Início » Carros Legislação » Projeto de lei quer proibir carros a gasolina ou diesel no Brasil até 2040

Projeto de lei quer proibir carros a gasolina ou diesel no Brasil até 2040

Vendas de automóveis novos movidos a esses combustíveis fósseis seriam banidas em 2030

Por
06/09/2017 às 09h38
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Alguns países, como a Alemanha, querem banir a comercialização de veículos com motores de combustão interna nos próximos anos. E certas montadoras prometem lançar no futuro apenas carros elétricos ou híbridos. O Brasil também quer dar um passo nesse sentido: um projeto de lei proíbe a circulação de automóveis movidos a gasolina ou diesel até 2040.

O projeto de lei do Senado 304/2017, de autoria de Ciro Nogueira (PP-PI), muda o Código de Trânsito Brasileiro para vedar “a comercialização e a circulação de automóveis movidos a combustíveis fósseis”. Na justificativa, ele defende que “o setor de transportes responde pela sexta parte das emissões mundiais de dióxido de carbono, principal agente do efeito estufa”, e que já existem tecnologias para enfrentar a questão.

Pelo texto, fica proibida a comercialização de veículos novos movidos a gasolina ou diesel a partir de 1º de janeiro de 2030. Dez anos depois, esses automóveis também seriam proibidos de circular em território nacional, com exceção de carros de colecionadores, de estrangeiros não residentes em visita ao Brasil (por até 180 dias) e veículos oficiais ou diplomáticos.

No entanto, o projeto não bane os carros movidos exclusivamente a etanol, por exemplo, embora eles também sejam de combustão interna. O senador diz que o projeto de lei “reconhece o esforço e o pioneirismo brasileiros na produção de etanol, biocombustível cujo uso também contribui para a sustentabilidade ambiental do setor de transportes”. 🤔

O texto está em tramitação no Senado e será encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e pela Comissão de Meio Ambiente (CMA), que poderá decidir pela aprovação ou rejeição do projeto de lei em caráter terminativo. Se nada for alterado, ele será encaminhado à Câmara e depois para sanção pelo presidente.

O Senado abriu uma enquete para descobrir a opinião da população. No momento em que escrevo este parágrafo, a maioria das pessoas (1.233) votou a favor da proibição dos carros a gasolina ou diesel, enquanto 791 foram contra. Qual é a sua posição sobre o projeto de lei?

Tecnocast 051 – O Fim dos Motores a Combustão

051-tecnocast

Recentemente o parlamento alemão votou pelo fim do motor a combustão interna. Eles querem que, a partir de 2030, o país não comercialize mais carros movidos a combustível fóssil, o que implicaria em um aumento enorme na demanda por energia elétrica.

Se a medida for efetivada, muita coisa mudaria. Ainda não temos baterias com grande autonomia e a matriz energética mundial é muito dependente de fontes não renováveis. O que seria necessário pra fazer essa mudança? Dá o play e vem com a gente!

  • Matheus

    “Não passará”.

  • Edley Santana 

    Duvido muito que essas datas sejam mantidas, se a TV demorou o que está demorando…
    E olha que o sinal da TV é muito mais fácil de fazer transição, imagina carros!
    Sonha. Sonha bastante!

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Como se o povo que monta as barracas na feira com as kombis 1970 caindo aos pedaços fosse abandonar seus carros… esses políticos são muito trouxas…

      • Yago Oliveira

        Mas até 2040 as kombi caindo aos pedaços não vão ter mais pedaços para cair.

        • DumbSloth87

          Mas as Towner novinhas vão estar inteiras!

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          Olha, eu duvido hein, se elas rodam até hoje cheias de remendos…. as pessoas simplesmente não tem dinheiro pra trocar de carro assim… de nada adianta a lei forçar trocar a frota antiga que já roda por aí

          • PugOfWar

            o que eu vejo de carro caindo aos pedaços e ainda insistem em usar dá até uma agonia.

      • Leonardo de Pádua

        Pois é, a questão é que carros elétricos custam muito caro, a maioria da população brasileira não teria condições de trocar os seus veículos antigos, mesmo tendo um prazo de 22 anos.

  • MEU DEUS ESSA É A MELHOR NOTICIA QUE EU LI EM 2017.

    Só imagina viver em uma cidade grande com aquele ar puro do campo…

    Claro que é improvável a lei ser aprovada em breve, mas em algum ponto no futuro isso vai acontecer, tem que começar em algum momento né.

    • Ed. Blake

      “algum ponto no futuro isso vai acontecer” – Só não conte que seus netinhos vão viver esse sonho. Estamos vivendo uma onda política conservadora e retrógrada a nível mundial e a tendência é que voltemos a usar carvão e ter escravos com sérias possibilidades de novas colonizações (o termo agora é anexação) e talvez até voltemos a jogar fezes uns nos outros pra demarcar território.

      • Yago Oliveira

        WTF?

    • ochateador

      Vá reciclar uma bateria de automóvel.
      Vá gerar energia elétrica 100% limpa e com 0% de impacto ambiental (durante a construção da unidade geradora, durante produção de energia elétrica, durante a distribuição da energia elétrica, etc).

      Aí pense se é mesmo a melhor notícia.

      • Mas tem como ser pior do que energia por combustão? Se tiver, eu mudo minha opinião.

        • ochateador

          Termelétrica a carvão/óleo tem eficiência de 90 a 100% pois atua com máxima eficiência. Mas gera fumaça…

          Eólica precisa de vento constante e área ampla, mas gera ruídos que incomoda animais e humanos.

          Solar só funciona com sol, precisa de área ampla, pode gerar reflexos que atrapalha/queima pássaros e prejudica aviões acima dos campos solares.

          Hidrelétrica precisa alagar uma grande área.

          Nuclear não gera poluição, mas gera lixo radioativo que não sabemos como tratar (mesmo caso das baterias dos carros 100% elétricos).

          Biomassa precisa de matéria orgânica…

          Todas essas fontes geram a energia para o carro elétrico. No Japão por exemplo, só dá certo por termelétrica e nuclear, talvez de para colocar uma biomassa.
          No Brasil podemos usar todas, mas nem por isso somos “mais verdes” que o Japão.

          Ou seja, todas opções são piores e melhores.
          Podemos adotar um meio híbrido como alguns trens de cargas. Usam motores elétricos para empurrar o trem, mas tem um gerador a diesel interno que gera a energia elétrica.

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Sim, não existe forma de energia 100% limpa, todas têm seus pontos negativos. No entanto, a pior forma de se obter energia é justamente por meio de motores de carros, cuja eficiência é baixíssima e ainda gera uma poluição enorme nas cidades (não estou falando simplesmente de metano e gás carbônico, mas de compostos altamente tóxicos e cancerígenos). É melhor definir uma data para o fim desses carros, pois só assim a indústria é obrigada a se mover e investir em soluções bem mais eficientes e não poluidoras.

          • ochateador

            Moro na região de piracicaba, lá pelos anos 2000~5 o pessoal falava que queimada de cana prejudicava a saúde das pessoas da região, trazia cancer, etc.

            Por causa dessas reclamações as usinas e produtores assinaram um acordo com o Ministério Público Federal para não queimar mais cana a partir de 2022 no País inteiro.

            Mas aqui na região, desde 2015 não se queima mais cana de açúcar. E os problemas de saúde continuaram no mesmo nível ou aumentaram…

            Em contrapartida, a poda “errada” (o que leva a morte) ou a retirada das árvores na cidade aumentaram de forma absurda. Ninguém reclama disso.
            A prefeitura resolveu “ajudar” colocando mudas em diversos locais onde teve retirada de árvore. Problema é que só oferece ipe (que apesar de bonito, as raízes arrebenta com as calçadas, muros, asfaltos e bueiros) e quem recusar tem que pagar uma taxa de 1000 reais por recusa. Logo todo mundo aceita o plantio e força uma poda errada para a planta morrer em menos de 2 anos (mas nao causar destruição no local), o que nos retorna ao ponto anterior…

            Não acho que carros a combustão são santos, mas também não são culpados por tudo. E como já falaram diversas vezes “como que fica a reciclagem de baterias dos carros elétricos?“.

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Acredito que o problema da reciclagem das baterias é um problema menor se comparado com a poluição gerada pelos carros movidos a combustão. No pior caso, estocam-se as baterias em galpões até ser definido o que fazer com elas. Mas esse é o pior caso, claro. Melhor isso de que ter que milhares de pessoas ficando doentes e morrendo devido à poluição todo ano.

            Na minha cidade estão inventando de plantar ipês nas ruas também! Pelo menos já estou sabendo que eles são arrebentadores de calçadas.

          • BuffyDawn Summers

            Assim como o lixo nuclear que é simplesmente enterrado porque não há como tratá-lo? Vai sonhando ai. Os rejeitos produzidos por um carro são passíveis de tratamento e aproveitamento pela natureza porque árvores e o próprio oceano consomem CO2, com os oceanos produzindo a maior parte do O2 circulante (Amazônia pulmão do mundo my ass!), já as baterias de carros? Hoje, os filtros de escape também já são bem efcientes.
            Pode contar que tem lobby ai. Quem sabe até justamente das empresas nucleares para se instalar em massa por aqui. Em sergipe, população reagiu contra a chegada de uma delas.

            Uma coisa é dizer que a partir de 2030 somente carros elétricos ou whatever podem ser fabricados/vendidos. Outra é impedir a circulação da frota inteira de um país meros 10 anos após. Alguém já viu caminhão elétrico, ônibus elétrico? Combustíveis fósseis movem aeronaves que dispersam produtos de combustão diretamente na estratosfera também. Pode contar que tem lobby nesse angu. Nenhum político brasileiro tem inteligência suficiente para vir com essa conversinha sem alguém por trá$.

            Kit de primeiros socorros e extintores que o digam.

          • Victor Viana

            A resposta, pra mim, é a energia nuclear, PRINCIPALMENTE num país sem desastres naturais como o Brasil

  • betacaroteno

    Mais um projeto pra engavetar. Primeiro pq carro elétrico e híbrido é pra uso urbano, dada a baixa autonomia. Segundo porque não existe energia limpa. Não adianta vc ter um carro elétrico e carregá-lo numa tomada cuja energia vem de fontes sujas, caso do carvão, na China, por exemplo. Os híbridos vão sim ganhar mercado, mas os movidos a combustível fóssil continuarão por aí durante muito tempo ainda.

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Ué, já tem tesla que roda mais de 500 km, e com os supercharger carrega pra mais 300 km em 30 min… qual o problema da autonomia?

      • David Diniz

        Quanto custa um TESLA mais barato?

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          A questão feita não foi essa, a questão é que já tem tecnologia que permite rodar o suficiente em estradas… não queira comparar o acabamento, tecnologia geral e outros itens de um Tesla com um Uno, dá pra usar a mesma tecnologia de motor e baterias num carro mais barato…

          • As tecnologias/patentes de baterias da Tesla são open source para complementar https://www.tesla.com/blog/all-our-patent-are-belong-you

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Muito legal, não sabia dessa

          • BuffyDawn Summers

            Me aponte aí um carro popular tipo Uno que hoje rode com essa autonomia e seja 100% elétrico? Isso aí é lobby e este senador deve estar ganhando uma bela nota. Não é assim que se faz inovação, simplesmente joga do a frota no lixo. Vão fazer o quê com os 6milhões de carros a combustível que o BR certamente terá em 2040?

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Eu não concordo com a medida, só estou dizendo que não é impossível DESENVOLVER tal carro, é claro que HOJE não existe, se existisse, todo mundo teria… não seja burro vai….

          • Johnny Walker Junior

            6 milhões? Hoje já rodam no país mais de 45 milhões de carros e em 2040 nem posso falar quantos serão.
            E fato, não poderão proibir esta frota de andar, pois isto deve vir com o tempo.

          • Johnny Walker Junior

            Já existem projetos de teslas que poderão rodar até 1000 km com uma carga e isto não é pouco.

    • Cesar Osvaldo Müller

      Mesmo a fonte sendo suja, ela emite menos poluição, dada a eficiência dessas.

    • Ed. Blake

      “Não adianta vc ter um carro elétrico e carregá-lo numa tomada cuja energia vem de fontes sujas” – Marketing amigo.

      O importante é o conceito de poder divulgar pro mundo que não polui pois não tem carro a combustão. Se a indústria derruba uma reserva florestal inteira pra minerar ou enche 3 estados de lama tóxica por negligência ninguém se importa.

    • Arthur Soares

      O importante é a pessoa se achar “a ecológica” poque tem um carro que não emite CO2. Indiretamente estamos na mesma situação.
      Energia 100% limpa também acho difícil, mas temos ideias que impactam pouco no meio ambiente (se bem implementadas): eólica, solar, maremotriz por exemplo.

    • PugOfWar

      usinas trabalham com uma percentagem de eficiência muito maior que um motor de carro, então mesmo se a fonte for suja, a poluição ainda assim será menor

    • Manoel Jorge Ribeiro Neto

      Eu prefiro uma energia vinda de termelétricas, que utilizam motores de alta eficiência, do que ter milhões de motores de baixa eficiência nas cidades, poluindo geral. Os motores dos carros são altamente ineficientes, gerando uma poluição muito maior do que qualquer termelétrica. Então, que os carros que usam combustíveis fósseis sejam banidos. 2040 é muito tempo, até lá a indústria já terá carros elétricos ou movidos a hidrogênio com preços acessíveis. Sei que não é uma boa comparação, mas há 23 anos não existia internet residencial no Brasil e computador era uma raridade nas casas. Ou seja, 23 anos é muito tempo em termos tecnológicos.

      • Paulo Jose mendonça

        A eletricidade no Brasil mal cobre o consumo atual, industrial e domestico) e que devera crescer bastante nos próximos 23 anos, dificilmente atendendo a demanda para carros elétricos mesmo que até lá a tecnologia seja viável para uso em rodovias por longos períodos.Vamos necessitar de muitas termoelétricas. Quanto ao álcool ele vem da cana que precisa ser cultivada ou seja necessita de grandes áreas de plantio que virão da substituição de aeras de produção de alimentos ou desmatamento impactando e muito o meio ambiente ou limitando oferta de milho e soja, sem os quais não há produção de ração podendo vir a impactar as exportações de suínos e frangos. Há ainda o fato de que carros comprados a partir da aprovação da lei terão desvalorização maior ate valerem apenas como ferro velho. A ideia é valida mas adaptada a realidade BR e não apenas copiada de um pais altamente desenvolvido. Ainda penso que se aprovada vamos cair no carro a álcool com todas as suas consequências

        • Manoel Jorge Ribeiro Neto

          Com relação à geração de energia, a energia nuclear é muito bem vinda para cobrir a lacuna. Polui pouco (poluição essa que se restringe à construção da usina, não à geração de energia em si) e os dejetos nucleares podem muito bem ser acondicionados de forma segura. O Brasil tem potencial para instalação de dezenas de usinas nucleares. Se não houvesse tanta corrupção, já teríamos um plantel de usinas nucleares funcionando. Além disso, temos um potencial enorme para fontes de energia renováveis, como eólica e solar, que ainda é subaproveitado. Finalmente, havendo a correta fiscalização, as plantações de cana podem muito bem se restringir às áreas atuais, sem mais desmatamentos nem substituição de outras culturas, bastando usar variantes da cana mais energéticas.

          Se mesmo assim tivermos que queimar combustíveis em termelétricas para atender à demanda, vou repetir o que já disse acima: prefiro termelétricas queimando combustível de forma eficiente do que milhões de carros queimando combustível de forma ineficiente, gerando uma poluição enorme!

          Finalmente, o projeto de lei diz para 2040 a proibição de carros que usam gasolina e diesel. Então um carro fabricado em 2017, com 23 anos de uso em 2040, não está bom para ferro velho? É até um favor tirar essas velharias de circulação. Eu mesmo tenho o maior medo quando vejo carros com mais de 20 anos ainda em circulação nas ruas, pois é um perigo ambulante.

          • BuffyDawn Summers

            Energia nuclear? Tá de brincadeira?

      • ochateador

        Mais de metade da poluição mundial é gerada por metano, que vem dos bovinos.
        Veículos e fábricas geram bem pouca poluição em comparação aos bovinos.

        • Manoel Jorge Ribeiro Neto

          Mas o metano não é tóxico, só é gerador do efeito estufa. Os compostos gerados pela queima da gasolina e do diesel são sim altamente tóxicos e até cancerígenos!

          Por falar em bois, uma boa ideia é usar termelétricas movidas a cocô de bois. Parte do metano é queimada e a queima será feita de uma forma otimizada, bem melhor do que qualquer motor de carro. Se não me engano, já existem algumas termelétricas de pequeno porte aqui no Brasil que usam cocô de boi para funcionar.

  • Jack-Moser

    Baterias vão diminuir a poluição?
    Para se produzir uma (somente uma) bateria quanto de degradação e poluição é gerado?
    Para carregar milhões de baterias o quanto de energia a mais vai ter que ser gerado, que em grande maioria dos países é queimando algo, então o dióxido de carbono vai ter essa redução. Uma solução é a energia solar mas estamos muito longe ainda de ser uma tecnologia barata e eficiente, mas o futura vai ser esse.

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      A maior preocupação acho que não é nem com a poluição gerada pra produzir a bateria, mas o problema do lítio ser limitado e das baterias em fim de vida não serem recicladas, isso ainda está engatinhando, tem que reciclar e recuperar o material dessas baterias ou inventar outras, melhores, com outros materiais.

      • Arthur Soares

        Fico abismado de nessa altura do campeonato ainda usarmos baterias de lítio… centenas de estudos mostram protótipos funcionais de baterias que usam outros elementos, mas vivemos na onda do lítio.

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          São protótipos e precisam de investimento forte, se não me engano tinha um com um tipo de vidro que era regenerativo e não viciava, mas precisa o Elon Musk ir lá e investir nisso, duvido que ele queira depender de lítio a vida toda, ou vai ver quer ir buscar o lítio lá em Marte….

    • Talvez energia por fusão se torne mais barato do que energia solar. Mas com certeza, o futuro de produção de energia vai ser ou fusão ou solar (que é por fusão, também).

  • Arley Martins

    No Brasil la para meados de 2100 eles vão falar alguma coisa sobre o assunto. Para produção de energia elétrica é muito fácil, Temos um dos países do mundo que mais tem sol. Agora um carro elétrico aqui vai custar uma fortuna.

  • David Diniz

    Para que CONTRAN se os dePUTAdos entendem tudo né…

  • Ed. Blake

    “No entanto, o projeto não bane os carros movidos exclusivamente a etanol, por exemplo” – Claro.

    Adivinha quem mais vai perder dinheiro do grandessíssemo mercado de Etanol/BioDiesel.
    O Brasil é um Cassino, a banca nunca perde.

    • Arthur Soares

      Não entendi pq os flex não poderão rodar… afinal se tá proibido andar com carro a gasolina, os postos não podem vender mais gasolina (até porque não há mercado também), o que eu andar com meu flex com àlcool muda em relação ao só movido a álcool.
      A lei já começa com furo…

      • PugOfWar

        não vai dar pra encher o reservatório, o que é um grande problema no inverno curitibano

        • Arthur Soares

          Mas carros mais modernos não tem reservatório… eles possuem um sistema que de alguma forma pre-aquece o álcool antes de iniciar de fato o processo de combustão.

        • Arthur Soares

          E esses reservatórios são péssimos… meu carro é flex e deixei de usar alcool pq mesmo com gasolina no tanquinho ele falhava para ligar no frio.

          • ochateador

            Use gasolina aditivada ou premium. Gire a chave até o primeiro estágio e espere 20 segundos.
            Isso reduz em 99% as chances de falhar.

          • Arthur Soares

            Aditivada eu já usava… O lance da chave eu não sabia.

          • ochateador

            É que nesse momento pode acontecer 2 coisas.

            caso seu carro tenha tanque de partida a frio: ele injeta a gasolina no motor.
            caso seu carro não tenha tanque de partida a frio: ele esquenta a linha de combustivel que sera injetado no motor.

        • Manoel Jorge Ribeiro Neto

          No dia que não houver mais gasolina nos postos, tenho certeza que ela será vendida em recipientes de 1 litro, justamente para os reservatórios dos carros flex. Mas hoje já existem carros flex que não precisam mais desse reservatório, então em 2040 não será mais problema, pois praticamente todos os carros que ainda usam reservatórios já terão ido para o ferro velho.

  • Adriano Northingan

    Como sempre tentam uma solução que ta cara que não vai dar certo.

  • phsodre

    Esse é o caminho. Entendam que essas tecnologias nunca vão se tornar baratas, enquanto a relação oferta-procura, não for alta o suficiente para aquecer o mercado. Como é o caso da energia solar, que é um setor que já vem crescendo muito e gradativamente diminuindo o custo. Hj custa caro comprar um Tesla, mas a autonomia e a tecnologia supercharger existente já aproximam muito mais da realidade de uso diário. E logo será comum e barato ter!

  • John Smith

    Como sempre, governantes brasileiros querem estabelecer meta de países desenvolvidos para nosso Brazil, mas esquece que nós não somos desenvolvidos…

    Tanta coisa mais importante, mais tangível e de necessidade imediata para ser tratada nesse país…

    • brunocabral

      Concordo que a data é próxima demais, deveria ser 2036 pra comercialização e 2051 pra circulação.

  • Claudio Roberto Cussuol

    Quando é que esse povo vai entender que LEI não resolve nada?
    O que resolve é economia.
    O que fazer para que o carro elétrico seja economicamente vantajoso em relação ao carro a gasolina?
    Zerar impostos? Subsidiar a venda do carro? Incentivar o desenvolvimento de baterias mais baratas?
    Não sei. Mas suponho que os caminhos a serem adotados sejam esses, e não simplesmente proibir a venda do carro a gasolina.
    Tornem o elétrico mais barato/eficiente que ninguém vai QUERER um movido a combustível, simples assim.

    • Entendo seu ponto, mas se não houver uma lei clara dizendo que em tal data não poderão mais serem vendidos veículos à combustão, a indústria vai empurrar com a barriga todo o desenvolvimento necessário para atender as questões de eficiência e economia. Agora com uma data certa no futuro onde precisam desenvolver ou não vão vender mais nada, essas empresas vão começar a se mexer… O interessante é a existência de um movimento global nesse sentido e o reconhecimento de que o limite de tempo em 2040 gera 23 anos de desenvolvimento tecnológico, o que não é pouco.

      • “A indústria”. Meu amigo, quem se fode nessa história é o pobre que não pode trocar de carro, não se iluda com as canetadas estatais.

        • brunocabral

          Esse era o mesmo argumento dos que eram contra a obrigatoriedade de todos os filmes serem lançados com versão dublada no Brasil (1961), o pobre não poderia assistir, mas a verdade é que graças ao Dublado, que até o analfabeto pode assistir um filme, mesmo que seja reprisado mil vezes na sessão da tarde.

          • Meu argumento passa longe disso. Sou contra a existência Estado.

      • Claudio Roberto Cussuol

        “… precisam desenvolver ou não vão vender mais nada… ”

        E nós vamos andar com o que? A chance de acontecer isso que você tá falando é menor que zero. Caso o prazo chegue e não exista carro no mercado, ou o carro proposto seja economicamente inviável, simplesmente prorroga-se o prazo.

        É diferente da lei que obrigou a colocar ABS e Air Bag, por exemplo. Eram tecnologias já consagradas e amortizadas que o povo optava por não comprar por pura economia porca. Os fabricantes não estão nem aí, eles vendiam carro sem porque o povo comprava sem, se ninguém comprasse não teria carro a venda.

        • Grande Claudio não são 10 dias… são 23 anos… Se continuarmos com essa visão de que combustão é futuro o petróleo acaba e volta todo mundo a andar a pé do mesmo jeito (isso se conseguirmos respirar). Já faz algum tempo, aqui mesmo no Tecnoblog, comentei uma matéria com o primeiro ônibus elétrico (à baterias não o trolebus) e um outro colega comentou o quão surreal era a durabilidade das baterias. Argumentei que é um passo porque se nada for iniciado não haverá movimento no sentido de acelerar o desenvolvimento. Pode ser surreal? Até pode, mas prefiro o surrealismo do que aceitar que não façam nada nesse sentido.

          • BuffyDawn Summers

            Pode ser 50. Eles vão desenvolver carro de preço inviável. Me diga aí qual o lugar do mundo, que já trabalha com outros fontes de energia, que há carro de uso das multidões que não seja a combustão? Tesla de 1 milhão? Prius de + de 100 mil reais? Fusion de 150 mil? Soul elétrico que nem chegou por aqui? Substituir ok, mas simplesmente impedir que os carros a combustão já existentes circulem? Que merda é essa? Esses carros não serão viáveis e nem todos terão como comprar. Faz como? Nem a TV.

      • Jack Silsan

        23 anos é bastante tempo mesmo, ainda mais se pensarmos que essas tecnologias já estão em desenvolvimento. Prios, Volt e todos os Teslas são uma realidade, a despeito de qualquer problema que tenham de se popularizar mundialmente.
        Outra questão é a mudança de mentalidade, com uma ampla parcela de 60% de pessoas de uma certa faixa etária, se não me engano entre 18 e 30 anos de idade, que simplesmente não quer comprar carros. Mas aí já é uma outra questão hehe.

    • Johnny Walker Junior

      Deixando de lado esta questão, a parte do etanol foi muito engraçada, o etanol polui tanto quanto a gasolina. Bem, se tem de banir, que banam todos os carros com motores a combustão interna.
      Quem sofrerá com isto são os donos de postos de gasolina que com o passar dos anos perderão os seus negócios.
      O Brasil como sempre brada muito e faz pouco.

  • Acho ótimo. Pena que nao vai dar em nada…

  • Kursk™

    Os criadores de cavalos vão se dar bem.

  • Paulo Jose mendonça

    È provável que passe pois os a etanol ainda poderão circular. Ficaremos reféns da indústria do álcool. È isso

  • Pio ♙

    Um absurdo desses só aqui mesmo;quero ver se é nos isteites😒

  • O futuro são os veículos com combustão de Hidrogênio. O problema não é do setor que fabrica, mas sim do setor que “vende abastecimento”, como as empresas de combustíveis e o setor de energia elétrica.

  • Pode até ser aprovado, mas vai ser mais um daqueles que vão ficar adiando, adiando, adiando…

  • André Kittler

    O ieia de racionamento de energia (que sempre existirá porque brasil) vai trazer um novo conceiro para trasportes nas cidades!

  • Molinex

    Minha visão para 2040:
    O mundo andando em carrinhos voadores dos jetsons, e o brasileiro andando nos carrinhos de pedra dos flintstones…

    • Johnny Walker Junior

      Acho mais apropriado andar de carroças com o mesmo pneu dos carros dos flinstones, pois nossos carros apesar de toda a tecnologia são umas carroças, pois muito da tecnologia que lançam em outros países, quando chegam aqui, quase pelam o carro e até itens de segurança são cortados.

      • Molinex

        Detalhe, o valor cobrado aqui é equivalente ao cobrado nos outros paises…
        Andaremos de carroças, pagando o mesmo preço, que um europeu paga em um carro descente(equivalentemente)

  • Do jeito que a gasolina tá cara, parece mais que iniciaram a proibição a partir de agora.

  • Ícaro Gonçalves

    considero a ideia e o projeto excelentes. o nosso país precisa migrar para vanguarda tecnológica do futuro e reduzir fortemente o consumo de combustíveis fóssil. porém, o Brasil possui a 6ª energia mais cara do mundo. imaginem se aumentar a demanda energética o quanto que o preço irá aumentar ainda mais. Precisamos estruturar ainda mais a nossa matriz energética e não com um modelo apenas. temos que ter novas hidroelétricas, termos, eólicas e até nucleares. as usinas modernas possuem dispositivos e procedimentos de descarte seguros. Fonte do ranking de energia: http://veja.abril.com.br/blog/impavido-colosso/brasil-piora-em-ranking-e-passa-a-ser-o-6-com-a-energia-mais-cara-do-mundo/

  • Renan

    Seguindo o cronograma, teremos grandes liquidações em 2029. Em 2030 nenhum carro consegue sair do lugar por excesso de veículos.

  • Josiel Hen

    Contra obvio, mesmo que a proibição efetivamente venha nos anos 3000. Ao Brasil.

  • Meganegão

    Poluição o caramba. Isso é uma tentativa de fazer o país menos dependente do petróleo e menos reféns dos árabes nessa questão. As últimas grandes crises (generalizando) foram causadas por eles mandando e demandando no mercado.

  • RABUGENTO SFQNS

    Já descobriram onde vão descartar as baterias imprestáveis?
    A partir daí vai dar para, talvez, tentar pensar nisso.

  • BuffyDawn Summers

    Esse projeto é um absurdo. Querem obrigar 100% de renovação da frota para o quê? Quais as alternativas existentes? Isso aí é lobby para obrigar o povo a trocar de carro por algo muito mais caro. Resta saber quais as mobtadoras que estão por trás desse sujeito. Quanto recebeu esse senador? Isso aí é igual o kit de primeiros socorros e o extintor.

  • MOC HOST

    Acredito que deve aprovar logo ate antes, pois os usineiros tem pressa para aumentar o valor do álcool ou Etanol para compensar as propinas ou (investimentos) pagos aos políticos e a China tem pressa de vender seus carros elétricos que ainda não tem mercado no Brasil!

  • Yamaha Mt-09

    Do jeito que as coisas funcionam aqui em 2040 adia para 2060 e depois teremos um leve adiamento para 2080 e com previsão para 2100.