Início » Gadgets » Os lançamentos da Apple: iMac colorido, novo iPad Pro, AirTag e mais

Os lançamentos da Apple: iMac colorido, novo iPad Pro, AirTag e mais

Apple lança iMac colorido, rastreador digital AirTag, iPad Pro com chip M1, iPhone 12 roxo e assinatura para podcasts

Lucas Braga Por

A Apple anunciou uma série de novidades incluindo a nova linha iMac colorida, podcasts com assinaturas, iPad Pro com chip M1, as tão aguardadas AirTags e até mesmo um iPhone 12 na cor roxa. Confira tudo que a maçã anunciou no evento Spring Loaded em abril de 2021.

Evento da Apple teve lançamento de iMac colorido, AirTags, iPhone roxo e mais (Imagem: Reprodução/Apple)

Evento da Apple teve lançamento de iMac colorido, AirTags, iPhone roxo e mais (Imagem: Reprodução/Apple)

Novo iMac usa chip M1 e tem versões coloridas

A linha iMac foi atualizada no evento de hoje, e trata-se de um grande upgrade: os desktops tudo-em-um da Apple agora contam com o chip M1, o mesmo que está presente nos MacBook Pro e MacBook Air lançados em 2020 com arquitetura ARM.

Novo iMac com chip M1 e várias cores (imagem: divulgação/Apple)

Novo iMac com chip M1 e várias cores (imagem: divulgação/Apple)

O que mais chama atenção nos novos iMacs são as cores, e é possível escolher entre cinza metálico, azul, roxo, rosa, laranja, amarelo ou verde-claro. Com design limpo e sem a maçã na parte da frente, o novo equipamento é bem fino, com espessura de apenas 11,5 mm.

A tela tem 24 polegadas e resolução 4,5K, possui revestimento antirreflexo e suporta mais de 1 bilhão de cores. A Apple faz questão de destacar a qualidade de som, e o novo iMac possui um conjunto com seis alto-falantes e dois pares de woofers, que permitem áudio espacial com reprodução de graves sem causar vibrações indesejadas.

Novo iMac é fino e não possui logo da Apple na frente (Imagem: Reprodução/Apple)

O novo iMac também traz uma versão atualizada do Magic Keyboard, que possui suporte a biometria Touch ID nos modelos mais caros. O teclado possui botão de Emojis, e o conjunto com o mouse acompanha a cor do iMac.

Novo iMac tem tela de 24 polegadas com resolução 4.5K (Imagem: Reprodução/Apple)

Novo iMac tem tela de 24 polegadas com resolução 4.5K (Imagem: Reprodução/Apple)

Falando de conectividade, a Apple incluiu duas portas USB 4 com suporte a Thunderbolt no modelo de entrada; a versão mais cara possui mais duas portas USB 3, todas no formato USB-C. O adaptador de energia dos iMacs mais avançados também possui porta de rede Ethernet.

Magic Trackpad com Touch ID (imagem: divulgação/Apple)

Magic Trackpad com Touch ID (imagem: divulgação/Apple)

O novo iMac chega às lojas dos Estados Unidos a partir de 30 de abril. A Apple ainda não informou a data para o lançamento no Brasil, mas os preços nacionais vão de R$ 17.599 a R$ 22.599.

Novo iPad Pro também tem chip M1 e suporte a 5G

A nova geração do iPad Pro chega com uma grata surpresa: o tablet agora conta com o chip M1, o mesmo presente no MacBook Air e MacBook Pro de 2020 e nos novos iMacs coloridos. Com GPU e CPU octa-core, a Apple promete desempenho 50% mais rápido que o anterior A12Z Bionic.

iPad Pro de 5ª geração (Imagem: Divulgação / Apple)

iPad Pro de 5ª geração (Imagem: Divulgação / Apple)

Com versões de 11 e 12,9 polegadas, os novos iPad Pro também contam com suporte a Thunderbolt na porta USB-C; o padrão permite transferência de dados em alta velocidade, além suporte a monitor externo com resolução 6K.

Outra novidade é que a versão com conectividade celular dos novos iPad Pro têm suporte a 5G, mas a compatibilidade com ondas milimétricas (mmWave) é restrita aos equipamentos comercializados nos Estados Unidos.

O novo iPad Pro continua com um conjunto de câmera dupla e possui sensor LiDAR, que permite medir a profundidade de campo e fornecer experiências de realidade aumentada. A câmera agora frontal conta com um recurso que segue o rosto durante videochamadas, mesmo ao deslocar para os lados – algo parecido com o Echo Show 10, mas que funciona apenas via software.

Novo iPad Pro tem porta Thunderbolt e pode ser usado com teclado e caneta (Imagem: Reprodução/Apple)

Novo iPad Pro tem porta Thunderbolt e pode ser usado com teclado e caneta (Imagem: Reprodução/Apple)

Na versão com tela de 12,9 polegadas, o iPad Pro tem display Liquid Retina XDR, com tecnologia mini-LED para oferecer mais contraste e maior gama dinâmica. O modelo de 11 polegadas continua com o padrão Liquid Retina, e ambos os tamanhos possuem suporte a taxa de atualização de 120 Hz, gama de cores P3 e funcionamento com a Apple Pencil.

A data de lançamento do iPad Pro no Brasil ainda não foi revelada, e os preços começam em R$ 10.799 na versão de 11 polegadas e R$ 14.799 no modelo com tela de 12,9 polegadas.

Apple TV ganha novo controle remoto e suporte a HDR

Depois de quase quatro anos sem grandes novidades, a Apple lançou uma nova Apple TV. O set-top-box da empresa conta com o processador A12 Bionic, o mesmo presente nos iPhone XS ou XR e no iPad de 2020.

Nova Apple TV suporta Dolby Vision (Imagem: Reprodução/Apple)

Nova Apple TV suporta Dolby Vision (Imagem: Reprodução/Apple)

Chama a atenção uma nova função que permite “calibrar” o televisor: em conjunto com o iPhone, a nova Apple TV faz ajuste automático do balanço de cor e contraste para exibir o conteúdo em um padrão mais próximo de especificações cinematográficas.

A nova Apple TV agora suporta vídeos no formato Dolby Vision e HDR a 60 quadros por segundo. A empresa trabalha para que serviços como Paramount+ e Red Bull TV tenham suporte a conteúdos com HDR em alta taxa de atualização.

Apesar de todos os avanços da caixinha, o que mais chama atenção é o novo controle remoto. A Apple abandonou o antigo Siri Remote, que tinha um inconveniente trackpad para navegação. Agora prateado e com botões físicos, o novo controle ficou maior e mais grosso – ou seja, menos difícil de perder – e continua com suporte a comando de voz pela Siri.

Novo Siri Remote (Imagem: Reprodução/Phil Ricelle)

Novo Siri Remote (Imagem: Reprodução/Apple)

A nova Apple TV ainda não tem data para chegar ao Brasil, mas o preço já foi revelado pela empresa: quem quiser um set-top-box da maçã terá que arcar com R$ 2.399 no modelo de 32 GB ou R$ 2.599 na versão de 64 GB.

AirTag é um rastreador que ajuda a encontrar itens

Os AirTags finalmente chegaram: os rumores sobre esse dispositivo começaram em abril de 2020, e o produto permite encontrar objetos perdidos como chave, carteiras, mochilas ou até mesmo mala de viagem.

AirTag (Imagem: Reprodução/Apple)

O AirTag se parece com um grande botão de roupa, e pode ser colocado em praticamente qualquer lugar. Utilizando conexão via Bluetooth e UWB (Ultra Wideband), o equipamento se aproveita de uma extensa rede criada entre dispositivos Apple para permitir localização mesmo sem conexão 4G.

Os itens com AirTags podem ser encontrados dentro do aplicativo Buscar, também usado para encontrar iPhone, iPad, Mac ou AirPods perdidos. O rastreador digital funciona com maior precisão para quem tem um iPhone 11 ou superior, e possui alto-falante embutido para emitir alertas sonoros.

Apple AirTag ajuda a encontrar itens perdidos (Imagem: Reprodução/Apple)

Apple AirTag ajuda a encontrar itens perdidos (Imagem: Reprodução/Apple)

Um detalhe importante é que o AirTag funciona com uma bateria removível no padrão CR2032, com autonomia para até um ano.

Os AirTags começam a ser vendidos nos Estados Unidos a partir de 30 de abril, e custam US$ 29 na versão individual ou US$ 99 no pacote com quatro unidades. No Brasil, a unidade será vendida por R$ 369, e o combo com quatro peças custará R$ 1.249.

Os novos iPhone 12 e iPhone 12 mini na cor roxa

Dentre tantas novidades apresentadas hoje, a Apple também anunciou que o iPhone 12 e iPhone 12 mini também serão comercializados na cor roxa.

iPhone 12 roxo: mesmo smartphone, nova cor (Imagem: Reprodução/Apple)

iPhone 12 roxo: mesmo smartphone, nova cor (Imagem: Reprodução/Apple)

Fora a cor não há nada novo no iPhone 12: ele continua com o mesmo chip A14 Bionic, mesma bateria e suporte a 5G. De acordo com o site da Apple Brasil, o modelo entrará em pré-venda na próxima sexta-feira e estará disponível a partir de 30 de abril de 2021.

Apple Podcasts com modelo de assinatura

A plataforma de podcasts da maçã recebeu boas novidades no dia de hoje: além da nova interface, a Apple lançou o recurso Canais, que permite aos usuários encontrarem episódios sugeridos por criadores de conteúdo.

Apple Podcasts com assinatura (Imagem: divulgação/Apple)

Apple Podcasts com assinatura (Imagem: divulgação/Apple)

Outra função interessante é o Smart Play, que permitirá aos ouvintes começarem a ouvir podcasts a partir do episódio mais novo – útil para produções de notícia, por exemplo – ou desde o princípio, caso faça sentido consumir o conteúdo em ordem cronológica.

O recurso que mais chama atenção é que usuários poderão assinar podcasts de forma remunerada. Disponível em 170 países a partir de maio, criadores de conteúdo poderão oferecer benefícios aos ouvintes pagos, incluindo episódios antecipados, conteúdo extra e versão sem anúncios.

Além da assinatura paga, a Apple também permitirá que criadores disponibilizem conteúdo Freemium, para oferecer conteúdos adicionais aos fãs do podcast. É possível compartilhar a assinatura com até seis membros através do recurso de Compartilhamento Familiar.

Para habilitar assinaturas ou fornecer conteúdo extra para assinantes, é necessário que o criador faça parte do programa de podcasts da Apple – no Brasil, a empresa cobra anuidade de R$ 109,90 para quem quiser aderir ao modelo de subscrição.

iOS 14.5: só na semana que vem

A atualização intermediária do iOS e iPadOS fica para a próxima semana, e o update da versão 14.5 deve trazer melhorias importantes para usuários do ecossistema Apple.

iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Além do suporte aos AirTags, a atualização permitirá que usuários do Apple Watch desbloqueiem celulares com Face ID mesmo usando máscara. O update também traz melhorias de privacidade, suporte a 5G com Dual SIM e funcionamento com controles de Xbox Series S, Xbox Series X e PlayStation 5.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Nossa, essas cores do iMac são horriveis. Eu que adoro laranja, nunca compraria nesse tom. Eu gostava mais das cores dos Power Macintosh G3… Até o G3 laranja era mais agradável à vista que esse. hahaha (Vontade comprar um sem arranhão e fazer mod. hahaha)

Henrique Picanço (@HenriquePicanco)

Gostei dos Macs coloridos. Compraria um, se eu pudesse. kkkkkkk

Breno (@bbcbreno)

O M1 tem chip gráfico integrado. N sei dizer se o iMac tem algum externo, mas arrisco dizer que não, pois estaria na descrição qual placa vem equipada, pelo menos a Apple sempre informou em destaque qual placa tá usando.

Daniel R. Pinheiro (@DiFF7Skyns)

Em matéria de cores, a Nokia nos ensinou bem. Eu gostava dessas cores vibrantes.

nokia-920-frente-hero1280×1089 116 KB
3451981_original2400×1200 160 KB

Acredito que nos Macs ficaria muito bacana…

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Lembrando que o M1 é um SoC de entrada, não é o top de linha, que ainda vai chegar…

Sérgio (@trovalds)

Queria os iMacs com carcaça translúcida como foram os “originais” de tubo. Mas gostei da ideia das cores. Nas fotos as cores parecem ruins mas se conheço a Apple “ao vivo” as coisas vão ser diferentes.

E esse iPhone 12 roxo aí, apenas uma coisa a dizer: QUERO. Quer dizer, se tivesse um valor menos… absurdo.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

O M1 tem tudo integrado, até a memória.

imagem800×546 46.8 KB imagem800×450 61.7 KB

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Só que no meio do caminho essa conversão tropeçou em uma montanha de impostos e insegurança financeira e resultou nisso. Ia achar lindo se em todos os produtos estivesse o valor em impostos separados, para as pessoas comprar tendo consciência de para onde esse dinheiro vai.

Eu (@Keaton)

Filho, tu sabe como comentários na internet funcionam? Se não sabe, posso te explicar em dois minutinhos: Os comentários são livres para tu dar uma opinião sobre os assuntos dos artigos e tals.
E apesar do teu comentário não ser lá muito construtivo pelo fato de você estar tentando reprimir a opinião alheia contrária à tua (que por sinal não dou a minima se tu concorda ou não), é um comentário. Desde que seja civilizado, é válido. Até mesmo trollagem fraca é válida. Sorry, not sorry. :V