Início / Notícias / Telecomunicações /

Correios Celular oferece plano de R$ 30 com WhatsApp grátis e não corta internet após franquia

Serviço será ofertado em 12 agências da região metropolitana de São Paulo na primeira fase

Felipe Ventura

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A partir de hoje, os Correios se tornaram oficialmente uma empresa de telefonia. A operadora de celular está inicialmente oferecendo planos em 12 agências da cidade de São Paulo, e pretende se expandir para 164 agências da região metropolitana da capital paulista até o final de março.

O plano

O Correios Celular oferece um plano mensal de R$ 30 com franquia de 1 GB; após atingir o limite, você poderá continuar navegando com velocidade reduzida de 32 kb/s, assim como todas as operadoras faziam antigamente (e assim como a TIM faz em alguns planos). Acessos aos sites dos Correios, Correios Celular e Governo Federal não são descontados da franquia.

O plano conta com WhatsApp grátis, incluindo fotos, mensagens de texto, mensagens de voz e até mesmo chamadas de voz – normalmente as operadoras com pacote de WhatsApp cobram à parte as ligações pelo serviço. E você recebe 100 minutos de chamadas tradicionais por voz para qualquer operadora de celular e fixo em qualquer DDD.

A oferta é renovada mensalmente, desde que o cliente tenha pelo menos R$ 30 de saldo. Caso contrário, serão praticadas as tarifas avulsas, que são bem salgadas: R$ 1,00 por minuto em ligações locais, inclusive em roaming nacional; R$ 0,10 por megabyte de internet; e R$ 1,00 por SMS nacional. Chamadas de longa distância serão cobradas de acordo com a prestadora escolhida.

A operadora utiliza os serviços da EuTV, que atua com a marca Surf Telecom e detém uma faixa de 2,5 GHz na região metropolitana de São Paulo. Ela opera com as frequências da TIM, e tem contrato para utilizar sua estrutura e frequências de 2G, 3G e 4G. O faturamento e os acordos de interconexão são feitos com a EuTV, não com a TIM, e não há suporte para roaming internacional.

Diferenciais

Os Correios apontam como diferencial a ampla rede de atendimento, presente em todos os municípios do país; e “a confiança que os clientes depositam na marca”. É sério: segundo pesquisa IBOPE encomendada pela FecomercioSP, o índice de confiança nos Correios na cidade de São Paulo é de 80%, em segundo lugar de uma lista de 25 instituições e órgãos públicos.

Além disso, os Correios afirmam ter a primeira operadora de celular a seguir uma regra de transparência da Anatel: o usuário recebe uma notificação após cada ligação informando quanto tempo a chamada durou, quanto há de saldo disponível e a validade dos créditos.

Como contratar

Na primeira fase, será possível adquirir o serviço nas agências do Brás, República, Vila Leopoldina, Guaianazes, Itaquera, Mooca, Nossa Senhora da Saúde, Osasco, Penha de França, Santana, Silva Bueno (Ipiranga) e Vila Prudente. Depois de ofertar o serviço na região metropolitana de São Paulo, o Correios Celular deve se expandir para Belo Horizonte e Brasília. A meta é alcançar 3.600 municípios em todos os estados até o final do ano.

Por enquanto, a operadora trabalhará apenas com um plano pré-pago. Em 2018, serão feitos estudos para verificar a viabilidade de uma oferta pós-paga. O Correios Celular também não venderá smartphones nas agências: a operadora chegou a negociar com as três maiores distribuidoras de celulares, mas não conseguiu bons acordos. Em cinco anos, a expectativa é atingir 300 milhões de reais em receita.

O projeto de transformar os Correios em uma operadora móvel – procurando seguir o exemplo de Itália e Portugal – existe há muito tempo. As discussões nesse sentido começaram em 2011; a estatal fechou um acordo com o Grupo Poste Italiane (os Correios da Itália) para formar uma joint venture em 2014 e oferecer o serviço móvel, o que não aconteceu; até que uma licitação aberta no ano passado foi enfim aprovada após problemas jurídicos.

Colaborou: Paulo Higa.