Início » Celular » Samsung promete smartphone dobrável para novembro

Samsung promete smartphone dobrável para novembro

Celular com tela flexível pode ser apresentado na conferência da Samsung para desenvolvedores

Paulo Higa Por

Eu me lembro de ter ouvido os primeiros burburinhos sobre um smartphone dobrável da Samsung em 2013, quando a empresa apresentou uma tela flexível. Diversos rumores surgiram desde então, mas parece que agora vai: o CEO da Samsung Mobile, DJ Koh, revelou à CNBC nesta terça-feira (4) que o aparelho deverá ser apresentado em novembro, durante uma conferência para desenvolvedores.

Galaxy S9

Koh não informou nenhum detalhe específico do produto. Aqui, existem duas possibilidades: a Samsung pode revelar um celular que possui duas telas, com uma dobradiça no meio (espero que não); ou um aparelho com uma tela única dobrável, que poderia ter o tamanho de um smartphone quando dobrado, ou de um tablet quando desdobrado (o mais provável).

À CNBC, Koh disse que uma das preocupações é apresentar uma utilidade para um celular dobrável: “Mesmo desdobrado, que tipo de benefício isso traria comparado ao tablet? Se a experiência desdobrada for a mesma de um tablet, por que os consumidores o comprariam?”. O objetivo é fazer com que os usuários pensem “este é o motivo pelo qual a Samsung fez isso”, segundo Koh.

As informações do Wall Street Journal davam conta de que o produto seria revelado só em 2019, teria display de 7 polegadas quando aberto e poderia doer no bolso, com preço na casa dos US$ 1.500 — acima dos US$ 1.249 do Galaxy Note 9 de 512 GB, que chegou ao Brasil por R$ 6.499. No entanto, parece que os planos da Huawei de também anunciar um smartphone dobrável fizeram a Samsung se apressar.

Você compraria um?

Foco da Samsung no Galaxy A e Bixby mais aberta

Bixby

Além do smartphone dobrável da Samsung, deveremos ter mais algumas novidades no evento de desenvolvedores em novembro. A primeira é uma Bixby mais aberta: os aplicativos de terceiros poderão suportar os comandos de voz da assistente pessoal da Samsung, e os desenvolvedores terão acesso a um kit de desenvolvimento e uma API para integrar seus softwares à plataforma.

A outra novidade é que talvez vejamos novos smartphones intermediários, da linha Galaxy A. Isso porque a empresa está mudando sua estratégia para “focar nos millennials que não podem comprar um flagship”, segundo Koh. A ideia é trazer “tecnologia e diferenciação” começando pelos intermediários, em vez de lançar novidades nos topos de linha e só depois levá-las aos segmentos mais baixos.

Pode ser uma mudança importante em um momento em que a Samsung enfrenta mais dificuldades no mercado de smartphones — ela continua liderando o mercado, mas as vendas do Galaxy S9 não foram boas e o lucro da divisão de dispositivos móveis caiu 34%; enquanto isso, as chinesas Huawei e Xiaomi estão crescendo, em parte devido aos celulares com preços mais competitivos em mercados como China e Índia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

zoiuduu .

Se a apple lança notch e vira moda, se ela lança esse bucho aí, as outras copiam kkk

Vitor Gyn

"tela flexível"

Robert Rey

Vai ficar apitando em todo comentário é, seu trenzinho boiola?

Ronaldo Rodrigues

Dá-lhe China!

J Janz

"Se a experiência desdobrada for a mesma de um tablet, por que os consumidores o comprariam?"

Porque não dá pra colocar um tablet no bolso da calça?... Bom, tvz dê em algumas mas eu não recomendaria... https://uploads.disquscdn.c...

O que eu gostaria é exatamente que ele seja um s9(+, tvz) que pode se desdobrar horizontalmente, no lado mais longo (e não verticalmente, como um flip-phone), e que só tem 1 tela contínua que está dobrada pra fora (de novo, ao contrário de um flip-phone) e, desdobrado, seja exatamente um tablet, isto é, só a mesma experiência que eu estava tendo com o telefone mas com a tela maior. Basicamente o que o protótipo da Lenovo parecia propor de funcionamento. https://uploads.disquscdn.c...

ωαท∂єrℓєy ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

não entendo como funcionária um smartphone "dobrável", se não for através de "dobradiças" como cita o texto... imagino eu que sem "dobradiças", ao desdobrar a tela ficaria com um "bucho" horrível no meio. Fato é que sem dobradiças ou não (pode até ter alguma utilidade "inútil" ou até mesmo diferenciada) mas que ficará feio ficará (opinião pessoal)...

Acho que só será mais um tablet da vida... que só teve "arranque" mas estão aí tudo morrendo (a não ser que seja um ipad ou um surface da vida) esse aparelho pode até "achar" o seu público específico como o Galaxy Note achou... mas na minha singela opinião será algo que já nascerá morto.

OBS: também não sei se ao lançar um produto novo no mercado a Samsung teria capacidade de ditar tendências como a Apple... uma empresa pode até lançar ao "revolucionário" mas as vezes só pega mesmo quando a Apple entra no jogo. Exemplo disso é o próprio Galaxy Note que é um produto bom e "diferenciando"... mas nunca deu um "boomm" para outras fabricantes se convencerem e lançarem um produto semelhante... já no caso da Apple um simples e famigerado notch fez um mercado quase inteiro aderir.

João Almeida
João Almeida

0 utilidade

Maicon Bruisma

E pq não pode ser um smartphone mesmo, só que dobrável?
Esse link mostra o que falo:

https://www.instagram.com/p...
Não dá pra ser apenas um smartphone que podemos deixar menos espaçoso quando guardamos? Basta ver que, com a nova proporção de tela e os tamanhos aumentando, os aparelhos mal estão cabendo nos bolsos, ficando o topo para fora, exposto.

mpcasais

[Off

Carlin

Ainda bem que o ponto mais importante não é a tecnologia em si, mais sim na utilidade da mesma! sinceramente até agora vejo mais problemas do que beneficios.

- A bateria
- Os componentes internos
- Então sera possível dobrar ele em um ponto especifico... e o mecanismo vai aguentar todo esse "abri e fecha"?

ばか

Quem não gosta de Notch.

Renan Alves

jogar nas mão dos desenvolvedores é seguir o mesmo erro da da microsoft com o windows Phone, quando digo criar mercado estou falando de criar mercado com algo realmente útil, esse celulares dobráveis não tem futuro, sem falar que fazer alguém gastar uma boa quantidade de grana só porque o celular dela vai dobrar e difícil e demorado demais, a unica coisa que faz sentido e a samsung tá criando esse tipo de smart pra guardar patente,

Tori

Renan,
É isto que a samsung quer fazer: criar um novo mercado.
Apple dita tendências, as outras criam mercados (como Microsoft com os 2-em-1, Samsung com as telas gigantes e Note e por ai vai).
Eles não apostariam em uma ideia que iria ter fracasso, por isso querem apoio dos desenvolvedores para começar a mexer os pauzinhos nesse projeto.
E lembre-se, Samsung produz as próprias telas, ela não necessita copiar a apple.

https://uploads.disquscdn.c...

Renan Alves

se a própria samsung não acha uma real utilidade pra isso não sera os usuários que o faram, eles antes de criar algo deveriam criar um mercado, nisso a apple é boa, lançaram aquela coisa boçal no novo iphone e todas começaram a copiar,

Exibir mais comentários