Início » Celular » Samsung e Huawei crescem em vendas de smartphones; Apple e Xiaomi caem

Samsung e Huawei crescem em vendas de smartphones; Apple e Xiaomi caem

Pesquisa do Gartner mostra que Samsung e Huawei lideraram vendas de smartphones no 3º trimestre

Emerson Alecrim Por

O Gartner liberou nesta semana o seu relatório sobra vendas globais de smartphones no terceiro trimestre de 2019. O levantamento mostra que o setor deu uma leve desacelerada no período, mas que, apesar disso, duas companhias tiveram motivos para comemorar: Samsung e, principalmente, Huawei.

Huawei Mate 30 Pro

As duas companhias permaneceram como líderes do mercado e são as únicas que apresentaram crescimento expressivo nas vendas de celulares na comparação com o terceiro trimestre de 2018.

A performance da Huawei é bastante impressionante. Apesar de enfrentar o embargo imposto pelo governo dos Estados Unidos, a companhia comercializou 65,8 milhões de smartphones no terceiro trimestre de 2019 contra os 52,2 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

Apple, Xiaomi e Oppo aparecem na sequência. Este última teve apenas um discreto crescimento nas vendas. Já as duas primeiras venderam menos, com destaque para a Apple: a empresa comercializou 45,7 milhões de iPhones no terceiro trimestre de 2018; um ano depois, esse número ficou em 40,8 milhões.

O ranking é este:

3º tri 2019 3º tri 2018
Samsung 79,05 milhões 73,36 milhões
Huawei 65,82 milhões 52,21 milhões
Apple 40,83 milhões 45,74 milhões
Xiaomi 32,2 milhões 33,21 milhões
Oppo 30,83 milhões 30,56 milhões
Outros 138,65 milhões 153,96 milhões

De acordo com o Gartner, o comportamento dos consumidores tem mudado. Boa parte dos usuários está preferindo smartphones intermediários em detrimento dos modelos mais avançados por causa do custo-benefício: as opções de nível médio entregam uma boa quantidade de recursos e custam menos.

Isso levou companhias como Samsung, Huawei, Xiaomi, Oppo e Vivo a fortalecerem suas linhas básicas e intermediárias. Deu certo, mas a performance poderia ter sido maior. O problema é que, ainda segundo o Gartner, a espera pela expansão das redes 5G também ajuda a explicar a decisão de muitos consumidores de adiar a compra de um novo smartphone.

No caso da Huawei, o aumento de quase 25% nas vendas se deve principalmente à sua casa: na China, a companhia vendeu pouco mais de 40 milhões de celulares no terceiro trimestre.

Samsung Galaxy A30s

Até determinado ponto, o investimento da companhia em submarcas como Honor e Nova ajudou, bem como uma certa dose de patriotismo: com o embargo americano, parceiros da Huawei passaram a promover com mais intensidade os smartphones da marca na China, tornando a empresa mais competitiva internamente.

Por sua vez, a Samsung teve um crescimento menor (7,8%) na comparação com a Huawei, mas preservou a liderança isolada do mercado com quase 80 milhões de aparelhos vendidos no período. Pelo jeito, lançar um monte de Galaxy A em 2019 foi uma estratégia certeira.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Liʍa

os iPhone d 2-3 anos estao dando conta d recado! por isso q a troca de aparelhos demora um pouco!

Geraldo Lopes

Na verdade, a Apple só vende celular lançamento premium (caríssimo) e celulares encalhados de anos anteriores (caros). Por exemplo, meu primo comprou agora 2019, um iPhone 6 por R$ 1.699,00 parcelado em 12 vezes. Um celular de 2014, cpu dual-core, 1 GB de ram, câmera de 8 megapixels (frente de 1.2 megapixels) e 16 GBs de armazenamento sem possibilidade de ampliar. Enquanto existirem otários, a Apple vai continuar deitando e rolando... :(

Keaton

Vixi, fanbase chata tem em todo lugar... a uns anos atrás era o pessoal da Samsung vs Apple se eu me lembro bem. (Isso quando não era Freetard vs WinLuser)

Thiago Calazans

Sim, mas seria muito interessante ver a diferença que dá nisso.

P. Herrera

Apple só vende celular premium, logo, não é muito difícil estipular quem lucra mais entre essas aí.

Rod

Acho que é a única. E mesmo assim, não é tão baratinho assim. Um XL vai a quase 500 trumps

André G

O principal problema pra Apple é que se tem menos pessoas comprando iPhone, logo, terão menos pessoas comprando os demais produtos Apple.
Quem compra Apple Watch são apenas usuários de iPhone, quem compra Airpods é quase sempre um usuário de iPhone, quem compra apps na Apple Store, quem assina Apple Music, quem compra adaptadores, acessórios e até mesmo grande parte de quem compra iPads e Macbooks também são usuários de iPhone.
Até pra usar o Apple TV+ é necessário ter um produto Apple, ou seja, se o número de usuários de iPhone não crescer, a Apple tende a estagnar e se o número de usuário de iPhone começar a cair, os outros produtos também vão ter queda de vendas.
É uma empresa inteira se sustentando em um produto, isso é muito arriscado, mas no momento está se saindo muito bem e não acredito que o império da Apple esteja em grande risco. Se eles começarem a perder mercado é só abaixarem o preço o iPhone que as vendas tendem a aumentar.

André G
O principal problema pra Apple é que se tem menos pessoas comprando iPhone, logo, terão menos pessoas comprando os demais produtos Apple. Quem compra Apple Watch são apenas usuários de iPhone, quem compra Airpods é quase sempre um usuário de iPhone, quem compra apps na Apple Store, quem assina Apple Music, quem compra adaptadores, acessórios e até mesmo grande parte de quem compra iPads e Macbooks também são usuários de iPhone. Até pra usar o Apple TV+ é necessário ter um produto Apple, ou seja, se o número de usuários de iPhone não crescer, a Apple tende a estagnar e se o número de usuário de iPhone começar a cair, os outros produtos também vão ter queda de vendas. É uma empresa inteira se sustentando em um produto, isso é muito arriscado, mas no momento está se saindo muito bem e não acredito que o império da Apple esteja em grande risco. Se eles começarem a perder mercado é só abaixarem o preço o iPhone que as vendas tendem a aumentar.
André G

Acho que uma das poucas exceções é o Pixel 3a, mas nem vende no Brasil.

Thiago Calazans

Seria interessante saber quanto seria a renda, ou sua estimativa, dessas vendas para cada empresa. Pra comparar a eficiência de renda que conseguem com suas vendas, porque por exemplo, mesmo a Apple sendo a terceira, provavelmente consiga até uma renda maior que as outras 2.

Rod

Câmera

Rod

pra*

Anderson Nascimento

Parceiro, como o camarada disse, quando o Trump diz para empresas americanas não fazerem negócio com a Huawei, você acha que ele abre exceção para o Android?

M3M

Não troco a Samsung por causa do seu software customizado.

Paçaro

Porque a bloqueio do Trump afeta a Huawei no mundo todo.

Exibir mais comentários