Início » Aplicativos e Software » Globo faz Telegram derrubar maior canal sobre BBB 21 por pirataria

Globo faz Telegram derrubar maior canal sobre BBB 21 por pirataria

Canal BBB 21 tinha 300 mil inscritos e saiu do ar por ter violado direitos autorais; canal voltou mas sem postar vídeos da Globo

Felipe VenturaPor

“Este canal está indisponível por ter violado direitos autorais.” Essa é a mensagem que aparece para usuários que tentam entrar no Canal BBB 21: ele tinha mais de 300 mil inscritos até ser derrubado nesta terça-feira (23) a pedido da Globo, por postar trechos em vídeo do reality show. A equipe criou outro canal que postará apenas texto e imagens para não sair do ar.

Telegram no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Telegram no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Eu não acompanhava o grupo que foi derrubado, mas com certeza já vi prints dele circulando no Twitter porque é praticamente impossível evitar conteúdo sobre Big Brother Brasil 21 na rede social – não importa quantas palavras você bloqueie.

E para quem quer acompanhar o reality, os canais do Telegram são uma forma fácil e gratuita de saber o que a Jaque falou, quanto tempo a Pocah dormiu ou o que a Lumena proibiu dessa vez. No caso do Canal BBB 21, você nem precisava pagar Globoplay para ver trechos do pay-per-view – algo que a Globo certamente não aprova.

“A Globo tem o constante compromisso de defesa dos direitos autorais”, diz a emissora em comunicado a Thássius Veloso do TechTudo. “Participamos ativamente de ações de combate à pirataria, que causa danos e é passível de punição tanto nas esferas criminal, administrativa e cível.”

A empresa afirma utilizar diversas ferramentas para proteger seu conteúdo, e argumenta que “a pirataria expõe o usuário ao roubo de dados e crimes de outras naturezas”. Ela finaliza o posicionamento dizendo: “pirataria é crime”.

Telegram baniu grupo sobre BBB 21 (Imagem: Reprodução/Twitter)

Telegram baniu grupo sobre BBB 21 (Imagem: Reprodução/Twitter)

Novo canal do Telegram cobre BBB 21 sem vídeos

Agora existe um novo Canal BBB 21 no Telegram, que já conseguiu mais de 100 mil inscritos em menos de 24 horas. Claro, desta vez será um pouco diferente: “infelizmente o canal não poderá enviar mais vídeos por conta de copyright, mas os diálogos e fotos continuam”, avisa uma das mensagens.

Para assistir ao BBB 21, é necessário assinar o Globoplay, que custa R$ 22,90 por mês; ou recorrer ao pay-per-view do DirecTV Go ou da TV por assinatura (Claro/NET, Oi, Sky e Vivo). Boninho, diretor do reality, planeja que esta edição dure cerca de 100 dias – ou seja, ela só deve acabar em maio.

Há alguns anos, a Globo vem derrubando vídeos por reivindicação de direitos autorais sobre suas novelas, jornais e outros programas de TV – alguns canais no YouTube tinham até transmissão ao vivo da emissora.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ksio89

Tanto conteúdo bom pra piratear, os caras vão procurar BBB na locadora do Paulo Coelho kkkk

imhotep (@imhotep)

Daqui a pouco caem de paraquedas aqui os defensores das IPTVs baratinhas, mas q sonegam impostos e outros custos…

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

E eu que assino a Globoplay não pelo BBB, mas pela Globonews…
E nesse ponto, a Rede Globo tem razão. Aliás, é a única grande empresa do Brasil que vigia a pirataria de mídia.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

O Telegram tem muitos grupos de pirataria e desinformação…

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

Só queria saber como a população não acessa as IPTV legalizadas e busca logo as piratas…

Felipe (@Felipe1)

É praticamente impossível evitar conteúdo sobre Big Brother Brasil 21 na rede social – não importa quantas palavras você bloqueie

Verdade tento bloquear tudo que é termo mas o Twitter não compreende que eu não quero saber de BBB

Valdinei Ferreira (@valdinei)

Pelo preço, ora. Essa é a questão da pirataria (em 99% dos casos).

Francehelder Santos (@Francehelder)

Foi uma infeliz notícia para alguém como eu, que só acompanha o BBB pelo Telegram e Twitter. Minha fonte no Telegram era exatamente o canal que foi derrubado.

Giovani (@Giovani)

Mesmo o preço sendo menor, no meu ponto de vista não compensa, já testei diversos serviços do tipo e é só dor de cabeça, quando não é áudio ruim é a imagem, ou canal que cai em momentos chaves, sem contar o terrível lag pra quem assiste futebol, 1 minuto de de atraso é MUITA coisa; em uma IPTV legalizada que estreou fim do ano passado, nem vou citar o nome pra não falar que eu sou fanboy, o atraso nas transmissões de esporte é de alguns segundos, nem se compara …

Giovani (@Giovani)

E depois fica a choradeira, “não sei porque fizeram essa maldade comigo”. Fizeram porque está ganhando dinheiro com o trabalho alheio, puro e simples … Vi no twitter a tag, na hora já imaginei que o problema era ± por ai …

Valdinei Ferreira (@valdinei)

Essa é a questão, não compensa no >>seu<< ponto de vista. Não entenda mal o meu tom. É só que conheço e vivo a pirataria kkkkkk (eu evito em meus usos particulares).
A galera prefere ter esse minutinho de atraso do que pagar mais que o dobro por um catálogo bem menor.
É a característica da pirataria, vem o beneficio de ser “grátis” (ou preço menor), mas vem as desvantagens. Tem essas dores de cabeça em outras categorias também.

Giovani (@Giovani)

Não de boa, eu não to criticando quem usa, como mencionado são pontos de vista, o atraso é apenas um dos problemas, a imagem é ruim mesmo, e o áudio também, obviamente que seduzido pelo preço, como mencionado por você no primeiro comentário, as pessoas acabam se contentando com pouco, é um direito delas … eu também já tentei, e não deu. (ps: não fala pra quem gosta de futebol que UM minuto inteiro de atraso é pouco, “dão” em você rs)

Valdinei Ferreira (@valdinei)

Sim, é bem isso mesmo. Vai de cada um se compensa ou não. Mas eu já vi um que a qualidade do vídeo tava boa e alguns canais tem até escolha de qualidade/codec.
Sobre o atraso: eu mesmo tava acompanhando um jogo esse fim de semana, daí rolou pênalti e fui logo ver logo no Twitter se perdeu ou fez gol por ansiedade. kkkkkkk Eu sei como é isso. A pessoa ouve os gritos de gol na rua, mas na TV da casa ainda tá o outro time atacando.
Mas futebol é complicado com pirataria, porque vai separando campeonatos e times, daí o espectador tem que assinar um monte de serviços pra acompanhar na legalidade o time dele. Enfim, já tô indo até demais no off-topic. kkkkkk Vou parar.

Simão Skovronski (@Saymonps)

É possível assistir a GloboNews de graça no G1: AO VIVO: GloboNews ao vivo | G1 / GloboNews | G1

DeadPull (@DeadPull)

Só digo uma coisa: Quem acompanha BBB nem é gente

Exibir mais comentários