Negócios

Em crise, Oi tem lucro de R$ 30,5 bilhões após reestruturar dívida

29/05 às 12h03 por

Há luz no fim do túnel para a Oi. A operadora, que enfrenta uma crise por conta de uma dívida bilionária, registrou lucro líquido consolidado de R$ 30,5 bilhões no primeiro trimestre de 2018. Essa é uma marca importante para a empresa, para a qual os prejuízos são bem mais frequentes. A Oi aponta que isso reflete a reestruturação de sua dívida aprovada no Plano de Recuperação

Uber testa serviço que deixa motorista particular à disposição por um dia

06/02/2017 às 16h08 por

E se, em vez de contratar um motorista particular por apenas uma corrida no Uber, fosse possível chamá-lo pelo resto do dia? É exatamente isso que a empresa começou a testar nesta segunda-feira (6) em algumas cidades da Índia. Por meio do UberHire, usuários podem andar com o mesmo carro por até 12 horas pagando uma tarifa previsível e com um motorista sempre à disposição. Mas por que você andaria sempre com o mesmo motorista? O Uber diz que o serviço é “perfeito pa

Mais de 200 mil pessoas deletaram suas contas do Uber na última semana

03/02/2017 às 12h18 por

O Uber enfrenta uma crise de imagem nos Estados Unidos. Usuários estão promovendo a campanha #DeleteUber nas redes sociais, acusando a empresa de ser a favor de políticas do presidente Donald Trump, como a medida que limita a entrada de refugiados e imigrantes de países islâmicos. Resultado? Mais de 200 mil contas excluídas do serviço de transporte em apenas seis dias, conforme divulgado pelo 

Smartphones com telas de 5 polegadas ou mais já são maioria no Brasil

02/02/2017 às 15h27 por

O mercado brasileiro de celulares está dominado pelos aparelhos com telas acima de 5 polegadas. Um relatório da Flurry, empresa de análise de dados do Yahoo, mostra que eles já são maioria no Brasil: 56% dos smartphones nas mãos dos consumidores tinham displays entre 5 e 6,9 polegadas em 2016 — bem mais que os 40% registrados no ano anterior.

Apple despenca e Google tem a nova marca mais valiosa do mundo

02/02/2017 às 11h54 por

Pela primeira vez em cinco anos, o Google voltou a ser dono da marca mais valiosa do mundo. De acordo com a consultoria Brand Finance, o nome do buscador atingiu valor de mercado de US$ 109,47 bilhões em 2017, ultrapassando a Apple, que despencou 27% em um ano — e ainda corre o risco de perder a vice-liderança para a Amazon, se a tendência se mantiver. O relatório da 

Tesla Motors agora é apenas Tesla

01/02/2017 às 16h16 por

A Tesla Motors, Inc. agora é oficialmente apenas Tesla, Inc. Não é nenhuma notícia que vai mudar sua vida (até porque você provavelmente já não chamava a Tesla de Tesla Motors), mas é um anúncio simbólico que reflete os planos da companhia de Elon Musk de olhar para além dos carros elétricos — e criar um império de energia sustentável. A montadora de carros elétricos vem investindo cada vez mais em fontes de energi

Recorde: Apple vende 78 milhões de iPhones em três meses e ultrapassa Samsung

01/02/2017 às 15h11 por

Depois de três trimestres com queda nas vendas de iPhones, a Apple bateu novo recorde. Em relatório financeiro divulgado nesta terça-feira (31), a empresa revelou que vendeu 78,29 milhões de iPhones entre setembro e dezembro de 2016 — mais que o antigo recorde de 74,78 milhões de unidades comercializadas mundialmente no mesmo período de 2015. O número é importante porque, além de ter sido o melhor trimestre da história nas vendas de iPhones, a Apple ultrapassou a Samsung

App Store libera compras com cartão de crédito nacional

31/01/2017 às 19h07 por

Não é mais necessário ter um cartão de crédito internacional para comprar aplicativos, jogos, músicas, filmes ou livros nas lojas de conteúdo digital da Apple. A empresa passou a permitir que os brasileiros façam transações com cartão de crédito nacional na App Store e iTunes Store, pagando o valor equivalente em reais. De acordo com um leitor do MacMagazine, foi possível comprar um aplicativo e um filme

A Adobe Creative Suite está definitivamente morta

31/01/2017 às 14h25 por

A Creative Suite, que juntava os softwares de criação da Adobe, como Photoshop, Premiere e InDesign, num único pacote, foi oficialmente descontinuada. A versão CS6, lançada em maio de 2012, ainda era comercializada pela empresa até o começo deste ano, mas a Adobe decidiu parar de vendê-la para focar todos os esforços na Creative Cloud. Segundo o PetaPixel, a Adobe Creative Suite 6 parou de ser vendida no dia 9 de janeiro, mas já faz algum tempo que era meio

Carregar mais posts