Início » Legislação » Grupo quer banir uso de reconhecimento facial pelo governo dos EUA

Grupo quer banir uso de reconhecimento facial pelo governo dos EUA

Para o Fight for the Future, o monitoramento por câmeras de reconhecimento facial é uma ameaça à liberdade

Victor Hugo Silva Por

Cada vez mais comum, o monitoramento por câmeras com reconhecimento facial se tornou alvo de um grupo nos Estados Unidos que defende sua proibição. Na avaliação do Fight for the Future, a tecnologia é "tendenciosa" e "não confiável".

Em seu site, o grupo oferece um formulário para que cidadãos enviem mensagens para congressistas e políticos locais. O objetivo é pressionar pela criação de leis que impeçam o governo de utilizar "esta tecnologia perigosa para espionar o povo americano".

Foto via Pixabay

Entre as críticas apontadas pelo grupo, está a alta taxa de erro de sistemas de reconhecimento facial. O software usado pela polícia de Londres, por exemplo, registrou falsos positivos em mais de 98% dos alertas meses depois de ser implementado, segundo o The Independent.

O grupo também afirma que o monitoramento com reconhecimento facial é invasivo. "Agentes da lei frequentemente pesquisam bancos de dados com reconhecimento facial sem mandados – ou nem mesmo suspeita razoável de que você fez algo errado", diz o site.

Para o Fight for the Future, o reconhecimento é impreciso e falha "sistematicamente" para identificar negros, mulheres e crianças. Além disso, o grupo argumenta que, caso se tornem frequentes, os sistemas de reconhecimento facial serão alvos fáceis para ciberataques.

"Essa tecnologia de vigilância representa uma ameaça tão profunda ao futuro da sociedade humana e à liberdade básica que seus perigos superam quaisquer benefícios potenciais", diz o vice diretor do Fight for the Future, Evan Greer. "Não precisamos regulamentá-la, precisamos bani-la completamente".

E no Brasil?

Por aqui, estados como Rio de Janeiro e São Paulo começam a adotar sistemas em grandes eventos e no transporte público. O governo fluminense informa que suas câmeras identificaram aproximadamente 8 mil pessoas foragidas, suspeitas ou desaparecidas no Carnaval devido ao reconhecimento facial.

Para chegar a esse número, o sistema verificou 3 milhões de rostos. Porém, no início de maio, quando os dados foram divulgados, a identificação levou a apenas 10 prisões. Além de identificar pessoas, as câmeras instaladas por Oi e Huawei também conseguem verificar placas de carros.

Enquanto isso, em São Paulo, o plano é usar reconhecimento facial no transporte público. O Metrô abriu um edital para a compra de um sistema de monitoramento para três linhas com o objetivo de aumentar a segurança.

Segundo a companhia, o sistema também poderá identificar e rastrear objetos, além de detectar a invasão de áreas. A licitação ocorre meses após a ViaQuatro, concessionária da Linha 4 - Amarela, ser obrigada a desligar telas que analisavam reações faciais de passageiros a anúncios.

Com informações: Naked Security.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jorge Luis

como vc deve ter lido no meu comentário, disse que o que tentamos até hoje não deu certo. Não sei se o estado chega até você de forma eficiente. A minha realidade é a de que pago para o estado fornecer saúde, educação e segurança. e ainda assim tenho que pagar escola, plano de saúde e seguro do carro, fora sistema de segurança na casa. Pago duas vezes por tudo. E vejo que o sonho dos mais humildes é ter um simples plano de sáude ou pagar escola para o filho.

Já estamos há mais de 30 anos tentando o que foi proposto na constituição, no entanto a corrupção e a ineficiência do estado nos deixaram num lamaçal de pobreza.

E pelo o que eu ouvi falar(mas não fui conferir), os países nórdicos enriqueceram com o livre mercado, depois decidiram distribuir a riqueza, e alguns já estão até revendo isso.

Ricardo - Vaz Lobo

Sou cria do capão redondo. Graduado em quebrada na em João Silva.

zephyr1an

eu acho que isso é radicalismo, pois pega um princípio abstrato e o aplica a todas as situações possíveis

fato é, o mundo real é complexo e matizado...o que isso quer dizer, no caso ? existiram e existem muitos tipos de estado, e na época atual o contra-exemplo daquelas afirmações gerais de que "o estado é mau" está à vista de todo mundo: os estados de bem estar social na Europa...os países nórdicos, em especial, passaram a maior parte do século 20 sendo governados pela social-democracia, e são os países (em geral) com melhores índices de vida e satisfação que existem

zephyr1an

o maior problema vai continuar sendo sempre o abuso de poder...sempre vai ser possível arranjar algum pretexto para o abuso de poder...casos típicos: "desacato às autoridades", "auto de resistência à prisão", etc

zephyr1an

"cultura agressiva das autoridades
pelo jeito você nunca ouviu falar de um país chamado Estados Unidos...

Jorge Luis

Ainda bem que em uma democracia cada um pode decidir por si próprio o que acha mais importante ou não. E quem se sentir lesado pode reclamar, invocando o artigo como vc bem falou.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

A função do Estado é garantir os direitos constitucionais e lá no art. 5.º, inciso X deixa bem claro o direito a privacidade.

Direito a propriedade privada é só um dos direitos e nem é o mais importante.

Jorge Luis

eu acredito que a maior função do estado é garantir a propriedade privada das pessoas. Isso inclui evitar que cometam crimes e punir aqueles que cometem, portanto faz sentido, na minha opinião.

Levando isso em conta, o estado seria muito menor e tomaria muito menos dinheiro das pessoas(especialmente dos pobres) para cumprir sua função.

Ainda aceito que o estado organize saúde, educação, infraestrutura e poder judiciário, mas ainda assim acho que ele pode envolver mais a iniciativa privada nisso(ex: vouchers na educação).

O que temos feito até hoje no meu entender não deu certo, acho normal querermos tentar outras visões fora a predominante. Você não acha?

Deealt Noubeza ( ͡° ͜ʖ ͡°)

no tecnoblog não é nada novo.

depois de um tempo você acostuma e ri.

gust4v8

problema dela, azar o dela... a segurança e a tecnologia não podem parar por casos
pontuais de alguns pelo mundo ou alguma cidadezinha decadente sem estrutura nenhuma como o rio... esses casos vão se resolvendo a medida que
acontecerem.

gust4v8

problema seu, a segurança e a tecnologia não podem parar por casos pontuais de alguns pelo mundo... esses vão se resolvendo a medida que acontecerem.

Fábio

Ele certamente mora no Subúrbio carioca, querido.

Se fosse assim na Zona Sul ou Barra da Tijuca, os ricos já teriam ido morar na sua "segura" SP.

Qohen Leth

Eu acho importantíssimo reconhecimento facial em lucais públicos e é algo que deveria ser até que obrigatório.

Não quer ser reconhecido ou aparecer por alguma razão: você pode morar no interior ou em algum local onde não há a tecnologia.

Qohen Leth
Embora seu rosto seja totalmente diferente inclusive sua cor (branca)


sendo eu preto, fico aqui indagando: como é possível duas pessoas terem


mesmo nome e sobre nome idênticos?

Você sabe que, no Brasil, há milhares de João da Silva, né?

Homônimos são absurdamente normais aqui, ainda mais dentre a população de baixa renda

Qohen Leth
Eu temo as coisas bestas que faço e nem reparo.

Então não saia de casa ou viva em um local isolado.

Exibir mais comentários