Sam Altman ainda pode voltar para a OpenAI, sugere CEO da Microsoft

Satya Nadella afirma que está comprometido com o executivo e a empresa de inteligência artificial “independentemente de qual configuração”

Lupa Charleaux
Por
ChatGPT e Sam Altman, CEO da OpenAI
A contratação de Sam Altman ainda não teria sido concluída pela Microsoft (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A história da demissão de Sam Altman da OpenAI e a sua contratação pela Microsoft pode ganhar um terceiro ato: o retorno do executivo para a empresa de inteligência artificial. O CEO da Microsoft Satya Nadella comentou sobre a possibilidade em entrevista à CNBC.

“Estamos comprometidos com OpenAI e Sam, independentemente de qual configuração. […] A Microsoft escolheu fazer essa parceria com a empresa e obviamente isso depende das pessoas permanecerem lá ou virem para a Microsoft. Estou aberto a ambas as opções”, declarou Nadella ao jornalista Jon Fortt na última segunda-feira (20).

Contratação não teria sido concluída

A fala de Nadella parece confirmar os rumores de que as negociações da Microsoft com Altman ainda não teriam sido finalizadas. Uma reportagem do The Verge cita que o nome do executivo não aparece no diretório corporativo da big tech.

Se a contratação tivesse sido concluída, um comunicado interno já teria informado a chegada de Altman aos colaboradores da gigante de Redmond. Então, o executivo seria apresentado como CEO da divisão de pesquisa avançada de IA.

Do outro lado, o cientista-chefe e membro do conselho da OpenAI Ilya Sutskever afirma ter mudado de opinião sobre a demissão de Altman. Contudo, ele precisa convencer os três membros restantes do grupo a voltarem atrás da decisão. Assim, o executivo poderia retomar a liderança da empresa.

Vale mencionar que o cofundador Greg Brockman também foi deposto do cargo de presidente do conselho na última sexta-feira (17). Bem como, Altman ocupava a sexta cadeira do grupo que pertence a uma organização sem fins lucrativos.

OpenAI
Funcionários da OpenAI pedem a renúncia do conselho e retorno de Altman (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Pressão dos funcionários da OpenAI

A OpenAI foi temporariamente liderada pela diretora de tecnologia Mira Murat após a repentina demissão de Sam Altman na sexta-feira (17). A empresa oficializou o cofundador da Twitch Emmett Shear como CEO interino na manhã de segunda-feira (20).

Entretanto, a chegada do executivo gerou controvérsias entre os colaboradores. Supostamente, eles recusaram participar de uma reunião de emergência com o novo líder e responderam ao convite com um emoji de dedo médio.

Além disso, mais de 700 dos 770 funcionários da OpenAI assinaram uma carta pedindo a renúncia do conselho e o retorno de Altman. Caso isso não ocorra, eles ameaçam pedir demissão e se juntar ao antigo CEO na Microsoft.

Conforme os colaboradores, não há argumentos detalhados sobre o desligamento de Altman. Apenas a alegação de que o executivo era fraco em suas comunicações com o conselho, ocasionando a quebra de confiança. 

No entanto, uma das promessas de Emmett Shear será a realização de uma investigação independente para analisar a demissão de Altman. Ademais, o CEO interino pretende reformular as equipes de gestão e liderança nos próximos 30 dias.

Com informações: TechCrunch e The Verge

Relacionados