YouTube: usuários de Firefox reclamam de lentidão com adblock

Páginas do YouTube demoram cerca de cinco segundos a mais para carregar. Usuários dizem que é um movimento do Google contra bloqueadores de anúncios.

Thássius Veloso
Por
Ilustração com as marcas do YouTube e de aplicativo de adblock
YouTube declarou guerra ao adblock (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Usuários de Firefox notaram que o YouTube está mais lento quando acessam a plataforma de vídeos pelo computador e com o ad blocker ativado. Ao clicar num novo conteúdo, há um intervalo de cerca de cinco segundos para exibir o material, o que começou a incomodar as pessoas nos últimos dias. Vários adeptos do navegador da Mozilla estão furiosos com o Google.

Os relatos postados no Reddit desnudam mais um provável capítulo da guerra do Google contra o adblock. A empresa adotou diversas medidas nos últimos meses para forçar que os usuários acessem suas plataformas e vejam publicidade online (ou paguem pelo YouTube Premium, por exemplo).

O Google confirmou ao site americano Engadget que usuários de adblock podem esbarrar com uma experiência de visualização “abaixo do ideal” no YouTube.

Atraso de cinco segundos

As reclamações no fórum online Reddit são consistentes: o Firefox demora mais do que o habitual para começar a tocar os vídeos. Ainda que seja um atraso pequeno, de cerca de cinco segundos, foi o suficiente para que as pessoas se revoltassem contra a plataforma de vídeos.

Um usuário classificou o movimento como “trapaça”. Outro lembrou que o Google pode ter novos problemas com a União Européia, visto que o regramento do bloco impede ações contra concorrentes.

Edge também é afetado

Adeptos do navegador Microsoft Edge disseram que também passa pelo problema, o que seria mais um indicativo da ofensiva do YouTube contra as ferramentas de adblock.

Por outro lado, outras pessoas dizem que não estão passando por nenhuma dificuldade para acessar o YouTube, mesmo que estejam com bloqueador de anúncios ativo no navegador.

O site 404 Media lembra que porta-vozes da Mozilla denunciaram problemas com o Google no passado. Em 2018, um engenheiro disse que o YouTube artificialmente fazia as páginas ficarem mais lentas no Firefox e no Edge. Já em 2019, outro executivo declarou que o Google regularmente faz atualizações que deixam a experiência pior para quem usa Firefox em vez do Chrome.

Com informações: Reddit, 404 Media e Engadget

Relacionados