Início » Brasil » Golpe via WhatsApp promete auxílio de R$ 1.200 do governo

Golpe via WhatsApp promete auxílio de R$ 1.200 do governo

Links compartilhados no WhatsApp levam a cadastro falso para auxílio emergencial; governo avisa que página é falsa

Felipe Ventura Por

Alguns links sendo compartilhados via WhatsApp levam a um site de cadastro que promete auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 por três meses, durante a quarentena para conter a pandemia do coronavírus (COVID-19). O Ministério da Cidadania avisa que a página é falsa e não pertence ao governo; além disso, o benefício de R$ 600 ainda não foi aprovado.

Golpe de auxílio do governo no WhatsApp

O auxílio emergencial de R$ 600 será oferecido a desempregados, trabalhadores informais e microempreendedores individuais. Ele foi aprovado pela Câmara na semana passada, mas ainda tem que passar pelo Senado e ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Para se enquadrar no benefício, o interessado não pode receber nenhum outro benefício social, como o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC)”, explica o Ministério da Cidadania em comunicado. Além disso, o cidadão deve se enquadrar nos critérios do Cadastro Único, registro de pessoas de baixa renda.

Golpe de auxílio do governo no WhatsApp

Link no WhatsApp diz servir para agendamento do Auxílio Emergencial 2020 (via @muitoindie)

Como funciona o golpe do auxílio emergencial

O Tecnoblog encontrou dois links ativos com domínio auxilio-emergencial[.]site e dicas10[.]site que hospedam basicamente o mesmo golpe. Eles trazem um questionário perguntando se você está desempregado, se recebe Bolsa Família, e se quer obter o auxílio emergencial. Tanto faz se você responder “sim” ou “não”: a página dirá que você tem direito a receber R$ 1.200.

Então, você terá que enviar o link para dez contatos ou grupos no WhatsApp, a fim de “autenticar sua solicitação e confirmar que você não é um ROBÔ”. A página promete que, depois disso, o usuário receberá a data e o número de protocolo para solicitar o benefício. No entanto, quando aparece a opção “Preencher formulário”, o usuário se depara com um pop-up e é levado para um site aleatório.

Os responsáveis pela página falsa podem ganhar dinheiro através desse redirecionamento. Ele é realizado através do domínio mobileappsonline[.]org, que pertence à AdsLeading: trata-se de uma empresa de propaganda mobile que diz estar sediada na República Dominicana.

Golpe de auxílio do governo no WhatsApp

Na parte inferior da página, há uma seção de comentários idêntica à do Facebook. Ela exibe sempre as mesmas mensagens, como “acabou de passar na rede globo e na record, é verdade mesmo gente, dessa vez não é fake news” e “acabei de ver uma materia no g1, é verdade isso, dessa vez n é fake”.

A página falsa do auxílio emergencial não tenta roubar dados do usuário, mas ela poderia redirecionar para outro golpe no futuro. Vimos isso acontecer antes, quando um golpe que prometia álcool gel — pedindo nome completo e endereço para cadastro — passou a oferecer Netflix grátis.

Vale notar que o código-fonte dos dois sites enganosos menciona o Nubank: encontramos as frases “Siga as instruções para ter seu cartão com o limite liberado sem anuidade” e “[usuário] recebeu o seu cartão de crédito Nubank!”. Elas não aparecem na página; isso parece ser reaproveitado de outro golpe.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Santos (@Lucas_Santos)

Tão true que usa a logo do governo Lula kkkkk

Renato Santos Dos Anjos (@resantos)

Estamos em meio a uma crise séria e é incrível como existem pessoas tentando aplicar golpes para prejudicar os outros.

@bkdwt

Ainda teve um zé mané que enviou esse link para mim. Nem fiz questão de responder.

Vítor Gomes (@vctgomes)

Todo dia um golpe diferente no WhatsApp. Começo até a ficar indignado com as próprias vítimas que nem preocupam em checar a veracidade, mesmo com tantos avisos falando sobre não acreditar em tudo que chega no WhatsApp.