Alemanha usará tecnologia de Apple e Google para monitorar COVID-19

O rastreamento de contato tem sido adotado por vários países por conta da pandemia do novo coronavírus

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos
Bluetooth no iPhone

A solução criada por Apple e Google para monitorar o avanço da COVID-19 ganhou o apoio de mais um país. A Alemanha decidiu mudar seus planos e adotar o modelo descentralizado do rastreamento de contato (contact tracing) durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Reuters, o governo alemão trabalhava em um método que ofereceria às autoridades controle sobre dados gerados a partir dos celulares Android e iOS. Agora, cada pessoa no país poderá saber, por meio de um aplicativo, se teve contato com alguém que testou positivo para COVID-19.

“Esse aplicativo deve ser voluntário, atender aos padrões de proteção de dados e garantir um alto nível de segurança de TI”, afirmaram, em nota, o chefe da Chancelaria, Helge Braun, e o ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn. “O principal objetivo epidemiológico é reconhecer e quebrar as cadeias de infecção o mais rápido possível”.

O rastreamento de contato, usado para identificar quem esteve próximo a uma pessoa, tem sido adotado por vários países com diferenças nos modelos. Enquanto governos como o da Alemanha adotam a solução de Apple e Google, que armazena registros no celular de cada cidadão, países como França e Reino Unido optam por centralizar dados com autoridades de saúde.

Até sexta-feira (24), o governo alemão apoiava o modelo centralizado, conhecido como PEPP-PT (Rastreamento de Proximidade Pan-Europeu de Preservação de Privacidade). Ele exigiria mudanças nas configurações do iPhone, que limitam o funcionamento do Bluetooth em segundo plano. Assim, o app só funcionaria quando a tela estivesse desbloqueada, o que aumentaria rapidamente o consumo da bateria.

A Apple alega que a limitação é importante para garantir a privacidade e manteve a configuração atual. A empresa, assim como o Google, apoia o padrão DP-3T (Rastreamento de Proximidade Descentralizado de Preservação de Privacidade), que permite transmitir dados entre usuários sem intermediadores.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi redator, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Relacionados