Roubo de conta no Instagram entra na mira das autoridades americanas

Procuradores-gerais dos Estados Unidos criticam postura da Meta e dizem que não são SAC da empresa privada.

Thássius Veloso
Por
Capa Instagram Facebook
Assinatura do Meta Verified custa R$ 55/mês/perfil (Imagem: Vitor Padua/Tecnoblog)

Os procuradores-gerais de 41 estados americanos enviaram uma carta conjunto à Meta com críticas robustas sobre o roubo de contas no Instagram e no Facebook. As autoridades afirmam que não podem fazer o papel de serviço de atendimento ao cliente, e que o grupo controlado por Mark Zuckerberg precisa tomar providências de segurança digital.

Não é de hoje que se fala em fraude dentro das redes sociais da Meta. Vira e mexe, eu mesmo vejo perfis do Instagram anunciando oportunidades incríveis de ganhos fabulosos com produtos financeiros bastante questionáveis. Via de regra é golpe. O titular da conta fica sem o acesso e os criminosos aproveitam para divulgar mensagens fraudulentas. Provavelmente já aconteceu contigo.

O problema não é apenas no Brasil, tanto que as autoridades dos Estados Unidos falam num pico consistente de reclamações sobre roubo de contas. Elas ainda alegam que a Meta se beneficia financeiramente de alguns dos golpes aplicados contra seus clientes.

Recursos públicos

Cópia da carta enviada à Meta
Carta enviada à Meta (Imagem: Reprodução/Associação Nacional de Procuradores-Gerais dos EUA)

A Associação Nacional de Procuradores-Gerais denuncia o uso de recursos públicos para tratar de uma situação enfrentada por uma empresa privada em específico. “Os usuários passam anos construindo suas vidas pessoal e profissional nas suas plataformas, postando pensamentos íntimos e compartilhando detalhes pessoais, locais e fotos de famílias e amigos. Ter isso levado sem que seja culpa deles pode ser traumatizante.”

A carta faz um apelo para que a Meta tome medidas imediatas no sentido de ampliar “substancialmente” o investimento em táticas de mitigação de roubos.

O documento é assinado pelos procuradores-gerais dos seguintes estados: Alabama, Alasca, Arizona, Califórnia, Colorado, Connecticut, Delaware, Flórida, Geórgia, Havaí, Illinois, Iowa, Kentucky, Luisiana, Maryland, Massachusetts, Michigan, Minnesota, Nebraska, Nevada, Nova Hampshire, Nova Jersey, Nova York, Novo México, Carolina do Norte, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Carolina do Sul, Dakota do Sul, Tennessee, Utah, Vermont, Virgínia, Washington, Virgínia Ocidental, Wisconsin e Wyoming, além do Distrito de Columbia.

Por sua vez, a empresa de Zuckerberg declarou em nota que os golpistas usam todo tipo de plataforma disponível e que se adaptam constantemente para evadir os esforços. Também elencou os investimentos em pessoal especializado e em ferramentas de detecção de atividade fraudulenta.

Meta Verified

Não custa lembrar: a Meta transformou a segurança dos usuários numa espécie de produto. É bem verdade que a empresa promete suporte para todos que entram em contato, mas os assinantes do Meta Verified (válido para Instagram e Facebook) garantem prioridade na longa fila de pessoas em busca de auxílio. Ele custa R$ 55/mês.

Receba mais sobre Instagram na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Também atua como comentarista da GloboNews, palestrante, mediador e apresentador de eventos. Tem passagem pela CBN e pelo TechTudo. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados