Início / Notícias / Telecomunicações /

Oi Móvel conclui venda para Claro, TIM e Vivo — mas esse é só o começo

Leilão do braço de telefonia móvel aconteceu em 2020, mas só agora negócio foi concluído; Claro, TIM e Vivo firmaram contratos para uso de redes da Oi

Lucas Braga

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

É só isso, não tem mais jeito, acabou: Claro, TIM e Vivo oficialmente concluíram a compra da Oi Móvel. O negócio foi firmado em leilão realizado em dezembro de 2020, mas levou um longo período para obter aprovação da Anatel e Cade. Sem o braço de telefonia celular, a Oi passa a atuar exclusivamente com serviços fixos.

Loja da Oi
Loja da Oi (Imagem: Divulgação)

Com a conclusão do negócio, o trio efetuou o pagamento para a Oi. A operação foi finalizada no valor de R$ 15,9 bilhões pela base de clientes, espectro e antenas de telefonia móvel, além do montante de R$ 586 milhões pelos serviços de transição.

Claro, TIM e Vivo já efetuaram o pagamento conjunto de R$ 14,4 bilhões. As compradoras retiveram 10% do preço da operação por 120 dias, que podem ser utilizados para compensação de eventuais ajustes pós-fechamento e outras obrigações de indenizações relativas ao negócio.

A venda dos ativos móveis também trouxe longos contratos de capacidade para a Oi. Em fato relevante, a TIM divulgou o compromisso de pagar R$ 467 milhões por mês pela infraestrutura de transporte da V.tal, companhia de rede neutra da Oi, durante o prazo de 10 anos. A Vivo também possui um acordo similar com valor mensal de R$ 179 milhões.

Tá, a Oi Móvel foi finalmente vendida. E agora?

É importante ressaltar que o negócio foi concluído. Só agora será iniciada a transição e migração dos ativos da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo, e isso ainda deve levar algum tempo.

A Anatel estabeleceu um prazo máximo de 18 meses após a conclusão do negócio para que as compradoras incorporem a base de clientes e finalizem a transição da Oi Móvel. É provável que demore menos tempo.

Até agora, a TIM foi a única operadora que revelou alguns detalhes sobre a incorporação da Oi Móvel. A operadora prometeu que irá fornecer planos iguais ou melhores aos clientes migrantes, e que num primeiro momento eles poderão acessar a nova rede com seus planos originais através de roaming.

Se você é cliente da Oi e não sabe para qual operadora será migrado, confira nessa matéria se seu número vai para Claro, TIM ou Vivo.

Oi já usou dinheiro da venda para quitar dívida

A venda representa uma boa cifra, mas a Oi nem chegou a ver parte do valor. A operadora tinha uma dívida de R$ 4,64 bilhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que foi quitada integralmente.

O pagamento foi feito pelas compradoras diretamente ao BNDES e deduzido do valor da venda, conforme previsto no plano de recuperação judicial da Oi. A TIM foi a responsável pela maior parcela e transferiu R$ 2,06 bilhões, seguido por Vivo, com R$ 1,56 bilhão. A Claro não divulgou fato relevante, mas não é difícil fazer as contas para descobrir que a tele pagou aproximadamente R$ 1 bilhão.

Um dos principais objetivos da Oi para a venda da operação móvel era reduzir os débitos da recuperação judicial. Além do BNDES, a operadora deve iniciar uma oferta pública na bolsa de Nova York para recompra de títulos de dívidas no montante de US$ 880 milhões.

Boa sorte para os consumidores brasileiros, que possuem agora menos uma opção de operadora móvel.

Tecnocast 229 – Tudo que você precisa saber sobre a venda da Oi Móvel

O leilão pode ter acontecido em dezembro de 2020, mas a venda da Oi Móvel só foi autorizada agora, em fevereiro de 2022. Com isso, os clientes de telefonia móvel da empresa serão divididos entre o trio restante de operadoras nacionais: Claro, TIM e Vivo. O Brasil perde mais um player nesse segmento do mercado.

Nesse episódio contamos essa história bem lá do início. Por que a Oi Móvel precisou ser vendida? Como fica a concorrência no setor de telefonia móvel brasileiro com apenas três grandes operadoras? E, para os clientes da Oi, como serão as coisas daqui para frente? Para entender toda essa situação, dá o play e vem com a gente!