Início » Celular » Com dólar alto e preço Apple, iPhone 12 de R$ 10 mil é inevitável

Com dólar alto e preço Apple, iPhone 12 de R$ 10 mil é inevitável

Novos preços do iPhone XR, 11 e SE mostram taxa de dólar usada pela Apple; iPhone 12 Pro Max pode chegar por até R$ 13 mil

Felipe VenturaPor

A Apple deve romper a barreira dos R$ 10 mil quando lançar o iPhone 12 no Brasil, especificamente nos modelos Pro e Pro Max. A empresa ainda não revela os preços no país, mas deixou o iPhone XR, 11 e SE mais caros — indicando quanto vai cobrar por seus novos celulares com 5G.

iPhone 12 Pro Max dourado (Imagem: Divulgação/Apple)

iPhone 12 Pro Max dourado (Imagem: Divulgação/Apple)

Apple aumenta preço do iPhone XR, 11 e SE

No mesmo dia em que foram anunciados o iPhone 12, 12 Mini, 12 Pro e Pro Max, a Apple aumentou os preços do novo iPhone SE, 11 e XR no Brasil. O conserto desses celulares também ficou mais caro.

Por exemplo, o iPhone 11 saltou para R$ 5.699, tendo sido lançado no ano passado por R$ 4.999. Nos EUA ele teve redução de preço, assim como o iPhone XR.

Isso significa que a Apple está trabalhando com uma nova taxa de conversão entre real e dólar, reajustando a cotação para incorporar a alta da moeda americana. Ela girava em torno de R$ 4,10 no ano passado, e ultrapassou R$ 5,60 nos últimos dias.

Como você pode ver na tabela abaixo, o “dólar Apple” passou a variar entre cerca de R$ 9 e R$ 10 para iPhones, levando em conta o reajuste recente.

ModeloEspaçoPreço no BrasilPreço nos EUADólar Apple
iPhone SE (2020)64 GBR$ 3.699US$ 399R$ 9,27
128 GBR$ 4.199US$ 449R$ 9,35
256 GBR$ 5.199US$ 549R$ 9,47
iPhone XR64 GBR$ 4.999US$ 499R$ 10,02
128 GBR$ 5.499US$ 549R$ 10,02
iPhone 1164 GBR$ 5.699US$ 599R$ 9,51
128 GBR$ 6.199US$ 649R$ 9,55
256 GBR$ 7.199US$ 749R$ 9,61

Por que o dólar Apple é mais caro? Em parte, é devido aos custos de importação, seja das peças para montagem local (caso do iPhone 11, XR e novo SE), seja de modelos fabricados no exterior. E, como o iPhone é tido como um celular de luxo por aqui, a empresa consegue cobrar um valor adicional, uma espécie de “lucro Brasil”.

Quais serão os preços do iPhone 12 no Brasil?

iPhone 12 (Imagem: Apple)

iPhone 12 (Imagem: Apple)

Em média, a Apple está convertendo os preços dos EUA a uma taxa de R$ 9,60 por dólar. Isso significa que podemos estimar quanto ela vai cobrar pelo iPhone 12 no Brasil, já que sabemos os preços nos EUA — os modelos padrão e Pro entraram em pré-venda por lá.

Então quais serão os preços do iPhone 12 no Brasil? Elaboramos a tabela abaixo com uma estimativa; vale lembrar que estes não são valores oficiais da Apple, mas devem chegar perto.

ModeloEspaçoPreço estimado no BrasilPreço nos EUA
iPhone 12 Mini64 GBR$ 6.999US$ 729
128 GBR$ 7.499US$ 779
256 GBR$ 8.399US$ 879
iPhone 1264 GBR$ 7.999US$ 829
128 GBR$ 8.399US$ 879
256 GBR$ 9.399US$ 979
iPhone 12 Pro128 GBR$ 9.599US$ 999
256 GBR$ 10.499US$ 1.099
512 GBR$ 12.499US$ 1.299
iPhone 12 Pro Max128 GBR$ 10.499US$ 1.099
256 GBR$ 11.499US$ 1.199
512 GBR$ 13.399US$ 1.399

Isso indica que um iPhone 12 de R$ 10 mil é inevitável, restringindo os modelos Pro e Pro Max a quem realmente é profissional e precisa das três câmeras com sensor LIDAR — ou a quem está de olho em ostentação.

Se alguém quiser comprar o iPhone 12 Pro Max mais caro nos EUA, terá que pagar US$ 1.399. Em conversão direta pelo dólar real, isso equivale a cerca de R$ 7.800. Some aí o imposto de importação — do qual a Apple não consegue escapar — e você chega a um preço oficial acima dos R$ 10 mil.

Vale observar que a Apple cobra US$ 30 a mais se você comprar o iPhone 12 ou 12 Mini desbloqueado nos EUA: clientes das operadoras Verizon, AT&T, Sprint ou T-Mobile pagam a partir de US$ 699, em vez de US$ 729. Enquanto isso, o iPhone 12 Pro e Pro Max custam a mesma coisa com ou sem desbloqueio.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Danilo Cursino (@Danilo)

A Apple deveria desistir do Brasil logo de uma vez. Ter só assistência tecnica especilizada e no máximo revendedoras licenciadas. É ridícula a estratégia dela por aqui.

Helliton Soares Mesquita (@Helliton_Soares_Mesq)

Compensa viajar para o EUA e trazer um iPhone.

Goku SSGSS (@renatodantas)

Pra que desistir de um mercado lucrativo como esse? Enquanto houver gente endinheirada pra movimentar esse mercado exclusivo, continuarão a botar os preços que quiserem.

Peterson (@Pet_inusitado)

em breve vai ter Tabela FIPE para Iphone.

E já tem vários carros que pode ser feita a “troca sem troco”
FIPE iphone596×654 17.8 KB

se acrescentar o carregador, sugiro um Corolla
FIPE iphone2605×686 17.3 KB

Jefferson (@Jefferson)

Desistir do Brasil por que? Existe varias pessoas da classe alta que paga sem nenhum problema, diferente de nós (maioria) que não temos condições. Se a Apple sair do Brasil, então todo o mercado de luxo tem que sair tbm, correto?

Igor (@igor_meloil)

Sinceramente ainda me impressiona que não tínhamos chegado nesse valor com os iphones 11 ano passado

Igor (@igor_meloil)

Como disse nosso ilustríssimo @higa no post sobre quem precisa de tops de linha

Tem muita gente com muito dinheiro no Brasil. Muito se fala dos 1% mais ricos, que ganham sei lá quanto dinheiro, mas talvez não se fale que 1% da população brasileira dá 2,1 milhões de pessoas. É gente pra cacete.

Sair do BR pra que se tem tanta gente q não tem o menor problema em pagar o valor aqui?

@teh

Não da pra entender o brasileiro.
Existe ótimos aparelhos por 1700 reais…

Peterson (@Pet_inusitado)
André NH (@Andre_NH)

Eu tive um smartphone BlackBerry Priv por quase 3 anos, e neste período minha esposa teve dois iPhones (6S Plus e o 8). Meu BlackBerry Priv não perdia em nada para os iPhones dela. O iPhone 6S Plus ela trocou porque quando a bateria chegava aos 10 % era comum começarem travamentos, no “intravavável” iOS. Então ela pegou o 8. E em menos de um ano já era notável a perda de qualidade na duração da bateria, então ela trocou pelo iPhone XR e eu também comprei um Android novo, o Asus ZenFone 5Z. Colocando lado a lado o 5Z e o XR era perceptível a superioridade do ZenFone: câmera melhor, tela melhor e mais rápido, e até trocamos de celular por um tempo, e eu que era acostumado com o 5Z percebia a diferença. Ela acabou largando o iPhone pra pegar um ZenFone 5Z e não se arrependeu. A grande maioria dos smarphones Android por aí são telefones de entrada ou intermediários, e isso leva fama de ruim para o Android. Tem que comparar os iPhones com os smartphones da mesma categoria que ele, que são os flagships. Colocar um iPhone ao lado de um Galaxy A, Galaxy M, Moto G, LG K é sem sentido. Agora, comparar com um Galaxy Note, Galaxy A, Huawei P, Huawei Mate, Xiaomi Mi 10, Zenfone Z, daí é outro nível, todos rodam um Android liso e até mais rápido que um iOS, com custo benefício muito melhor.