Samsung Galaxy S24 e Z Fold 5 podem ganhar detecção de acidentes

Smartphones de topo de linha da Samsung têm sensor virtual dedicado a identificar acidentes de carro. Recurso já está presente no iPhone e na linha Pixel.

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 1 mês
Mão segurando smartphone, ao fundo outro smartphone em um suporte de acrílico sobre uma mesa
Galaxy S24 Ultra tem "sensor virtual" para acidentes (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Códigos e aplicativos ocultos do Galaxy S24 e do Z Fold 5 dão a entender que estes smartphones da Samsung podem receber um recurso para detectar automaticamente acidentes de trânsito. Ferramentas do tipo já existem no iPhone, da Apple, e na linha Pixel, do Google. Elas acionam serviços de emergência e contatos salvos pelo usuário.

A descoberta foi feita pelo jornalista Mishaal Rahman, especialista em Android. No código do Z Fold 5, ele encontrou a identificação de um sensor chamado “Car Crash Detect Wakeup” — algo como “Despertar de Detecção de Batida de Carro”, em tradução livre.

Smartphone com tela aberta sobre suporte de acrílico
Galaxy Z Fold 5 também conta com sensor para acidentes (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O “Car Crash Detect Wakeup” seria um sensor “virtual”, que processa dados coletados por outros componentes físicos. Ele seria capaz de transmitir imediatamente para outros apps que um acidente foi detectado. Segundo Rahman, este sensor também está presente no Galaxy S24 Ultra, mas não no Galaxy S23 Ultra.

E não para por aí: a One UI 6.1 tem um app oculto, chamado MoccaMobile, que inclui códigos para iniciar e parar o sensor de acidentes. Mesmo assim, Rahman não encontrou uma interface de aplicativo para a ferramenta.

Pixel 3 e iPhone 14 já detectavam acidentes

Alguns smartphones contam com ferramentas para detectar acidentes de trânsito graves. A ideia é acionar automaticamente os serviços de emergência e os contatos salvos, caso alguma coisa aconteça. O Pixel 3, lançado em 2019, foi um dos primeiros smartphones a contar com o recurso. Do lado da Apple, a ferramenta fez sua estreia no iPhone 14, de 2022.

iPhone 14 com tela Super Retina XDR (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
iPhone 14 foi o primeiro aparelho da Apple com a ferramenta (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Como o próprio Mishaal Rahman comenta, esse recurso não é fácil de ser implementado. Por um lado, para captar com precisão um acidente, são necessárias muitas informações de sensores, o que pode aumentar o consumo de bateria. Por outro lado, se a detecção não for precisa, os serviços de emergência podem acabar recebendo muitas ligações de falsas emergências. O desafio é equilibrar essas duas demandas.

Os próprios aparelhos em questão ilustram bem isso. Nos EUA, o dono de um Pixel 4 XL foi resgatado após um acidente porque seu smartphone ligou automaticamente para um serviço de emergência. Já alguns iPhones chamaram o resgate sem necessidade: seus donos não bateram o carro, somente estavam se divertindo em uma montanha-russa.

Com informações: Android Police

Receba mais sobre Samsung Galaxy Z Fold 5 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados