Início » Aplicativos e Software » WhatsApp vai liberar uso da mesma conta em até quatro dispositivos

WhatsApp vai liberar uso da mesma conta em até quatro dispositivos

Recurso que permite utilizar a mesma conta do WhatsApp em até quatro dispositivos simultaneamente chegará primeiro ao beta

Bruno Gall De Blasi Por

A espera acabou: o WhatsApp vai começar a disponibilizar o acesso de uma conta em mais de um dispositivo. Nesta quarta-feira (14), o mensageiro anunciou o início dos testes do recurso que possibilitará o uso de uma mesma credencial em até quatro plataformas diferentes. A criptografia de ponta a ponta também será mantida.

WhatsApp (imagem: Anton/Pexels)

WhatsApp (imagem: Anton/Pexels)

O recurso vai começar a ser implementado depois que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e o chefe do WhatsApp, Will Cathcart confirmaram a novidade. Em uma entrevista, os executivos afirmaram que a novidade seria liberada aos usuários da versão beta do app em até dois meses.

Pouco mais de um mês após a confirmação, a ferramenta está prestes a chegar ao WhatsApp Beta. Segundo o mensageiro, será possível utilizar uma conta em até quatro dispositivos diferentes ao mesmo tempo. Além disso, o histórico de mensagens será sincronizado entre todos os aparelhos autenticados.

WhatsApp poderá ser usado em até quatro dispositivos

A ferramenta vai promover uma grande alteração no funcionamento do mensageiro. Atualmente, os usuários precisam manter o celular ligado e conectado à internet para utilizar o aplicativo de mensagens através de outras plataformas. Caso contrário, as opções para acessar a conta pelo computador, como o WhatsApp Web, não funcionam.

Com o novo recurso, cada dispositivo passará a funcionar de maneira independente. Isto significa que, assim como o Telegram, não será mais preciso manter o celular por perto ou ligado, pois cada dispositivo terá a sua própria identificação. Ao todo, será possível conectar a conta em até quatro plataformas diferentes.

As conversas também estarão disponíveis em todos os aparelhos autenticados. Segundo o mensageiro, tanto o histórico de mensagens quanto os dados do estado do aplicativo serão sincronizados entre os dispositivos. “Todos esses dados são sincronizados e criptografados de ponta a ponta entre seus dispositivos”, afirmaram.

Criptografia do WhatsApp: antes (cima) e depois (baixo) (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Criptografia do WhatsApp: antes (cima) e depois (baixo) (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Criptografia de ponta a ponta será mantida

A tarefa, no entanto, não foi simples. O mensageiro afirmou que “o desafio foi manter a experiência segura do usuário entre vários dispositivos sem ter que armazenar as mensagens privadas das pessoas nos nossos servidores de novas maneiras”. Mesmo assim, a criptografia de ponta a ponta, um dos carros-chefes do serviço, permanecerá.

O mensageiro explica que, agora, cada dispositivo terá uma identificação própria. “O servidor do WhatsApp mantém um mapeamento entre a conta de cada pessoa e todas as suas identidades de dispositivo”, afirmaram. “Quando alguém quer enviar uma mensagem, recebe as chaves da lista de dispositivos do servidor”.

Os responsáveis pelo app ainda adotaram medidas para impedir que as conversas sejam espionadas por um servidor malicioso ou comprometido. “Também incluímos controle e proteções adicionais sobre quais dispositivos estão vinculados à conta”, afirmaram. Ou seja, além do QR Code, já conhecido por quem utiliza o WhatsApp Web, também será preciso utilizar a biometria para acessar a conta em outra plataforma.

Tela inicial do WhatsApp Web (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Tela inicial do WhatsApp Web (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Disponibilidade

Inicialmente, o recurso estará disponível para um “pequeno grupo de usuários” do WhatsApp Beta. “O WhatsApp continuará otimizando o desempenho e adicionando recursos antes de disponibilizar esta novidade de forma mais ampla”, afirmaram. “Os usuários que optarem por participar desse teste podem sempre optar por sair”.

Ainda não se sabe quando a novidade chegará à versão final do mensageiro.

Atualizado às 16h22: inicialmente, a matéria dizia que o acesso com a mesma conta poderia ser feito em dois celulares. O texto foi corrigido após esclarecimento do WhatsApp sobre dispositivos compatíveis.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ramon (@rmnarrudas)

Chega a ser absurdo a lentidão para implementação de qualquer recurso que não é novidade e sim necessidade dos usuários.

É tão difícil implementar a função para não utilizar o aplicativo sem que o telefone precise está ativo? se for comparar então com outro mensageiro, o WhatsApp parece que acabou ser lançado por um único desenvolvedor independente.

No outro artigo a um tempo a trás, o aplicativo não tinha a função de deixar o usuário entrar em uma chamada após ela começar, isso só mostra o quanto é arcaico esse aplicativo.

Só vive mesmo pela base grande de usuários que dificulta a migração para outro.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Consegui ativar aqui. Tá funcionando perfeitamente, exceto pelas limitações já citadas.

Screenshot_20210714-161647_WhatsApp1080×2400 228 KB

Screenshot_20210714-161712_WhatsApp1080×2400 132 KB

Screenshot_20210714-163522_WhatsApp1080×2400 138 KB

Fiz o teste desligando a internet e as mensagens chegam e enviam normalmente. Parece até mágica usar isso com o WhatsApp hahaha

Ele também envia mensagens do WhatsApp Web muito mais rápido.

Marcelo Cutin (@mcutin)

E tem mais…

Quando o WhatsApp estará disponível para tablets? O Telegram tem uma versão para iPad desde sempre.

É exatamente o que você falou acima. É absurda a lentidão do time de desenvolvimento do WhatsApp para implementar funcionalidades que não são novidades há muito tempo. É uma enrolação sem fim.

Leonardo Brandão Gonçalves (@leonardobg7)

Tá igual TELEGRAM? Os backups estão em nuvem?
Tipo, eu posso apagar os arquivos do Android (formatar o celular) que se eu acessar novamente os arquivos vão estar na nuvem?

Leonardo Brandão Gonçalves (@leonardobg7)

Eita, então vai dar BO isso.
Olha o cenário

Seu PC tá ligado e celular desligado
Vc conversou normal no PC, baixou foto, etc. Aí desliga o PC

Liga o celular, os arquivos não vão para seu celular se for dessa forma.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Eles implementaram um recurso de sincronização de mensagens. Sempre que abre o WhatsApp no PC ou no celular, as mensagens são ressincronizadas no telefone ou no PC.

image1020×652 9.56 KB

Screenshot_20210714-174210_WhatsApp1080×2400 156 KB
(se vc olhar essa imagem, verá que o ícone do Windows está com um pequeno ícone de sincronização).

No PC, as mensagens são armazenadas localmente assim como é no telefone e eles informam que usar o aplicativo nativo ao invés do WhatsApp Web pode oferecer um histórico maior de mensagens.

Mensagens muito antigas tbm não são exibidas.

Arquivos muito velhos tbm só são sincronizados quando o celular está funcionando.