanto assim na realidade.
Andrei
É bem simples de entender. Basta comparar com os modelos que existem no brasil, e seus preços. A Xiaomi é uma marca, assim como qualquer outra empresa que praticasse esses preços teria esse sucesso e apoio como a Mi tem hoje. Só não entendo pq a galera se dói com ela. Se for pelos fã boys, é só ignora-los.
Marcelo
Para o top de linha realmente é bobagem importar... mesmo mais barato vai continuar sendo bem caro, melhor comprar um nacional mesmo...A vantagem está nos de baixo e médio custo... qualquer merda aqui agora custa +/- 1500,00..enquanto um Mi A2 custa uns 800,00 conto.... mesmo que seja taxado, ainda sai consideravelmente mais barato do que um aparelho nacional com config similarQuanto a garantia...kkkk... é piada no Brasil né... Meu chefe foi expulso da assistência técnica da Motorola depois de enviar 3 vezes para concerto um aparelho com 1 semana de uso.... na ultima vez, foi buscar o aparelho e não tinham arrumado, ele arrebentou o celular, algumas vezes rss, na mesa da atendente
Animal
Um cel. na casa dos $300 nem tem como ser tudo isso, pessoal quer demais....
ωαท∂єrℓєy ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ
Não é bem um custo beneficio "real"... você fala baseando-se em importação... mas é só a Xiaomi desembarcar aí no Brasil que você verá seu "lindo" pocophone de 1 mil reais sair por 3 mil reais.Sem contar que através de importação tens que esperar por uns 4 meses para o produto chegar... as vezes você pagaria uns 250 reais a mais comprando o produto no mercado livre e receberia em uns 5 dias... realmente eu não sei até onde isso que vocês chamam de "custo benéfico" pode ser considerado "vantajoso" para o consumidor.Nem na China ele é considerado assim tanto "custo beneficio"... é só um preço "comum" baseado na realidade da China.
lucas.lop
Pessoal faz piada com Xiaomi e tal, mas o sucesso por trás dessa empresa é simplesmente o melhor custo-beneficio.
Hemerson Silva
Pocomerda F1 é só enganação.
JeronimoPW
Se existir, vai vir custando bem mais caro. Chuto 2500-3000.
Animal
Parece que esta para sair o F2, vou aguardar ....
Capitão Caverna
Pelo que andei vendo, a hype desse aí já está passando.O frisson do inicio já está dando lugar a frase "ele não é tudo isso"
JeronimoPW
Melhor smartphone já feito pelo preço. Tenho um e posso dizer. É um monstro. E ainda possui suporte HDR na tela, coisa RARA pra um aparelho nesta faixa de preço.
Animal
Com um Pocophone F1 já estaria contente...
Capitão Caverna
Hoje mesmo eu tava vendo o preço desse mi 9.O brasileiro que vai pagar tudo aquilo nessa importação + imposto e sem garantia, precisa ser muito corajoso.