Google Assistente vai ganhar poderes de inteligência artificial do Bard

Google Assistente com Bard poderá conversar de maneira mais natural e acessar dados do usuário no Maps, Gmail, Drive e outros serviços

Giovanni Santa Rosa
Por
Imagem ilustrativa com tela de celular mostrando o Google Assistente com Bard
Google Assistente com Bard (Imagem: Reprodução/Google)

Durante muito tempo, assistentes virtuais como Alexa, Google Assistente e Siri foram sinônimo de inteligência artificial. A chegada do ChatGPT e das IAs generativas, porém, deixou estes apps com cara de ultrapassados. Aos poucos, eles vão ganhando atualizações para os novos tempos. Nesta quarta-feira (4), o Google anunciou que o Assistente passará a contar com recursos do Bard, seu chatbot inteligente.

Como você pode deduzir, isso deve deixar as conversas mais naturais e completas, já que modelos desse tipo conseguem lidar com a linguagem de uma maneira mais articulada.

O Google promete ir além, graças a integrações com seus outros serviços, como Gmail, Maps e Docs, entre outros. Desde setembro, o Bard pode ler esses dados, contanto que o usuário autorize.

Imagem ilustrativa mostrando o Bard com acesso a Maps, Gmail e fotos
Google Assistente vai se integrar com outros serviços da empresa (Imagem: Reprodução/Google)

Assim, será possível pedir para o Google Assistente dizer quais são os e-mails mais importantes da semana ou procurar uma mensagem sobre um assunto específico, criar uma legenda para compartilhar uma foto nas redes sociais, gerar uma lista de compras do mercado, ajudar a planejar viagens e muito mais.

Uma grande vantagem em relação ao Bard “puro” é que o Assistente fica instalado em dispositivos móveis, dando mais possibilidades de interação.

Basicamente, são três opções: digitar os comandos, como já acontece no Bard; falar e ouvir as respostas, podendo continuar a conversa; tirar fotos usando o Google Lens, podendo combinar as imagens com comandos.

Google Assistente com Bard estará disponível em breve

O Google diz que a nova versão do Assistente com Bard será lançada inicialmente em alguns mercados. Uma boa notícia é que não serão apenas lugares que falam inglês, o que dá esperança de que ele chegará por aqui mais rapidamente. Infelizmente, nenhuma lista de países foi divulgada até o momento.

Após esta primeira fase, nos meses seguintes, o Assistente com Bard será distribuído de maneira mais ampla, para usuários de Android e iOS. Por fim, o Google vai estudar a possibilidade de levar a ferramenta para mais plataformas.

No Brasil, o Bard foi lançado oficialmente em setembro de 2023 e vem sendo disponibilizado gradualmente para os usuários.

Alexa também terá nova inteligência artificial

O Google Assistente não está sozinho na lista de assistentes virtuais que ganhará novos recursos de inteligência artificial. Em setembro, a Amazon deu um “gostinho” de como será a próxima versão de sua Alexa.

Com os novos poderes de inteligência artificial, a Alexa soa mais humana e é capaz de lidar com tarefas mais complexas.

Nos exemplos mostrados pela empresa, a assistente consegue escrever um convite no tom desejado, controlar as luzes da casa a partir de instruções subjetivas (“mais misteriosos”, diz a usuária) e sugerir uma música popular.

Segundo a Amazon, a atualização chegará em 2024 e vai funcionar em aparelhos lançados há uma década, já que o processamento é feito na nuvem.

Com informações: Google, TechCrunch

Relacionados