Início » Aplicativos e Software » Quais iPhones são compatíveis com o iOS 14?

Quais iPhones são compatíveis com o iOS 14?

Confira a lista de iPhones compatíveis com o iOS 14 e que poderão receber as mudanças na interface e novos recursos do sistema

Lucas Lima Por
TB Responde

A nova versão do iOS deve chegar no último trimestre de 2020 para o público geral. Por outro lado, o beta público ficará disponível em julho do mesmo ano. Aqui, listamos quais iPhones serão compatíveis com o iOS 14 para receber as melhorias de software, novos recursos e mudanças na interface.

iOS 14

Quais iPhones serão compatíveis com o iOS 14

  • iPhone 11;
  • iPhone 11 Pro;
  • iPhone 11 Pro Max;
  • iPhone XS;
  • iPhone XS Max;
  • iPhone XR;
  • iPhone X;
  • iPhone 8;
  • iPhone 8 Plus;
  • iPhone 7;
  • iPhone 7 Plus;
  • iPhone 6s;
  • iPhone 6s Plus;
  • iPhone SE (1ª geração);
  • iPhone SE (2ª geração).

A lista é a mesma que recebeu a versão anterior do iOS, inclusive o iPod touch de 7ª geração. Portanto, se você instalou o iOS 13, conseguirá atualizar para o iOS 14 sem problemas.

Vale lembrar que nem todos os recursos chegam a todos os aparelhos citados acima, isso porque há limitação do hardware presente neles. A exemplo, o iPhone 7 não é compatível com o recurso do CarPlay para usar o iPhone como chave digital do carro.

Quais os recursos da nova atualização?

iOS 14

O iOS 14 foi anunciado em evento online da WWDC de 2020 (Worldwide Developers Conference), ao invés de uma conferência presencial que reúne milhares de pessoas anualmente. Foram diversas novidades, dentre elas:

Widgets e App Library

Agora, os widgets (aqueles blocos de utilidade que ficam ao lado esquerdo da tela inicial) poderão ser personalizados, em tamanho e aparência, e colocados em qualquer área da tela inicial, junto com os ícones de aplicativos.

Por falar em tela inicial, ela também será personalizável: o usuário escolhe quantas telas quer deixar visível e se todos os aplicativos instalados aparecerão no início. Para isso, a App Library organizará todos os apps no dispositivo em pastas separadas por categoria, ficará sempre na última tela.

iOS 14 widgets

Tradutor

Há um tradutor nativo no iOS 14 e que funciona localmente, sem necessidade de internet, para traduzir fala em texto e depois pronunciar em voz alta. Algo como o Google Tradutor já oferece para duas pessoas de idiomas diferentes interagirem entre si, mas sem enviar os dados para a nuvem.

Inicialmente, funcionará nos idiomas português (brasileiro), inglês, mandarim, francês, alemão, espanhol, italiano, japonês, coreano, árabe e russo.

Siri

A Siri, assistente virtual da Apple, também traz mais dados prontos, com respostas de páginas da internet (como o Google Assistente já faz) e permite enviar mensagens de áudio para contatos.

A interface também ficou mais compacta, ao invés de abrir em tela cheia. A maioria das informações agora é exibida em formato de notificação, no topo da tela.

Para conferir a lista completa de recursos que chegam nos iPhones este ano, confira o post de anúncio do iOS 14.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@teh

todo semestre uma voadora no android nesse departamento.

Lucas Ribeiro (@Lucas_Ribeiro)

É realmente, de quem é um usuário de Android isso é algo de se invejar, nem tanto pela atualização que é ótima, mas sim pelo desempenho que consegue se manter excelente até em aparelhos de 2015.

E do jeito que as coisas vão, não duvido nada o futuro iOS 15 continuar para aparelhos antigos como iPhone 6S e por ai vai.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Abertura da câmera 95% mais rápida. Processamento do Modo retrato 15% mais veloz.

Fora as melhorias que não são visíveis, mas fazem toda a engrenagem do sistema rodar mais otimizado.

Daniel R. Pinheiro (@DiFF7Skyns)

Há tempos que não existe mais essa diferença exorbitante no tocante à atualizações de aparelhos entre Android e iOS, pelo menos no que diz respeito à performance. Tenho dois amigos que possuem um Galaxy S7, um do trabalho, em que mexo com certa frequência, e o aparelho roda liso, liso, como se fosse de, no máximo, dois anos atrás.

Se você comparar um iPhone com um Moto G e Androids no geral, aí é outra história (chega até ser sacanagem), mas quando enxugamos a comparação aos Android high end (pelo menos com os da Samsung, que é os que conheço), a pintura é completamente diferente. Hoje não existe mais diferença considerável de desempenho entre um iPhone e um Galaxy S/Note. Não estamos mais em 2012.

Hoje, (isto é, pra quem comprou celular a partir de 2015-2016) donos desses aparelhos podem ficar 4 ou 5 anos tranquilamente, sem se queixar de engasgos, travamentos ou diminuição de desempenho. É claro que vai surgir um caso aqui e ali reclamando disso, mas no geral a regra se aplica…