Até o Bloco de Notas do Windows 11 deve ganhar inteligência artificial

Cowriter do Bloco de Notas ajuda a revisar e reescrever trechos do texto. Ferramenta pode funcionar com sistema de créditos pagos.

Giovanni Santa Rosa
Por
Notebook com Windows 11 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Windows 11 vem ganhando vários recursos de IA generativa (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Imagens e códigos descobertos por usuários indicam que o Bloco de Notas (Notepad) pode ser o próximo aplicativo do Windows a receber recursos de inteligência artificial generativa. A Microsoft vem colocando tecnologias do tipo em praticamente todos os seus produtos.

Por enquanto, a empresa não falou nada sobre isso. A previsão se baseia em algumas informações que apareceram no aplicativo em si. Uma delas está no código das últimas compilações de teste do Windows 11. Ele indica uma função “Cowriter” para o Bloco de Notas.

Pelas imagens compartilhadas pelo usuário que descobriu o recurso, o Cowriter do Bloco de Notas usa um sistema de créditos, que indica quantas vezes o usuário pode usar aquela ferramenta. Pode haver uma forma de pagar para “carregar” o recurso, portanto. Isso não é inédito: o Cocreator do Paint funciona da mesma forma. Já o Bing tem um sistema de “boosts”, que aceleram a criação de imagens usando o Dall-E.

A outra referência ao Cowriter do Bloco de Notas está nos arquivos do programa. Usuários do programa de testes encontraram referências a uma lista de espera e uma imagem ilustrativa da ferramenta. A imagem mostra uma frase selecionada e uma janela suspensa, com o trecho reescrito e opções de tamanho, tom, formato e outras instruções.

Tela do Bloco de notas com janela do Cowriter sugerindo reescrita de trecho
Imagem encontrada por testadores ilustra funcionamento do Cowriter do Bloco de Notas (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Investimentos em IA e no Bloco de Notas se encontram

Nos últimos anos, a Microsoft liberou várias melhorias para o Bloco de Notas, como modo escuro, abas, salvamento automático e contador de caracteres, entre outros. Nas décadas anteriores, o programa foi praticamente o mesmo. O investimento maior no Notepad coincide com o fim do WordPad, editor de texto que ficava no meio-termo entre o Bloco de Notas e o Word.

Outro movimento da Microsoft foi o investimento em inteligência artificial generativa, assunto que está em destaque desde o lançamento do ChatGPT. A gigante de Redmond colocou tecnologias do tipo em vários de seus produtos. O exemplo mais drástico é a troca da tecla do menu Iniciar dos teclados para uma dedicada ao Copilot, novo assistente com IA do Windows 11.

Com informações: The Verge

Receba mais sobre Bloco de Notas na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados