Início » Brasil » Correios são investigados no RJ por entregas com atraso

Correios são investigados no RJ por entregas com atraso

Procon do Rio de Janeiro abre investigação preliminar contra Correios após reclamações de entregas atrasadas no estado

Bruno Gall De Blasi Por

O Procon do Estado do Rio de Janeiro anunciou a abertura de uma investigação preliminar contra os Correios nesta segunda-feira (25). A apuração é instaurada pela autarquia após mais de 300 reclamações sobre problemas nas entregas, cobranças indevidas e qualidade no atendimento ao cliente no estado fluminense.

Diversas reclamações contra os Correios surgiram nos últimos meses. De acordo com o órgão de defesa ao consumidor, entre 27 de fevereiro e 15 de maio, 305 demandas foram abertas contra a empresa. Os relatos são resumidos em queixas sobre “produto não entregue, extraviado ou avariado, cobrança indevida e qualidade de atendimento”.

Devido aos protestos, a autarquia estadual instaurou uma investigação preliminar contra a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Em comunicado à imprensa, o Procon RJ afirma que a empresa de logística tem até dez dias para se manifestar em relação às reclamações dos consumidores e aos impactos causados pela COVID-19 (novo coronavírus) nas atividades do Correios, além de outros questionamentos do órgão.

Ainda de acordo com o Procon estadual, “no caso de esclarecimentos insatisfatórios por parte da empresa, após o recebimento das informações e documentações pertinentes enviada pela empresa, é possível a abertura de Ato Sancionatório ou instauração de Ação Civil Pública que podem resultar em multa de até R$ 10 milhões e outras penalidades para a empresa”.

Foto por Marcos Oliveira/Agência Senado

Em nota enviada ao G1 neste sábado (23), os Correios afirmam que estão operando de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde e que adotaram medidas para regularizar o serviço de entrega no estado:

“Os Correios receberam a notificação do Procon. O assunto está sendo conduzido pelo área jurídica da empresa. Reiteramos que para regularizar as entregas no município, desde o fim de abril estão ocorrendo mutirões nos finais de semana. Além disso, houve reforço no efetivo e a contratação de mão de obra terceirizada”.

Em março, devido à pandemia, os Correios suspenderam alguns serviços. As entregas também foram adaptadas para evitar o contágio da doença.

O Procon RJ ainda anunciou que fornecerá apoio institucional ao Procon de Petrópolis, cidade da Região Serrana do Rio de Janeiro, “para atuar junto à empresa em função do grande número de demandas que o órgão também recebeu”.

Com informações: G1 e Procon RJ

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ksio89

“Destinatário ausente”

Lucas Carvalho (@Lucas_Carvalho)

Eu tenho uma pequena encomenda há quase 2 meses e meio vindo de São Luís/MA até minha cidade (cerca de 650 KM de distância).

@ksio89

Esse CTE Benfica é famoso na internet pelos relatos de extravio de encomendas, parece que tem um buraco negro lá.

Eu (@Keaton)

As vezes os idiotas não atualizam… Já tive coisa que chegou e até uns 5 meses depois não tinha sido atualizado.

Se eu fosse um politic… digo, pilantra, eu poderia ganho mais de 4 mil em ressarcimento.