A decisão da União Europeia que impacta celulares do mundo inteiro

Apple, Motorola, Samsung e Xiaomi têm até 2027 para adaptar os smartphones. Processo de troca de bateria deverá ser simples para todos os consumidores.

Thássius Veloso
Por
Porcentagem de bateria em celular Galaxy M31 (imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Porcentagem de bateria no Galaxy M31 (imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A vida do dono de celular vai ficar mais simples a partir de 2027, ano em que será obrigatória a presença da bateria removível. O braço executivo da União Europeia discutiu o tema por anos e finalizou o regramento na semana passada. Empresas do porte de Apple, Motorola, Samsung e Xiaomi terão alguns anos para adaptar o design de seus dispositivos.

Na prática, os europeus estão pondo em prática a ideia de que todo smartphone deve ter bateria removível e substituível. Hoje em dia, é comum levar o aparelho para a assistência técnica quando o componente já não está tão bom. Às vezes, porém, custa tão caro que faz mais sentido comprar outro telefone.

Impacto no Brasil e no restante do mundo

A decisão vale para os 27 países do bloco econômico. No entanto, o impacto deve ser global. Conforme lembra o site de notícias Mashable, é improvável que as gigantes do setor projetem duas versões diferentes dos futuros smartphones – uma sem bateria removível para o restante do planeta, outra com esta característica especificamente para o mercado europeu.

USB-C no Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
USB-C no Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O desenrolar da história deve ser similar ao da adoção do USB-C como porta universal para recarga de dispositivos eletrônicos. A União Europeia tomou esta decisão e agora a expectativa é de que o iPhone 15, da norte-americana Apple, finalmente se livre do Lightining. O evento deve ocorrer em meados de setembro.

Direito ao reparo

O movimento batizado de right to repair (ou direito ao reparo, em tradução livre) vem ganhando força em diversos cantos do planeta. Aqui mesmo, no Brasil, existem os Projetos de Lei 5421/2019 e 6151/2019, que versam sobre mecanismos para que o comprador de um produto eletrônico consiga, por conta própria, realizar a substituição de peças sem depender de terceiros.

A Apple e a Samsung estão se movimentando no sentido de oferecer manuais e componentes para os consumidores. A gigante sul-coreana liberou em junho vasto material relacionado a Galaxy S20, S21 e S22.

A imprensa dos Estados Unidos, no entanto, destacou em diversas ocasiões que o processo de conserto ainda é muito difícil e que acaba sendo mais conveniente levar os smartphones para técnicos com conhecimento do assunto.

Relembre o review do Galaxy S22 no vídeo abaixo

Com informações de Mashable e Conselho Europeu

Receba mais sobre União Européia na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados