Negócios

Anatel nega intervenção na Oi após mau desempenho financeiro

Ontem às 14h18 por

Uma matéria publicada pelo Estado de S. Paulo afirma que a situação da Oi preocupa autoridades do governo federal: o jornal aponta o receio de que regiões do país fiquem sem o serviço de telefonia fixa prestados pela companhia no próximo ano, e diz que a Anatel seria obrigada a intervir na operadora. A agência nega cogitar isso, pois prefere uma "solução de mercado".

Oi cresce no pós-pago mas tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no trimestre

15/08 às 15h52 por

A Oi divulgou seu balanço financeiro para o segundo trimestre de 2019, e a operadora continua no vermelho: a receita líquida total para o período foi de R$ 5,09 bilhões, queda de 8,2% no comparativo com o mesmo período do ano anterior, enquanto o prejuízo líquido foi de R$ 1,55 bilhão. A base de clientes no pós-pago cresceu mais de 20%, mas a empresa sofreu redução na banda larga fixa e TV por assinatura. Veja os resultados financeiros do segundo trimestre de TIM e

Nextel pode ficar sem dinheiro em 2020 se venda para Claro não for aprovada

06/08 às 16h47 por

A NII Holdings, dona da Nextel Brasil, divulgou seu balanço financeiro do segundo trimestre de 2019 e continua no vermelho: a operadora teve prejuízo líquido de US$ 12,15 milhões e diz que, se a venda para a Claro não for concluída até o final do ano, ela não terá dinheiro para continuar operando em 2020. A aquisição precisa ser aprovada pela Anatel e pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

TIM aumenta lucro para R$ 423 milhões no segundo trimestre

31/07 às 09h34 por

A TIM Brasil divulgou os resultados financeiros do segundo trimestre de 2019 e os números foram positivos: ela teve lucro líquido normalizado de R$ 423 milhões, representando um aumento de 26% em relação ao mesmo período do ano anterior. A operadora registrou crescimento na internet fixa do TIM Live por fibra óptica, assim como nas linhas pós-pagas; no entanto, ela perdeu clientes no pré-pago. Vivo fecha segundo trimestre com queda de 55% no lucro líquido

Vivo fecha segundo trimestre com queda de 55% no lucro líquido

24/07 às 10h07 por

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, divulgou nesta quarta-feira (24) os resultados financeiros do segundo trimestre de 2019: a operadora teve lucro líquido de R$ 1,4 bilhão, registrando retração de 55,2% ante o mesmo período do ano anterior. Ela continuou a adicionar clientes do pós-pago móvel, banda larga por fibra óptica e IPTV; mas não conseguiu compensar a perda de assinantes no pré-pago, internet via xDSL e TV por satélite. TIM e Vivo fecham acordo para compartilhar redes 2G

TIM e Vivo apontam riscos à concorrência na fusão da Claro e Nextel

11/06 às 15h07 por

A Claro fechou negócio em março e comprou a Nextel por R$ 3,47 bilhões: o negócio precisa ser aprovado por órgãos reguladores, como a Anatel e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), e as operadoras TIM e Vivo apontam riscos à concorrência nessa fusão. Elas dizem que isso vai gerar concentração d

Oi avança no pós-pago mas sofre queda de receita no 1º trimestre

14/05 às 12h35 por

A Oi divulgou seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019: a operadora apresentou um grande avanço no número de linhas pós-pagas, mas registrou receita líquida total de R$ 5,13 bilhões, queda de 9,5% no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Ela vem perdendo clientes de telefonia fixa e de banda larga enquanto se esforça para expandir sua rede de fibra óptica. Vivo lucra R$ 1,3 bi com crescimento do pós-pago e fibra óptica

Vivo lucra R$ 1,3 bi com crescimento do pós-pago e fibra óptica

09/05 às 13h42 por

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, divulgou os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019 e o saldo foi positivo: a operadora conseguiu aumentar seu lucro líquido em 22% comparado ao mesmo período no ano anterior, graças a uma estratégia que foca em produtos com maior retorno financeiro — pós-pago e internet via fibra óptica. TIM registra lucro de R$ 251 milhões no primeiro trimestre de 2019

Vivo tem lucro de R$ 8,9 bilhões em 2018 com maior adição de linhas pós-pagas

20/02 às 13h40 por

O grupo Telefônica divulgou seus resultados financeiros de 2018, e os números mostram que o último ano foi bem positivo para a dona da Vivo. A operadora atingiu lucro líquido de R$ 8,871 bilhões, valor 92,5% maior do que o ano de 2017. Ela é líder em clientes móveis no Brasil e vem expandindo sua base pós-paga. A empresa também cresceu em internet fixa via fibra óptica; TV por assinatura com tecnologia IPTV; e serviços de valor adicionado. Vivo não quer leilão de frequências de 5G em 2

TIM encerra 2018 com lucro de R$ 1,5 bilhão e aposta no crescimento do pós-pago

20/02 às 11h30 por

O grupo TIM divulgou seus resultados financeiros de 2018 nesta quarta-feira (19) e fechou o ano longe do vermelho: a operadora atingiu lucro líquido de R$ 1,566 bilhão, alta de 26,6% se comparado ao ano anterior. Ela desligou linhas pré-pagas e adicionou clientes do pós-pago, aumentando o gasto médio por usuário; e expandiu a internet por fibra óptica do TIM Live. Claro e NET faturam R$ 35,8 bilhões em 2018 com ultra banda larga e pós-pago

Claro e NET faturam R$ 35,8 bilhões em 2018 com ultra banda larga e pós-pago

13/02 às 14h42 por

O grupo Claro — formado pela Claro, NET e Embratel — divulgou seus resultados financeiros do quarto trimestre, fechando os números anuais para 2018. A operadora tem 4,4 milhões de acessos com ultra banda larga (acima de 34 Mb/s) e apresenta forte crescimento na telefonia móvel pós-paga. Brasil desligou 7,2 milhões de linhas de celular em 2018, segundo Anatel NET

Oi tem prejuízo de R$ 1,3 bilhão e planeja 4G com frequência de 2,1 GHz

14/11/2018 às 12h30 por

A Oi divulgou os resultados financeiros do terceiro trimestre de 2018 e continua sofrendo com os efeitos da recuperação judicial, registrando prejuízo líquido de R$ 1,3 bilhão e apresentando queda na receita. A operadora conseguiu crescer em TV por assinatura, mas teve perdas principalmente com banda larga fixa e telefonia móvel; ela espera que a expansão do 4G e fibra óptica possa evitar a queda no número de clientes.

Carregar mais posts