Wi-Fi nos Correios: agências podem virar ponto de internet grátis

Ministério das Comunicações quer transformar agências da empresa estatal em ponto de internet gratuita para ampliar conectividade da população

Felipe Freitas
Por
Correios
Correios estuda a ideia de fornecer internet gratuita em suas agências (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Em processo de reestruturação, os Correios podem receber uma nova função. As milhares de agências da estatal espalhadas pelo Brasil podem se tornar pontos de internet gratuita para a população. Esse novo “serviço” é proposto pelo Ministério das Comunicações, seguindo o projeto de renovar a atuação da empresa pública — e, por tabela, a imagem da marca.

Ao entregar conexão internet sem fio gratuita nas agências dos Correios, o governo federal visa ampliar o acesso da população à rede. Como a empresa pública possui presença em quase todos os munícipios do Brasil, ela se torna uma das principais opções nos planos de inclusão digital. Na divulgação mais recente do Pnad TIC, organizado pelo IBGE, é informado que quase 34 milhões de brasileiros não possuem acesso à internet.

A informação sobre essa proposta de serviço dos Correios foi primeiramente divulgada no site Tele Síntese, que entrevistou o presidente da estatal, Fabiano Silva. “Nós vamos querer colocar internet em todo lugar, pra que quando a pessoa chegar lá na ‘praça dos Correios’, em qualquer cidadezinha, possa acessar a internet”, explicou Silva para o site. A proposta desse serviço ainda está em fase inicial

Projeto continuará sem atender comunidades mais afastadas

Claro, TIM e Vivo deverão vender percentual de torres adquiridas da Oi (imagem ilustrativa: Lucas Braga/Tecnoblog)
Projeto ainda tem um problema, mas há alternativas para resolver (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Os Correios, de fato, estão presentes em quase todos os munícipios brasileiros. Todavia, as maiores cidades do Brasil em área, como Altamira (Pará), Barcelos e São Gabriel da Cachoeira (ambas no Amazonas), possuem comunidades distantes dos centros comerciais do município — e com acesso por via fluvial.

Para esses casos, entra em cena o Programa Wi-Fi Brasil e os compromissos oriundos do leilão do 5G. Assim, as escolas dessas comunidades afastadas poderiam assumir o papel que as agências dos Correios terão no centro urbano.

Universidades com agências dos Correios ganhariam pontos para visitantes

Algumas universidades no país contam com agências dos Correios. Na sua grande maioria, o acesso à internet do campus exige uma matrícula ou acesso funcional — a famosa rede eduroam.

Com agências nos campus, quem está passando por uma universidade poderá acessar o Wi-Fi gratuito dos Correios, sem depender de uma conta para entrar na eduroam.

Com informações: Tele Síntese

Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor — ou mais prático. Tem certeza que o futuro é elétrico e dobrável. Iniciou no jornalismo aos 16 anos, cobrindo MMA para o MMA Brasil. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado.

Relacionados

Relacionados