Há luz no fim do túnel para a Oi. A operadora, que enfrenta uma crise por conta de uma dívida bilionária, registrou lucro líquido consolidado de R$ 30,5 bilhões no primeiro trimestre de 2018. Essa é uma marca importante para a empresa, para a qual os prejuízos são bem mais frequentes.

A Oi aponta que isso reflete a reestruturação de sua dívida aprovada no Plano de Recuperação Judicial, principalmente com a conversão de títulos dos credores em ações da empresa. Dessa forma, o patrimônio líquido voltou a ser positivo e atingiu a marca de R$ 28,9 bilhões.

A receita líquida total para o período de janeiro a março foi de R$ 5,6 bilhões, o que representa uma queda de 8,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Todos os setores da companhia apresentaram recuo. A Oi diz que a queda é justificada pela redução da base de clientes de telefonia fixa; redução do tráfego de voz; e diminuição das recargas no segmento pré-pago, por conta do desemprego e também do corte das tarifas de interconexão entre chamadas fixo-móvel.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,572 bilhão no primeiro trimestre de 2018, representando um decréscimo de 8,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Estratégia

Para aumentar a receita, a Oi focará no aumento das vendas de pacotes convergentes. A operadora aposta na digitalização de seus serviços para melhorar a experiência do consumidor e reduzir custos. Isso inclui melhorias no aplicativo Minha Oi e iniciativas como o Oi Técnico Virtual, que auxilia o cliente a resolver problemas na banda larga.

Com a aprovação do plano de recuperação judicial, a operadora espera retomar o ciclo de investimentos com a cifra de R$ 7 bilhões por ano nos próximos anos, com estratégias direcionadas ao acesso para rede fixa e móvel. Em 2018, a operadora prevê um refarming da frequência de 1.800 MHz para o 4G em 22 cidades, com foco no Norte e Nordeste.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas Fischer

O técnico virtual é de graça.

Wellington Gabriel de Borba

Frequência mais baixas são recomendados para lugares com pouco densidade e grande área.

Wellington Gabriel de Borba

Quanto mais baixa a frequência maior o alcance. 700 MHz vai mais longe do 850 MHz, que vai mais longe do que 1800, que vai mais que 2100 e assim por diante.

Wellington Gabriel de Borba

Sim, mas a comparação é entre 1800 MHz e 2600. Inclusive o refarming do 1800 é melhor para qualquer operadora em 2600, para a Oi então que não tem 700 mais ainda

Yago G. Oliveira

Não duvide quando alguns contadores ganham bem..

Yago G. Oliveira

22 cidades com grande população é um número a se pensar.

biscoitao

Está lucrando igual banco grande. Estou impressionado e muito desconfiado

Vitor

As pessoas falam dos 700MHz como se fossem a solução para o problema do Brasil, mas não é bem assim.

Os 700Mhz só possuem 10MHz de banda, similar ao que acontece com os 1800MHz e 2600Mhz da TIM e Oi (A Vivo e Claro possuem 20MHz), porém a cobertura dela é muito maior.

Mas agora imagine ai: vc tem mais que o dobro de cobertura e mais que o dobro de pessoas conectadas, porém a mesma limitação de velocidades das outras frequências. Isso iria sobrecarregar a rede.

Robson G. Barros

Como tem lucro de 30 bilhões, se a receita foi de 5? me explica esta magica...

Mickael Fernandes

Eu sou Beta, mas estou muito mais satisfeito com a Oi. Nos lugares que eu frequento o sinal é bom e sempre atinjo uma velocidade mais que razoável. Tenho o Oi Livre, por R$14 recebo 2,5 GB, 450 minutos, 1000 SMS, sem roaming e ainda acumula para o próximo mês (até 4,5 GB e 750 minutos). Quem diria que à beira da falência ela iria se sair bem...

Dispister

Estou usando e parece ótimo para mim.
Tipo acho caro pagar R$50,00 no Tim beta de 10gigas para usar somente fora de casa.
Então pago R$20,00 da oi tenho 1giga no mês e passo o mês de boenas.

Anayran Pinheiro

Como enganar pessoas com os números sem fatos por trás...

Esperando algum player externo como Vodafone ou T-Mobile comprar essa empresa e ver se alavanca de alguma forma a estrutura da telefonia no Brasil D=

Yago G. Oliveira

Eu tento ficar o mais longe possível de call center. E pra elas, não é vantagem alguma

Yago G. Oliveira

E ainda chamam ela de nanica. Imagine se soubesse trabalhar direitinho

Magnosama

Estou bem satisfeito com a Oi.

Exibir mais comentários