O que são megapixels e como eles afetam a qualidade da câmera?

Mais megapixels não significam fotos melhores; entenda a importância desse conceito, e qual é a relação entre resolução e qualidade de imagem em câmeras ou smartphones

Emerson Alecrim Ana Marques
Por e
Linha Galaxy S23; versão Ultra (à esquerda) tem câmera de 200 MP (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Linha Galaxy S23; versão Ultra (à esquerda) tem câmera de 200 MP (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Quanto mais megapixels existem em uma imagem digital, maior é a resolução ou a ampliação alcançada. Mas nem sempre a quantidade de pixels favorece a qualidade da câmera. A seguir, entenda o que é um megapixel e em quais situações essa medida é relevante.

O que é um pixel?

Um pixel é a menor unidade de uma imagem digital. A superfície de um sensor de imagem é composta por uma matriz com milhões de pixels responsáveis por capturar a luz que entra pela lente da câmera, formando assim as imagens.

O que é megapixel (MP)?

Um megapixel (MP) consiste em 1 milhão de pixels. Trata-se de uma unidade de medida usada para indicar a dimensão de fotos ou vídeos feitos em uma câmera digital.

Uma foto com resolução de 4080×3060 tem 4.080 colunas e 3.060 linhas de pixels; a multiplicação entre esses números indica que a imagem tem 12.484.800 pixels ou aproximadamente 12,5 MP.

Quanto mais megapixels, melhor a câmera?

Não necessariamente. Uma imagem com mais megapixels tem maior resolução, mas o tipo de lente, a distância focal e até recursos de software também influenciam na qualidade de imagem obtida pela câmera.

Foto de 4080x3060 pixels (clique para ampliar) feita com o Galaxy A54(imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Foto de 4080×3060 pixels (clique para ampliar) feita com o Galaxy A54(imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Megapixels vs tamanho do sensor

O tamanho do sensor de imagem tende a ser mais importante do que o número de megapixels em ambientes de baixa luminosidade, pois pixels maiores capturam mais luz, resultando em fotos e vídeos com mais detalhes e menor nível de ruído.

Câmeras DSLR e mirrorless avançadas costumam ser equipadas com sensores full frame, que têm o tamanho mais amplo do mercado (36 × 24 mm). Já as câmeras muito compactas e celulares usam sensores menores, com tamanho de 1 polegada ou menos. Nesses dispositivos, o sensor pode ter 50, 64 ou 108 MP, por exemplo.

Para tantos megapixels caberem em sensores pequenos, o tamanho dos pixels também precisa ser reduzido. A consequência é uma menor captação de luz. Essa é a principal razão para o número de megapixels, por si só, não garantir a qualidade de imagem.

Para amenizar as limitações dos pixels menores, os fabricantes recorrem a técnicas como interpolação de megapixels e pixel binning.

Sensor de imagem em uma câmera digital (imagem: Dave Lawrence/Flickr)
Sensor de imagem em uma câmera digital (imagem: Dave Lawrence/Flickr)

O que são megapixels interpolados?

A interpolação é uma técnica que gera uma aumento artificial da resolução da imagem. Com ela, uma foto registrada com um sensor de 5 MP é processada para um número de megapixels maior, como 8 ou 12 MP.

Para isso, algoritmos específicos adicionam pixels extras entre aqueles que já existiam na imagem. Normalmente, os pixels adicionais assumem a cor do pixel que deu origem a eles, resultando em ganho de resolução, mas não necessariamente de qualidade, pois não há informações novas.

Dependendo da intensidade da interpolação, a imagem pode perder nitidez ou apresentar artefatos (informações indesejadas). Apesar disso, a técnica é muito usada em celulares para gerar zoom digital ou ampliar uma foto gerada em um sensor com poucos megapixels.

O que é pixel binning?

Pixel binning é uma técnica de fotografia computacional que melhora o nível de detalhes da imagem combinando um grupo de pixels em um superpixel. O pixel resultante é maior que os originais, fazendo a sensibilidade à luz aumentar. É como se vários feixes luminosos fossem agrupados para formar uma luz mais potente.

O arranjo de pixel binning mais comum é o 2×2, que transforma quatro pixels em um. Mas alguns celulares suportam combinações maiores, como o Galaxy S23 Ultra, que transforma 16 pixels em um. A técnica é útil em celulares porque atenua a menor captação de luz causada pelo tamanho dos pixels em sensores pequenos.

Mas, para proporcionar boa nitidez, o pixel binning requer uma quantidade expressiva de megapixels, pois quanto mais pixels forem combinados, menor é a resolução da imagem. A indústria não definiu um número mínimo, mas pelo menos 30 MP parecem ser o ideal.

Pixels individuais, arranjo 2x2 (tetra-binning) e 3x3 (nona-binning) (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Pixels individuais, arranjo 2×2 (tetra-binning) e 3×3 (nona-binning) (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Quando a quantidade de megapixels é mais relevante?

Isoladamente, uma quantidade elevada de megapixels não é um fator preciso de qualidade, mas pode ser interessante em algumas situações:

  • Zoom digital: em celulares ou câmeras sem zoom óptico, um número grande de megapixels pode permitir aplicação de zoom digital (por software) com um nível de ampliação que causa pouca perda de qualidade;
  • Impressão: uma quantidade significativa de megapixels permite que a foto tenha resolução adequada para impressão em papel;
  • Edição de imagem: uma foto em alta resolução pode ser editada com mais precisão, principalmente em trabalhos profissionais.

Se o seu objetivo é tirar fotos para publicar imediatamente nas redes sociais, a quantidade de megapixels não é tão relevante. O Instagram, por exemplo, exibe apenas fotos de até 1080×1350 pixels, o que dá cerca de 1,5 MP.

Foto em ambiente escuro feita com o Galaxy S23 Ultra em pixel binning (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Foto em ambiente escuro feita com o Galaxy S23 Ultra em pixel binning (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Como aumentar a qualidade da imagem?

Se a foto já tiver sido tirada, é possível melhorar a qualidade ajustando parâmetros como brilho, contraste e saturação de cores em editores de imagem. Também é possível recorrer a apps para aumentar a resolução de imagem nas situações em que isso é desejável.

Como melhorar a qualidade da câmera do celular?

Usar o modo manual da câmera do celular é uma boa forma de melhorar a qualidade da foto, pois essa opção permite que parâmetros como exposição, ISO e balanço de branco sejam ajustados manualmente. Também é importante limpar a lente da câmera corretamente.

Como saber se a câmera do celular é boa?

Fatores como o tipo e tamanho de sensor, o processador de sinal de imagem e recursos de software, influenciam na qualidade de fotos e vídeos. Veja, em nosso artigo, mais detalhes sobre o que considerar ao escolher uma câmera de celular.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Relacionados