A Xiaomi, fabricante chinesa de celulares que superou a Samsung e se tornou a marca dominante no país, prepara, para este ano, o início de sua expansão global. Em abril, a empresa mencionou 10 países em que pretende entrar ainda neste ano, sendo o Brasil um deles.

Pelo visto, o plano de trazer seus smartphones com ótima configuração e ótimo preço para cá já está em fase avançada: a empresa já abriu um escritório em São Paulo e iniciou as contratações.

As operações da Xiaomi no Brasil terão sede na Vila Olímpia. Esse escritório também será responsável pela representação da empresa em toda a América Latina, com Leo Marroig como gerente geral da Xiaomi Global para a América Latina.

xiaomi-mi4-en

Mi4, o “Android mais rápido do mundo”, fabricado pela Xiaomi

A fabricante chinesa ficou mais conhecida por aqui – e, creio, no resto do mundo também – quando Hugo Barra, ex-VP do Android, deixou o Google em agosto do ano passado para se unir a ela em Pequim. Barra chegou a comentar em seu perfil do Google+, há alguns meses, sobre uma possível vinda da empresa para o Brasil.

Segundo o registro na Junta Comercial do Estado de São Paulo, a Xiaomi irá vender equipamentos, desenvolver software e prestar assistência técnica, mas sem fabricação local. Ainda não há previsão de data para as vendas se iniciarem.

A popularidade dos produtos da Xiaomi na China a alavancou sete posições em um ano no ranking mundial de vendas de smartphones: no início de 2013, estava em 14º lugar; neste ano, já iniciou em 7º. Com a expansão global cada vez mais próxima de acontecer, é bom as outras fabricantes já começarem a se mobilizar para garantir sua fatia de mercado diante do avanço da “Apple chinesa”.

Com informações: Veja

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ruslanq
*** XIAomi Assistência Técnica, onde encontro no Brasil? ***
DougSampaNA
Venhhhaaaaa!!!!
Pablo Barcelos
Tem alguém que saiba como eles estão fazendo o recrutamento de funcionários? Obrigado!
Theus
Ah, mas eu curto Android Stock. Não abro mão.
Guest
Ah, mas eu curto o Android Stock. Não abro mão. Em 6 de agosto de 2014 19:37, Disqus escreveu:
Ray Silva
Obrigado!
pinportal
http://miuirom.com.br/qa-miuibrasil-hugo-barra/ É só ler a entrevista do Hugo Barra ao MiuiRom.com.br, espero ter respondido sua pergunta :) PS: Eu disse que li no post dele no Google Plus, mas me confundi, foi uma entrevista à esse site mesmo.
Ruy Santos
Impostos + margem de lucro insana = Brasil.
Fabrício Gomez
Não sei se isso é bom ou ruim! Comprei o meu Redmi 1s por R$353 + R$90 de imposto., duvido muito que o mesmo aparelho vendido no Brasil tenha esse valor valor final.
Antony PS
Já se acha S5 por 1599 (pesquise no hardmob). Pra ser competitiva, acredito que tem que chegar na faixa de 1k sim, não é nenhum absurdo se analisarmos os preços e hardware de um Moto G, por exemplo.
Ray Silva
De onde você tirou essa informação que seria em parceria com a Foxconn? Procurei no perfil dele e não encontrei. Poderia me dizer?
Paulo Costa
nem me animo ... aparelhos de 300 U$ chegando aqui por R$ 1999,90 ...
Packer Eternidade
Q paulada q cacetada q pancada mas vc disse a verdade - é isso mesmo !
Super Genesis
Oba, Mais opções e concorrência no mercado Brasileiro.
Stallone Cobra
Lembro da época que eu tinha o Milestone 2, vivia trocando de Rom e sempre parava na MIUI, era a melhor pro aparelho. Qualidade em deixar a ROM fluida eles manjam, se o aparelho em si é bom, só testando um..
Exibir mais comentários