Google Bard agora consegue escrever resumos sobre vídeos do YouTube

Chatbot do Google recebe atualização que dá acesso a vídeos. Usuários podem pedir resumos e fazer perguntas sobre o conteúdo.

Giovanni Santa Rosa
Por
Google Bard foi revelado em fevereiro de 2023 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Google Bard foi revelado em fevereiro de 2023 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O chatbot Bard, do Google, agora tem a habilidade para extrair informações de vídeos do YouTube. A inteligência artificial recebeu uma atualização que torna a ferramenta capaz de responder perguntas sobre vídeos, como, por exemplo, quais são os pontos principais do conteúdo, os ingredientes usados em uma receita, em que lugar a gravação foi feita, e assim por diante.

“Nós ouvimos que vocês querem um engajamento mais profundo com vídeos do YouTube. Então, estamos expandindo a YouTube Extension para que ela possa entender um pouco do conteúdo dos vídeos”, diz a página de atualizações do Bard. “Assim, você consegue ter uma conversa mais rica com o Bard sobre eles.”

O Bard era capaz de encontrar vídeos relevantes na hora de responder a pedidos do usuário desde setembro, quando a YouTube Extension foi lançada, junto a outras extensões para o chatbot acessar Drive, Fotos, Gmail, Maps e outros serviços do Google.

YouTube terá suas próprias ferramentas com IA

A novidade do Bard vem algumas semanas depois de o próprio YouTube anunciar que a plataforma de vídeos terá robôs com inteligência artificial.

Um deles tem um objetivo praticamente idêntico à nova extensão do Bard: resumir informações e dar respostas com base em um vídeo. Dá para pedir resumo do conteúdo, mais informações ou recomendações de vídeos relacionados.

Inicialmente, este chatbot está disponível apenas nos EUA, para usuários de Android.

O YouTube também vai usar inteligência artificial generativa para identificar os principais assuntos da caixa de comentários de um vídeo. Assim, as respostas do público ficarão organizadas por tópicos.

Para quem assiste, é uma boa forma de encontrar informações relevantes apontadas por outros usuários — uma dica relacionada ao vídeo ou a correção de uma informação do conteúdo, por exemplo.

Este resumo foi liberado apenas em um número pequeno de vídeos com muitos comentários em inglês.

Além disso, o YouTube vai investir em ferramentas com IA para a criação de vídeos.

Com informações: The Verge, TechCrunch

Receba mais sobre YouTube na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados