Apple lança loja no Chile com parcelamento em 24 vezes sem juros

Fabricante inaugura comércio eletrônico oficial com benefícios que não existem no Brasil. Chilenos contam com personalização de itens.

Thássius Veloso
Por
Tim Cook, CEO da Apple, ao lado de MacBook Air 2022
Empresa liderada por Tim Cook se aproxima da América do Sul (Imagem: Divulgação / Apple)

Num movimento ousado, a Apple inaugurou hoje a loja online no Chile com uma série de benefícios que deixam babando os fãs brasileiros da marca. Por exemplo: parcelamento em 24 vezes sem juros em produtos selecionados, dentre eles o iPhone e o Mac.

A gigante da tecnologia parece estar se aproximando da América do Sul. Conforme eu mesmo relatei, o Brasil entrou nas prioridades da companhia – tanto que o iPhone desembarcou em tempo recorde. A Apple ainda mantêm duas lojas próprias em São Paulo e no Rio (a primeira da região).

Parcelamento a perder de vista, entrega grátis

A Apple Store Online do Chile permite que os consumidores parcelem em até 24 vezes sem juros. O ambiente do site dedicado ao financiamento menciona opções flexíveis em 3, 6, 12, 18 ou 24 parcelas.

Note que entre os bancos parceiros está o brasileiríssimo Itaú (na sua operação chilena), bem como o Santander e o Banco de Chile. Por aqui, o Itaú também tem importante atuação na venda de produtos da maçã graças ao iPhone pra Sempre, em que os pagamentos ocorrem em mais de 20 vezes.

Print do site da Apple Chile
“Olá, Chile. Temos muito o que comemorar” (Imagem: Reprodução/Apple)

Até agora, a Apple tinha presença no Chile mas sem vender diretamente aos consumidores, que precisavam recorrer a revendedoras autorizadas. Isso tudo mudou: a companhia oferece frete grátis e informa o prazo de entrega dos novos produtos.

Trade in oficial

Os chilenos também contam com trade in oficial da própria Apple na troca do produto antigo por um novo da maçã. O desconto pode chegar a 580 mil pesos chilenos caso a pessoa entregue um iPhone 14 Pro Max. Mais antigo, o iPhone 12 vale até 236 mil pesos chilenos, de acordo com o site.

Isso não existe no mercado brasileiro, onde a Trocafone nada de braçada no mercado de celulares usados e seminovos. Ela até opera em conjunto com gigantes dos dispositivos da Apple, como a iPlace. Ainda faz falta um programa oficial da companhia liderada por Tim Cook.

A empresa informou em comunicado à imprensa que irá reciclar gratuitamente os produtos de outros marcas, já que não são elegíveis para o trade in.

A desejada personalização

Tablet, fone de ouvido, caneta eletrônica e rastreador digital
Apple permite gravar textos e emojis em alguns produtos (Imagem: Reprodução/Apple)

Quem faz compras nas lojas da Apple nos Estados Unidos tem a possibilidade de personalizar itens como os AirTags. Dá para gravar emojis e letras na face plástica do rastreador. Os chilenos passam a ter essa opção, enquanto os brasileiros apenas sonham com isso.

A fabricante ainda oferece sessões online com especialistas que auxiliam na configuração e transferência de dados entre os dispositivos.

Relacionados