Início » Telecomunicações » Claro, Vivo, TIM e Oi agora fazem parte do Cadastro Positivo de crédito

Claro, Vivo, TIM e Oi agora fazem parte do Cadastro Positivo de crédito

Operadoras de telecom TIM, Vivo, Oi e Claro incluíram 53 milhões de contas de clientes em registros de birôs de crédito como SPC e Serasa

Pedro Knoth Por

As operadoras de telecomunicação Claro, TIM, Vivo e Oi agora fazem parte da base de dados do Cadastro Positivo de crédito, usado por empresas para avaliar contratos com bons ou maus pagadores. Brasileiros que quitam contas dessas empresas sem utilizar uma conta bancária terão esse pagamento registrado no cadastro.

Escolher um cartão de crédito com cashback pode trazer benefícios

Quem paga contas de operadoras de telecom terão conta em birôs de crédito (Imagem: Pickawood/Unsplash)

TIM, Claro, Vivo e Oi já incluíram 53 milhões de contas

Claro, TIM, Oi e Vivo a partir de agora serão consideradas por agências de crédito ao calcular a pontuação do consumidor, tanto pessoa física como jurídica. SPC, Serasa, Boa Vista e Quod expandem sua base de dados para cobrir 13,15% dos clientes de operadoras de telecomunicações que não têm contas bancárias.

As operadoras já incluíram cerca de 53 milhões de contas de pessoas físicas e jurídicas no Cadastro Positivo. Desse volume de novos registros, cerca de 7 milhões são inéditos — aproximadamente 13% são brasileiros que pela primeira vez estão registrados nos birôs de crédito.

Marcos Ferrari, presidente da Conexis – associação que reúne empresas do setor de telecomunicações -, pontuou que a inclusão vai significar uma melhora nas ferramentas de avaliação de crédito empregadas por bancos. “A iniciativa tem o potencial de facilitar a vida dos brasileiros, principalmente dos que têm bom histórico de pagamentos”, disse Ferrari em comunicado.

48% dos brasileiros não têm controle orçamentário, diz SPC

Instituições de crédito ainda esperam a inclusão de concessionárias de energia elétrica, empresas de saneamento de água e distribuidoras de gás no Cadastro Positivo.

Um levantamento feito pela Confederação Nacional dos Lojistas em parceria com o SPC diz que 48% dos brasileiros não conseguiram controlar o próprio orçamento em 2019 — 21% tiveram crédito negativado em novembro do mesmo ano.

O presidente da ANBC (Associação Nacional de Bureaus de Crédito), Elias Sfeir, comemorou a entrada das operadoras no Cadastro Positivo. Segundo ele, a chegada dessas empresas ajuda a democratizar o acesso ao crédito e melhorar os contratos de quem paga as contas em dia.

O executivo da ANBC disse em comunicado:

“Quanto mais informações relevantes para avaliação de crédito, maior a possibilidade de que pessoas físicas e jurídicas, até então sem condição de serem avaliadas, sejam vistas e consideradas pelo mercado de crédito. Portanto, o recebimento dos dados dos clientes das operadoras de telecomunicações é uma medida positiva para os credores, os tomadores de crédito e para a economia.”

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando