Início » Telecomunicações » Claro compra Nextel por R$ 3,47 bilhões

Claro compra Nextel por R$ 3,47 bilhões

Claro e Nextel têm 26% do mercado; aquisição está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores, incluindo Anatel e Cade

Lucas Braga Por

A compra da Nextel já era especulada há muito tempo, e finalmente aconteceu: o grupo mexicano América Móvil, controlador da operadora Claro no Brasil, fechou a aquisição por US$ 905 milhões, equivalente a R$ 3,47 bilhões. O negócio está sujeito à aprovação dos órgãos reguladores, incluindo a Anatel e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Loja Nextel

A dona da Claro terá 100% de participação na empresa e será a única controladora da Nextel, que antes era dividida em 70% pertencentes à NII Holdings e 30% à AI Brazil Holdings. Os termos do contrato de compra foram aprovados com unanimidade pelo conselho de administração.

O valor de R$ 3,47 bilhões exclui a dívida líquida e está sujeito a alguns ajustes no fechamento, incluindo reembolso em relação aos investimentos em ativos fixos e capital de giro de 1º de março até o fechamento da operação.

Claro chega a 26% de participação com Nextel

Considerando dados de dezembro de 2018, a Nextel possui 3,3 milhões de linhas ativas, o que representa 1,44% do mercado. Somando aos 56,4 milhões de clientes da Claro, a operadora do grupo mexicano consolida sua posição na vice-liderança de clientes com 26,05% de participação. O movimento deixa a TIM um pouco mais distante do segundo lugar, com 24,4% de market share. A líder é a Vivo, que segue isolada com 73 milhões de clientes e 31,9% do mercado de telefonia móvel.

Apesar de ter alguns clientes isolados em outras regiões, a Nextel opera comercialmente apenas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A América Móvil obtém maior vantagem no Rio de Janeiro, onde os 6,9% de market share se somam aos 32,7% da Claro, que já era líder de mercado. A diferença para a vice-líder Vivo chega a mais de 11 pontos percentuais. Em São Paulo, a Claro possui 25,2% de participação e a Nextel possui 3,09%, o que mantém o grupo mexicano no segundo lugar em número de clientes.

Outro aspecto interessante dessa compra é a quantidade de espectro adicional que a Claro passaria a ter. A Nextel possui uma licença nacional na frequência de 2.100 MHz, além de 1.800 MHz em algumas localidades. A Claro possui licenças nacionais de 700 MHz, 1.800 MHz e 2.100 MHz, além de 850 MHz em alguns estados.

Com a integração entre as duas operadoras, os clientes da Nextel se beneficiarão de uma maior cobertura, sobretudo em nível nacional. A Claro mantém presença em 4.219 municípios, sendo 3.822 com tecnologia 2G, 3.863 com tecnologia 3G e 2.201 com tecnologia 4G. A Nextel mantinha cobertura em 410 cidades, sendo apenas 40 municípios com 4G, e contava com um acordo de roaming com a Vivo para entregar serviço nos locais onde não atuava.

Nextel tem prejuízo há anos

Adicionalmente, a Nextel divulgou o balanço de 2018. Sua receita operacional consolidada foi de US$ 621 milhões, com adição líquida de 99,3 mil clientes apenas no quarto trimestre.

O ARPU (receita média por assinante) foi de US$ 14 (aproximadamente R$ 53), que é um valor relativamente alto comparado com a maioria das empresas brasileiras. Isso se justifica porque a Nextel se concentra em planos controle e pós-pago puro, apesar de oferecer opções no pré-pago (Happy).

Ainda assim, a operadora fechou o ano com prejuízo operacional de US$ 42 milhões. Ela também teve prejuízo em 2017, 2016 e 2015.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joao Paulo

Que pena, à algum tempo ouvia-se que alguma empresa de fora tipo a AT&T compraria a Nextel, agora fiquei preocupado, uso Nextel à tempos e sempre funcionou bem a Claro vai estragar a cia, pois vamos combinar a Claro é e sempre foi uma bosta. Fora os que empregos serão perdidos

Marcela Bassi

Alguém quer fazer portabilidade para Claro? mandem os numeros!!! ♥

Marcela Bassi

Alguém quer fazer portabilidade para Claro? mandem os numeros!!!!!!!!!

Marcela Bassi

Alguém quer fazer portabilidade para Claro? mandem os numeros!!!

Duzera74

engano seu, a maioria dos aparelhos de 2015 pra cá aceitam

Thiago Mocci

Eu acharia o máximo, focar a Nextel em planos simples e atendimento. Só a parte de "manter o acordo de roaming com a Vivo" que acho inviável. Só de ser uma MNVO da Claro pra manter os clientes atuais com planos simples e manter a empresa com planos simples, sem "zero rating", "apps gratuitos" e afins, já seria ótimo.

Thiago Mocci

Acho que vão aproveitar o acordo, se já pago, no prazo que ele existir, pros clientes atuais da Nextel. Assim que forem migrados pra Claro e novos clientes, que eles devem colocar direto na Claro, não usa esse roaming.

Sillas Góes

Cara eu acho que sim hahahaha por que em todo lugar que eu vou tem sinal e disponibilidade boa sério. Hoje estou campinas e esta batendo 35mb

Hemerson Silva

Aqui em Cotia/SP é excelente o sinal.

Cazalbé

Vc é um cara de sorte

Sillas Góes

Cara eu moro em Itaquera região periférica de São Paulo e a Tim é muito boa com sinal, acho que falar de Sinal é relativo, depende de vários fatores como lugares especificos. 4G aqui bate 30Mb de dia, de noite 60Mb. Minha unica reclamação é que em estações de metro e trem ( Itaquera e Tatuape por Ex:) a anos a tim não resolve o problema de disponibilidade de internet quando esta em horário de pico. Fora isso esta ok.

Jefferson

A América Móvil tem mais de 20 milhões de clientes Mvo nos EUA. Ela é dona de várias marcas e líder no segmento. Tracfone é a subsidiária dela.

Julio Braga

Ah, entendi.

Marcelo Shimatai de Medio

Olha , lá existem de fato umas 4 grandes operadoras o resto é tudo operadora virtual , que usa a infraestrutura das grandes , igual a operadora dos correios e a finada Porto .

ochateador

Talvez tenha lImite de atuação.
São 51 estados. Se cada estado tiver apenas 1 empresa fornecendo sinal na Banda 3, você já tem 51 empresas.

Exibir mais comentários