Início » Celular » eSIM: como funciona a nova geração do chip de celular

eSIM: como funciona a nova geração do chip de celular

Entenda como será o futuro da telefonia celular sem o chip convencional; novo padrão de SIM Card está no iPhone XS, XS Max e XR

Lucas Braga Por
TB Responde

Há muito tempo que se discute o futuro do SIM Card, aquele chip de operadora que você coloca dentro do celular. O futuro será um mundo sem chips, ou melhor, sem chips removíveis: o eSIM é um padrão que já existe e começou a dar as caras no Brasil. Descubra como o chip virtual funciona, quais operadoras utilizam e suas vantagens e desvantagens.

Por que acabar com o chip removível

O chip é primordial para a conexão do dispositivo com a operadora: entre menus, espaço para contatos e mecanismos de segurança está o IMSI (International Mobile Subscriber Identity), uma identidade que contém as informações necessárias para que o celular funcione com o seu número, com o seu plano e para que ele se conecte à rede de telefonia. É uma das principais vantagens do padrão GSM, porque facilita a troca entre um aparelho e outro: ao comprar um novo celular, basta colocar o chip; seu número e plano já estarão prontos para uso.

Só que, a cada ano, as fabricantes de smartphones precisam de mais espaço no celular para colocar componentes como sensores, processadores e mais bateria. O chip removível ocupa bastante espaço, mas era obrigatório para o funcionamento do celular. Além disso, o tamanho do SIM Card e todo o mecanismo para inseri-lo é uma barreira para adicionar conectividade a dispositivos menores, como relógios e módulos de comunicação para a Internet das Coisas.

A grande verdade é que o chip não vai acabar, e sim deixará de ser removível. O eSIM nada mais é do que uma espécie de SIM Card embutido no dispositivo e que não poderá ser trocado com facilidade.

Como funciona o eSIM no iPhone

Por ser uma tecnologia relativamente nova no mercado de consumo, o eSIM ainda está restrito a pouquíssimas operadoras e dispositivos. Os primeiros smartphones de uma grande fabricante a embarcar com uma solução de eSIM são o iPhone XR, XS e XS Max, que também possuem a bandeja para um SIM Card convencional. Isso permite que o celular opere com duas linhas celulares ao mesmo tempo, sem a necessidade de uma bandeja para dois chips.

É possível configurar o eSIM de duas maneiras: através de um aplicativo, ou inserindo informações fornecidas pela operadora. A primeira opção é feita seguindo o caminho Ajustes > Celular > Adicionar Plano Celular. Isso permite que o cliente contrate o serviço de uma operadora sem ter que se dirigir até uma loja, e sem procurar um chip.

Já a segunda opção envolve escanear um QR Code ou digitar o endereço SM-DP+, o código de ativação e um código de confirmação, quando aplicável. O SM-DP+ é um padrão estabelecido pela GSMA que adiciona ao eSIM as informações do IMSI, que é exatamente a mesma identidade presente nos SIM Cards convencionais. Feito isso, o dispositivo já provisiona a linha da operadora e permite ao cliente utilizar o serviço.

O eSIM também está disponível no iPad Pro de 11 polegadas e no iPad Pro de 12,9 polegadas (3ª geração) lançados recentemente, na versão Wi-Fi + Cellular.

Vantagens e desvantagens

O eSIM pode parecer uma tecnologia ingrata ao olhar pela primeira vez: a flexibilidade de trocar de operadora a qualquer momento é uma das maiores vantagens do SIM Card convencional. No entanto, existem algumas vantagens que podem se sobressair:

  • a tecnologia permite contratar planos e mudanças de operadoras diretamente no dispositivo, sem a necessidade de se dirigir a uma loja ou comprar um chip pela internet;
  • durante viagens internacionais, será possível contratar planos de uma operadora local, evitando tarifas caras de roaming;
  • caso você tenha seu celular perdido ou roubado, outra pessoa não conseguirá remover o chip para inibir o localizador.

Quais operadoras já usam o eSIM no iPhone?

A tecnologia ainda é novidade, e por isso ainda é pouco utilizada no mundo. De acordo com a Apple, o serviço já está disponível em algumas operadoras da Alemanha, Áustria, Canadá, Croácia, Hungria, Índia, Reino Unido e República Tcheca, e chegará em breve aos Estados Unidos e Espanha.

O Tecnoblog entrou em contato com as principais operadoras brasileiras logo após o lançamento dos iPhones XS, XS Max e XR:

  • a Vivo foi a primeira a se manifestar e prometeu a adoção da tecnologia: "a Vivo é guiada pela constante inovação e alta qualidade dos seus serviços e já está trabalhando para oferecer a funcionalidade do eSIM para seus clientes".
  • a TIM nos disse que "irá garantir o funcionamento dos novos iPhones homologados pela Anatel e vendidos pela Apple no Brasil com o SIMCard 4G TIM. Ainda não temos informações a respeito do funcionamento da tecnologia eSIM dos novos produtos e como será empregado o uso do Dual SIM nesses modelos". No entanto, ela respondeu ao Teletime nessa semana que "em breve teremos compatibilidade não só com essa solução, mas também com o Apple Watch que já está sendo vendido no Brasil".
  • a Claro não respondeu ao e-mail do Tecnoblog, mas disse ao Teletime que está trabalhando para oferecer a tecnologia aos seus clientes. A verdade é que, no Brasil, a Claro é a pioneira no eSIM, mas funciona apenas no Apple Watch, com funcionamento diferente de uma linha convencional, uma vez que se trata de uma extensão de um número já utilizado no iPhone.
  • A Oi preferiu não responder aos questionamentos do Tecnoblog, mas disse ao Teletime que "tem realizado estudos sobre a tecnologia eSIM para avaliar a melhor forma de disponibilizá-la a seus clientes".

Você pode usar o eSIM com a operadora virtual Truphone

Se você já possui um iPhone XS, XS Max ou XR, já pode aproveitar a tecnologia. Embora nenhuma companhia brasileira ainda ofereça suporte, a operadora virtual Truphone permite contratar planos que funcionam em 80 diferentes países, incluindo Estados Unidos, Europa, Ásia, Oceania e boa parte da América Latina.

O serviço comercializa apenas planos de dados, ou seja, não é possível fazer ligações com o Truphone. Existem três planos:

  • 300 MB, válidos por 1 dia: US$ 7
  • 1 GB, válidos por 30 dias: US$ 18
  • 3 GB, válidos por 30 dias: US$ 49

O MacMagazine utilizou o serviço, que no Brasil funcionou com a operadora Oi. O Truphone também está disponível para quem possui um iPad com eSIM ou com Apple SIM. O único porém é que não está disponível na App Store brasileira, mas é fácil criar uma conta americana ou europeia para baixar o aplicativo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Orlando Dias da Silva
o eSim vai trazer mais segurança pra o cliente
Orlando Dias da Silva
Estou ansioso pra usar o eSim, pois quem viaja muito as vezes sofre com a questao de roaming
Sergio
E vender planos próprios! 😅👌😱
Sergio
Apple e Samsung querendo vender planos de celulares, como já divulgado a tempos atrás e as operadoras ficaram com a pulga atrás da orelha. Só questão de tempo. Anota aí os números da Mega sena! 😅👌😂
Sergio
MELHOR APLICATIVO DO MUNDO. TINHA EM UM IPAD SEM 4G ERA PICAAAA, INVENTARAM ALGUMA NORMA DE FUDER O APLICATIVO. 😱
Eduardo C. Queiroz
Pensando por esse lado tu tem toda razão. Porém seria interessante se eles fizessem um esquema onde ainda podemos ter nossos chips físicos e com o desenvolver dessa tecnologia podemos ter um chip / cartão virtual, o mesmo que ocorre com cartão de crédito, na qual tu tem o teu físico, mas os bancos disponibilizam outro (com numeração diferente) para tu usar em compras online. Isso permitiria que ainda pudêssemos usar o chip físico em nossos aparelhos mais simples, baratos etc, e o aparelho "top" de linha ainda com o mesmo número de "telefone". Não é muito diferente da tecnologia / aplicativo que a Vivo infelizmente encerrou "Vivo Tu Go", eu poderia baixar em tablets, outros aparelhos e quando alguém me ligava (no número) todos tocavam, claro, desde que eu estivesse com os demais Gadgets conectados a internet. Mas seu diferencial era que o remetente da ligação ligava normal, sem acesso a rede de internet, mas eu conectado na mesma recebia em todos. N sei se ficou claro kkkk.
@Sckillfer
"Sim, ele pede o e-mail do usuário anterior, mas não é algo seguro como no iPhone, só ver [online
Em celular atualizado não rola isso.Tenho android no Pie e ninguém conseguira fazer wipe sem a minha senha de desbloqueio pra entrar no adnroid e se nao tiver senha, ele vai precisar da minha senha do email. e mesmo que ele consiga instalar uma ROM alternativa ou original, ele nao vai conseguir usar o aparelho enquanto nao cadastrar o meu email.Isso ja é assim a um bom tempo mas a maioria ainda pensa que o android esta parado em 2013 cm relação a segurança.
João Roberto
Você pode acessar sua conta do Google no computador, ir em 'meus dispositivos' escolher o celular roubado e mandar um comando que limpa todos os seus dados, mas não é muito eficaz, ele só impede de utilizarem seus dados (apps etc) mas o telefone continua funcionando .
Destróier
Ou seja, traduzindo o que está escrito nas resposta das operadores: Senta e espera, ou melhor, deita para não cansar. Brasil é uma piada mesmo.
Tecnologia
Que venha logo para todos os sistemas operacionais,seja ele qual for android,iPhone...e tudo mais...ja éra tempo para funcionar em todos.
disqus_DByNdCxMqv
RaphaelDDL why
William Leal
Pros cabra veio como eu, vem à mente a saudosa tecnologia CDMA, onde o aparelho era 'preso' a um numero e ponto final. Pra fazer essa troca, só via operadora. O sinal era absurdamente estável e a gente conseguia falar mesmo dentro de tuneis mais longos, elevadores, meio do mato, etc. Pena que parece que a banda não era assim tão suficiente pra oferecer outros serviços simultâneos como 3G, 4G, etc e coisa e tal. Mas o eSim dá uma baita sensação de dèjá vu :-D
Fábio Net
mesma tecnologia antiga do CDMA e TDMA mesmo sistema antigo usado pelas as operadoras.
RaphaelDDL
> o que vc faz com essa informação?Chamo o Batman! Que pergunta, oras!?Se o cel foi desligado quando te roubaram, você não sabe para onde foi e GG. Se desmontaram em algum prédio ou algo, você já tem alguma informação extra (camera, porteiro, morador, etc) que a polícia poderia usar.Obviamente, não vai funcionar no Brahuesil no final pois se for algum morro, a policia vai dizer que não vai subir morro por um celular, mas se for algum predio/loja/qualquer coisa não-favela, tem como fazer algo.
Felipe Braz
Ok, vc obtém a posição via find my iphone até ele chegar a algum lugar com as ferramentas certas... o que vc faz com essa informação?
RaphaelDDL
Correto. Porém o malaco comum não anda com um kit de chave phillips 0.8mm no bolso para retirar a bateria assim que roubar e assim impedir que seja rastreado pelo Find my Phone.O que me irrita é poder desligar o celular sem nenhuma confirmação e/ou autorizacao via pin/senha, assim inibindo a principal funcionalidade de achar o telefone quando é perdido/roubado.
Felipe Braz
Não tem nada que impeça de verdade de desligar o celular... na pior das hipóteses é só remover a bateria que é poweroff na hora.Mesmo com bateria embutida, é só abrir o aparelho e retirar.
Jaciel Gonçalo
Boa a ideia. Gostaria que a ANATEL obrigasse todas as fabricantes que queiram vender no Brasil a utilizar um sistema de rastreamento de aparelhos ligados à ela e a segurança publica, mantendo o GPS e a rede de internet em espera, que funcionasse quando no roubo o proprietário ativasse a tal rede e o aparelho mesmo desligado transmitisse sua posição, claro que com bloqueio de Bios, todos os botoes, USB e ainda uma senha criptografada em 256 bits, que só poderia ser enviada para desbloqueio pela operadora após confirmação. E uma multa por perder, esquecer, cair seja lá onde que for... porque já que não servirá para mais nada, a multa valor padrão 50 reais, serveria para quem o encontrar postar nos correios para uma empresa ligada a ANATEL em cada estado e essa empresa devolveria, e quem encontrou um desconto em um novo ou metade desse valor em créditos no seu próprio ou outra ideia qualquer....Acho que viajei demais rsrsrsr.
João
É diferente porque era necessário ir até a operadora, mas entendo a lógica.Agora você pode fazer baixando um app.E o melhor você pode ter quantas quiser, mas só um por vez.Então você pode baixar um app da Vodafone fazer uma plano e quando chegar no local você escolhe se Sim.É de fato como existisse um número indefinido de sim card virtual com você.Você pode tem um sim da Tim, claro, vivo, oi. (esperando elas disponibilizarem)Vai viajar escolhe teu plano daqui. isso é bacana
RaphaelDDL
hahahah caraio, eta noisAinda vai demorar uns anos pra ter um preco acessivel para um malaco, mas pqp anyway, o produto ja existe hahahNice find xD
Thiago Alvarenga
rapaz, e não é que existe?Claro! tem um uso muito apropriado, impede várias formas de rastreamento, eu queria..https://www.faradaydefense....
Celso
O e-SIM, se eu entendi bem, é basicamente um retrocesso a como era (e é, ainda) aparelhos que trabalham nas redes CDMA e TDMA, onde cada aparelho vinha com um número de telefone cadastrado.Mesmo se a vantagem agora é seguir utilizando o mesmo número, independente do aparelho, nem isso parece ser muita novidade, já que (se eu não me engano) já era possível fazer isso antigamente, só que de forma menos prática.
Lucas Madruga
O problema dessa roubalheira de celulares Android(não vou argumentar como algo 100% pois há quem roube para vender as pecpe) é em parte culpa da população, quando tem seu celular roubado ninguém liga para bloquear, acham que é só formatar ou instalar uma custom ROM que o celular fica novo sem risco de ser rastreável.Fora os receptores (para não dizer algo pior) que compram mesmo sabendo que é fruto de um roubo.
Cristina Nascimento
Poxa fico feliz em saber disso. Aos poucos essa pouca vergonha vai acabar.
Zé Colmedia
Não é mais possível usar IMEI de outro aparelho. Ou seja, bloqueou já era.
Cristina Nascimento
O aparelho tinha q virar um peso de papel tb ou ficar vinculado ao antigo dono, como são os iPhones. O imei é bloqueado mas os caras conseguem por outro e o celular fica pronto pra uso. O q mata são essas gambiarras, por isso os roubos aumentam.
Zé Colmedia
Imagine o seguinte, você chegou em casa e esqueceu o celular no trabalho. Porém, você tem um celular sem uso guardado no guarda roupa (ou até mesmo usar o celular de um familiar). Você mora a quilometros e não tem como pegar o aparelho, mas tem algumas ligações importantes pra receber à noite. Bastará você logar no 2º celular e realizar ou receber ligações normalmente. Isso será muito bom.Celulares dual sim séra permitido logar em 2 contas diferentes. Daí o celular do seu parente usará um eSim dele e a outra linha você loga sua conta.Tem muitas outras vantagens.
Zé Colmedia
A ANATEL já está fazendo sua parte bloqueando permanentemente todos os celulares com restrição no País. Até o primeiro trimestre de 2019 todos Estados estarão cobertos por esta maravilha. Perdeu ou teu celular ou foi roubado? Ligue para a operadora e peça o bloqueio, não precisa ter o IMEI anotado, a operadora já tem vinculado teu número ao IMEI do teu celular perdido/roubado.
Zé Colmedia
Não será possível, o sistema não permite dois IMEIs para o mesmo número celular.
Zé Colmedia
Você poderá escolher qualquer operadora é só por login e senha.
RaphaelDDL
HUAHUAHUAHUAao menos a mochila a gente ia ver de longe "ó, aquele cara tem a mochila Faraday, run to the hills, é ladrão!"
Thiago Alvarenga
ai rapidinho a China ia fabricar uma mochila de Faraday, você joga o cel lá dentro e ele não funciona
RaphaelDDL
> desliga o celularIsso é algo que eu particularmente acho que deveria pedir para destravar a tela para ser concluido. Não tinha que ser possível desligar sem senha, assim o nego que roubar não conseguiria desligar e poderíamos ver pelo Find my Phone :/No iOS9 quando eu tinha jailbreak, eu tinha um plugin que adicionava senha para desligar, e quando erravam a senha (para destravar ou desligar), o plugin tirava foto com a camera da frente e mandava email para mim com a geolocation e a foto. Era fino isso.
Fábio Moser
Entendo...
Fábio Moser
Eu era pequeno na época, não sei como funcionava, mas não tenho dúvidas que não existiam as facilidades de hoje.
Thiago Alvarenga
desliga o celular e vende as peças pro fulando da esquina que conserta aparelhos. É isso que fazem com iphone
DumbSloth87
Sabe o que essa gente que não bloqueia o celular tem né?
André Tanaka
O que acontece se tentar cadastrar o mesmo eSim em dois celulares diferente?
Kodos Otros
Tá.
@Sckillfer
Sim, ele pede o e-mail do usuário anterior, mas não é algo seguro como no iPhone, só ver a quantidade de esquemas pra contornar isso e não se aplica a telefones antigos (muito menos a custom ROMs) que JÁ tinham processador capaz de bloqueio por hardware (tanto que o finado Windows Phone faz uso desse hardware).Além disso o device manager sequer consegue localizar o aparelho se ele tiver com o GPS desligado (mas triangulação ligada), sendo que... É SÓ LIGAR O GPS!
Alexandre
Eu achava que o wipe resolvia, mas pelo que falaram aqui num android atualizado, quando ligar ele pede o email do usuario anterior. Vou fazer uns testes, mas acredito que com o wipe resolve. Se nao resolver, sempre e possivel reinstalar a room.
@Sckillfer
Vai sair com o telefone mais simples pra não ser assaltado? Que pena, nada de chip pra você.Acabou a bateria? Que pena, nada de por o SIM em outro aparelho.A gente sabe muito bem que a ultima coisa que eles querem com o eSIM é liberar espaço útil, querem é um telefone mais fino e lacrado como tem sido com a P3, a própria Apple é a responsável pelo nanoSIM exigir uma bandeja ocupando espaço, já que recusou o design da Nokia+Motorola+Blackberry que dispensava a bandeja sendo auto-ejetável.
@Sckillfer
Google é uma piada, daí colocam um NOVO chip especificamente pra secure enclave no Pixel sendo que nem o JÁ EXISTENTE do Snapdragon ela usa.
@Sckillfer
Android é só dar wipe, podem inventar um GSM com GPS integrado que ainda vão ser facilmente roubados graças a má vontade da Google em usar as tecnologias já existentes.
Baidu feat MC Brinquedo
O cara deve estar desatualizado.Basta alguns minutos no YouTube e você mesmo (com as ferramentas corretas) faz o desbloqueio. Se tiver preguiça é só ir no centro da cidade que vai ter algum camelô fazendo isso.
Baidu feat MC Brinquedo
iPhone sem iCloud = Peso de papel.
Baidu feat MC Brinquedo
Sem o iCloud é impossível (escrevi isso em 07/11/2018 caro viajante do passado) utilizar um iPhone, isso por si só já é segurança suficiente (viu Google) pro seu aparelho.
Eduardo Papa
Xi nenhum dos dois estão errados e nem certos, pois enquanto poder desligar os aparelhos sem usar Touch ID , Face ID, desenho padrão, senha, e qualquer merda de segurança que inventarem, não adianta nada. Criou-se uma camada a mais de segurança no iPhone por ser obrigatório o Apple ID. No Android, não se todos os aparelhos, agora exigem autenticação de e-mail..
Matheus Siqueira Moreno
Galera, vamos a boa e velha interpretação. A Apple não sacrificou nada para por o eSIM. O que o redator do texto quis dizer, é que com o slot de SIM fora, as fabricantes teriam mais espaço para por componentes novos ou simplesmente simplificar mais ainda as mini placas lógicas.
Keaton
300 MB, válidos por 1 dia: US$ 71 GB, válidos por 30 dias: US$ 183 GB, válidos por 30 dias: US$ 49Esses valores já são ridiculos se fossem em reais, mas são em dolar... wtfplzVoltando ao eSIM, quantos eSIMs eu posso ter por celular? Se for apenas um, posso trocar como eu quiser? (ficar pulando de um pra outro. Algumas pessoas precisam de mais de um numero e comprar/carregar três aparelhos é no minimo ridiculo...)
Alexandre Salau
Lembra como era fácil trocar de operadora e manter o mesmo número e aparelho?
Alexandre Salau
Tendo a concordar exceto pelo fato de que eu creio que nem 1% dos usuários usam algo como o Cerberus. Se os meliantes fizerem um treinamento básico sobre o assunto tb já deveriam sair de casa com um saquinho me malha metalica pra colocar o celular dentro (não estou dando ideia mas ...).
robsonc
Mas ai no caso (se você tiver um eSim e um bom Cerberus) até lá já deu tempo de acionar o rastreador. Bandido não anda com laptop e cabo usb do lado. (e a maioria não sabe nada do que ta fazendo).
Cristina Nascimento
Amém, Senhor!
Cristina Nascimento
Só li vantagens, cadê as desvantagens? Será q vai freiar o roubo de aparelhos celulares no Brasil?
Bruno Sousa
Então... 🤦‍♂️O novo e-SIM entrou na jogada graças a evolução do tamanho dos componentes internos, principalmente o novo processador de 7 nanômetros.Não há que se falar em "sacrifício". Já te explicaram isso várias vezes, inclusive o @filipeespsito:disqus te mostrou o tamanho que o e-SIM ocupa na placa do iPhone XS, mas você simplesmente não quer entender. 🤷‍♂️
Alexandre
Android atualizado... Quase ninguem
Kodos Otros
Então.....
quem tem celular android atualizado tambem terá essa vantagem.
Bruno Sousa
Você sabe que os componentes internos evoluem, correto? Sabe que o novo processador tem apenas 7 nanômetros, certo?
Kodos Otros
Então já tinha espaço antes pra mais bateria e simplesmente nunca colocou?
Bruno Sousa
Nada.
Daniel Ribeiro
Ai não sei... Eu parei no Android 4 ponto alguma coisa... Na época o Google não tinha nenhuma solução nativa.
Gaius Baltar
E é.
Zanac_Compile
Um telefone sim, não um iphone...
Fábio Moser
Eu tava pensando nisso mesmo, antes dos modelos GSM ninguém usava "chip" e ainda aparecia nosso nome da tela rs....
Fábio Moser
Tem algum Android que faz isso tbm será? :-(
Marvels
se tiver com update de segurança mais novo não vai. Agora se pegar com update de segurança de 6 meses atrás ai vai. Se vc pegar um s8 ou s9 com update de outubro por exemplo vc não vai conseguir.
Alexandre Salau
Mas isso não tem a ver com o eSim, é só aquela questão de poder dar a desculpa de que vai diminuir o desempenho do aparelho daqui um ano pro pessoal ter que comprar um novo.
Alexandre Salau
Não é muito complicado superar essa barreira usando um cabo USB e alguns aplicativos, tem gente que ganha grana desbloqueando contas do Google, coisa de 5 minutos.
Filipe Espósito
Sim, reduziu, caiu de 2716mAH (iPhone X) para 2658mAh (XS normal). Não faço ideia do motivo, talvez tenha relação com a câmera que ficou um pouco maior do que no X, mas provavelmente não é relacionado ao eSIM.
Alexandre
Eu conheço vários, mas de qualquer forma, estava pensando em celulares em geral e não apenas em iphones
Daniel Ribeiro
"Muita gente" é bem relativo... No iPhone você é praticamente obrigado a cadastrar o seu Touch ID logo que tira ele da caixa. Pessoalmente, nunca vi ninguém que tenha optado por desligar a tela de desbloqueio do iPhone.
Kodos Otros
Mas parece que mesmo assim a Apple diminuiu a já famigerada bateria, procede?
Jairo ☠️
Tendência global interessante , principalmente no quesito segurança , aguardemos.
Filipe Espósito
Cara, o tamanho do eSIM provavelmente é algo irrelevante ao ponto de terem que cortar alguma coisa pra ter os dois. Na imagem da placa do iPhone XS, o eSIM é o destacado em amarelo.https://uploads.disquscdn.c...
Alexandre
Muita gente não bloqueia o celular. E dá para apertar 2 ou 3 botões, dar um wipe isso, wipe aquilo, resetar tudo e tirar o bloqueio de tela
Marvels
em celulares mais novos top de linha inclusive android isso não existe mais se tiver atualizado. Se vc entrar no modo recovery, resetar o celular na primeira inicialização ele vai pedir o e-mail do antigo dono, e ele não consegue colocar uma versão software mais antigo onde tem alguma vulnerabilidade, pois a samsung por exemplo não aceita instalar um software mais antigo pelo odin
Marvels
o samsung não tem isso, ele tem é forçar o reinicio, então se vc segurar o botão power por 10 segundos ele vai reiniciar novamente e vai voltar para a tela de bloqueio, não adiantando.
Will
tentei aqui de todas as formas e não funcionou, mas pode ser pq eu configurei o Cerberus para impedir isso tb (sem root)
Daniel Ribeiro
Pelo que sei o jeito de desligar o Samsung é exatamente igual ao do iPhone: Segura o botão do volume para baixo e o Power ao mesmo tempo por alguns segundos. Dessa forma não é preciso desbloquear a tela.
Will
o meu Samsung não permite o desligamento com a tela bloqueada
Will
pensei exatamente a msm coisa
DiEGO CASTILHO
Pior q foi isso mesmo!
Daniel Ribeiro
Você só conseguirá reprogramar o eSIM se você tiver o celular pronto para uso e se conseguir se autenticar com o Apple ID... E normalmente quem rouba o celular não consegue nem mesmo passar da tela de desbloqueio.
Daniel Ribeiro
Isso é verdade... Porém isso não resolve o problema já que o criminoso pode simplesmente desligar o aparelho.
Daniel Ribeiro
O criminoso não consegue ressetar o iPhone... Mas o dono do iPhone consegue fazer isso remotamente. E se ele fizer isso, o iPhone é apagado e vira um peso de papel... Não é possível re-habilitar um iPhone se ele estiver marcado como "Roubado" lá na Apple... Só o proprietário consegue fazer isso (mediante autenticação com Apple ID)
Alisson Santos
Estou muito desatualizado com relação ao mundo do crime, achava que resetar um iPhone sem as permissões do proprietário era mais complicado do que num Galaxy J.
Jeffrey Sinclair | ᴳᶤᶻᴾʳᵉᵐᶤᵘᵐ
Vai resetar o telefone, apagar as informações e estará mais que pronto para uso muito antes de você pedir para alguém rastrear seu celular. E com a vantagem de não ter que jogar seu chip fora.
Alexandre
Mas se é possivel reprogramar facilmente com app ou um codigo QR como diz a reportagem, essa vantagem se dilui
C-Cílio
Apple como sempre tomando ideias de outras fabricantes e lançando como novidade, meu motorola startac lá em 96 não precisava de chip para funcionar, tsc, tsc, tsc.
Kodos Otros
Sim, meu comentário ficou incompleto. Na realidade é que malabarismo a Apple fez para ter as duas soluções? Diminuiu ainda mais a bateria??
Filipe Espósito
São pouquíssimas operadoras que suportam o eSIM neste momento ao redor do mundo. Seria um tiro no pé a Apple forçar isso agora sem nem mesmo suas operadoras parceiras terem suporte. Mas certamente vão tirar o SIM físico no futuro, quando a tecnologia estiver mais difundida.
Kodos Otros
Sim, eu entendo que seja essa transição, sem dúvida. mas o que o iphone teve que "capar" para usar as duas soluções?
ochateador
Só que, a cada ano, as fabricantes de smartphones precisam de mais espaço no celular para colocar componentes [...
Islan Oliveira
Pra fazer uma transição, dado o pouco suporte que o e-SIM não faria sentido comercial adotá-lo unicamente. Adotando agora como solução híbrida, estimula as operadoras a darem suporte e então lá pra 2021 ou 2022 podem adotar só o e-SIM (pelo menos na Europa, EUA, Canada e outros países afins).
Alisson Santos
"Caso você tenha seu celular perdido ou roubado, outra pessoa não conseguirá remover o chip para inibir o localizador". Não precisava citar 3 vantagens, esta sozinha já é avassaladora.
Kodos Otros
Se as fabricantes estão preferindo usar o e-SIM ao invés do SIM normal para economizar espaço para mais baterias e sensores, o iPhone novo foi na contramão então, pois além do SIM normal tem o e-SIM.Edit: A questão é, o que a Apple sacrificou para ter as duas tecnologias?