Correios “batizam” 2º avião e transportam 310 toneladas todo dia por via aérea

Novo avião dos Correios auxiliará nas entregas em todo o Brasil; investimento visa atender o aumento no volume de encomendas

Bruno Gall De Blasi
Por

Os Correios anunciaram mais um avião com a sua marca nesta terça-feira (12). A segunda aeronave chega à estatal para auxiliar no serviço de entregas em todo o país, inclusive em áreas remotas, e com prazos curtos. De acordo com a companhia, em média, 310 toneladas de encomendas são transportadas diariamente por via aérea.

Correios “batizam” 2º avião e transportam 310 toneladas todo dia por via aérea (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Correios “batizam” 2º avião e transportam 310 toneladas todo dia por via aérea (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A nova aeronave visa fortalecer a Rede Postal Noturna (RPN). Em nota à imprensa, a estatal informou que, graças ao serviço, é possível escoar parte significativa da carga pelo transporte aéreo. Assim, a empresa consegue manter a qualidade e garantir as entregas em todo o território nacional.

“Em média são 310 toneladas de encomendas transportadas diariamente pelo modal aéreo, proporcionando agilidade e confiabilidade ao fluxo postal”, afirmaram.

Esta é mais uma ação dos Correios para incrementar a operação. A empresa também afirmou que retomou os investimentos para “absorver o significativo incremento no volume de encomendas, muito impulsionado pelo crescimento do comércio eletrônico”. Conforme revelado com exclusividade pelo Tecnobloga estatal também reduziu para um dia o prazo do Sedex em mais de 200 trechos

Correios anunciam seu segundo avião próprio (Imagem: Divulgação)
Correios anunciam seu segundo avião próprio (Imagem: Divulgação)

Empresas investem no modal aéreo para entregas

Além dos Correios, outras empresas passaram a investir no modal aéreo para entregas no Brasil. É o caso do Mercado Livre que anunciou a sua frota própria de aviões no fim de 2020. O investimento partia da estratégia da empresa para diminuir o tempo de entrega de produtos comprados na plataforma de e-commerce no país.

A Americanas também recorreu à modalidade. Em meados de 2021, a companhia revelou que passaria a utilizar aviões para agilizar a entrega de produtos vindos da China. O AliExpress é outra empresa que aproveitou o modal para reduzir o tempo das remessas durante o festival de ofertas “11.11”, a “Black Friday chinesa”.

Nos Estados Unidos, a Amazon comprou aviões aviões pela primeira vez em 2021 para reforçar a frota.

Relacionados

Relacionados